sábado, 4 de julho de 2009

SEU DINHEIRO - Luiz Percy Denardin



Denardin Assessoria Empresarial Ltda.

MERCADO FINANCEIRO 03.07.09

Fundos de pensão brasileiros comprarão mais ações, diz Merrill Lynch
Antes concentrados na renda fixa, fundos terão de colocar mais dinheiro na bolsa com Selic de um dígito

Portal EXAME -
Em relatório divulgado nesta quarta-feira (1), o banco Merril Lynch afirma que os fundos de pensão brasileiros terão de aumentar a compra de ações e os investimentos no exterior para cumprir as metas de ganhos previstas em contrato.
Tal mudança se deve à redução da taxa Selic para 9,25% no ano, que diminuiu o retorno do rendimento em renda fixa. A Merrill Lynch lembra que a maioria dos fundos de pensão busca um retorno anual de 4 a 6 pontos percentuais acima da inflação. Com o IPCA no atual patamar, isso significa um ganho anual de 8,5% e 10,5%.
Antes da queda da Selic, os investimentos em renda fixa permitiram que os fundos acumulassem uma média de retorno anual de 17% desde 2002.


Presidente da OPEP se diz satisfeito com o atual patamar do petróleo.
Fonte Infomoney

"Em entrevista realizada nesta sexta-feira (3) o presidente da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), José Maria Botelho de Vasconselho, disse estar "satisfeito" com o patamar atual das cotações do barril da commodity."Sim, eu acho que sim, por que o preço é bom para todos nós, consumidores e produtores. A economia tem se recuperado um pouco e o preço está balanceado. Nós não temos um preço-alvo", respondeu o presidente da organização quando questionado se estava contente com os preços.Mais especificadamente, conforme reportado pela agência de notícias Xinhua, um patamar entre US$ 68 e US$ 71 seria apropriado para as cotações. O trabalho da Opep foi aquele de balancear e estabilizar o mercado, com a produção atual de 25 milhões de barris diários, disse Vasconcelos. Parceria com os chineses : "Nesse nível, estamos contribuindo para que o mercado estabilize os preços", afirmou ele. A Angola foi a segunda maior fornecedora de petróleo para a China no último ano com um total de 600 mil barris por dia, ou 29,9 milhões de toneladas da matéria-prima, ficando atrás somente da Arábia Saudita.."



Bolsas norte americanas sem pregão em função do Feriado do Independence Day


Lá fora, as bolsas europeias fecharam sem tendência definida, com Indicadores econômicos desfavoráveis e desempenho ruim de mineradoras e petrolíferas puxaram os índices para baixo, contrabalancedo pelas altas no setor financeiro. Sessão marcada também pela ausência da maior economia do planeta em virtude da véspera do feriado de 4 de julho, o dia da independência do país, o que contribuiu para a falta de tendência vista no mercado acionário.




Por aqui, sem as referências norte-americanas e com as bolsas européias indefinidas, em um pregão morno, o indice doméstico deu destaque para o recuo das blue chips Vale e Petrobras, que voltaram a refletir a fraqueza do mercado internacional de commodities metálicas e energéticas nos últimos dias. Paralelamente, a estatal petrolífera anunciou na noite da véspera o início do refino da primeira carga de petróleo produzido na camada pré-sal da Bacia de Santos. Destaque negativo do dia ficou por conta dos ativos da SABESP, que exetendeu as perdas de ontem. Na outra mão, o destque positivo do dia ficou por conta dos ativos preferenciais da Duratex , que com a valorização do dia apagou as perdas registradas na última sessão.Oscilando entre os 50.914 pts e os 51.167 pts, e hoje sem a participacão estrangeira, com um pequeno volume financeiro de R$ 1,64 bilhões , o IBOVESPA acabou fechando próximo da estabilidade, aos 50.934 pontos, representando uma queda de 0,16% em relação ao fechamento anterior, e com o desempenho do dia, o índice encerrou a primeira semana de julho com queda de 1,07%. No diário, continua em LTB no canal lateral ( 50.087 / 54.500).

As maiores altas do dia ficaram por conta da Duratex PN ( 5,80% ), Sadia PN ( 4,27% ), Perdigão ON ( 3,70% ), Telemar PNA ( 2,64% ) e Brasil T Par PN ( 2,42% ). As maiores perdas do dia ficaram por conta da Sabesp ON ( 1,98% ), Usiminas ON ( 1,82% ), Usiminas PNA ( 1,38% ) Natura ON ( 1,24% ) e Bradesco PN ( 1,06% ).
Já o dolar comercial, encerrou em estabilidade, após operar alternando entre perdas e ganhos, e com a ausência dos mercados dos Estados Unidos, em virtude da véspera do feriado de 4 de julho. A moeda norte-americana fechou cotada hoje a R$1,9530 apresentando a mesma cotação em relação ao fechamento anterior. No mes acumula desvalorização de 0,51%, e no ano de 2009 desvalorização de 16,43%. No mercado paralelo se manteve estávele foi negociada a R$2,0900, representando um ágio de 07,12% em relação ao dólar comercial.

INDICES INTERNACIONAIS

Dow Jones - não operou
Standard & Poor's 500 - não operou
Nasdaq - não operou
FTSE 100 - alta de 0,05%
Nikkei - queda de 0,61%
Merval - alta de 1,01%
WINFUT queda de 0,56% - 51.260,00 pontos - no ano 34,89%.
IBOVESPA queda de 0,18% - 51.934,69 pontos - no ano 35,64%
Segue ao lado o fechamento de hoje dos principais ativos com o resultado acumulado de 2009 :
- PETR4 queda de 0,74% - 31,01 ( MIN 30,90, MAX 31,35 ) no ano 35,77%
- VALE5 queda de 0,43% - 29,92 ( MIN 29,76, MAX 30,20 ) no ano 25,24%
- GGBR4 queda de 0,20% - 20,30 ( MIN 20,24, MAX 20,65 ) no ano 34,79%
- ITUB4 queda de 0,77% - 30,80 ( MIN 30,70, MAX 31,43 ) no ano 18,01%
- CSNA3 queda de 0,77% - 42,53 ( MIN 42,20, MAX 42,90 ) no ano 46,66%
- USIM5 queda de 1,38% - 40,73 ( MIN 40,60, MAX 41,54 ) no ano 53,58%
IBOVESPA - Chegou a subir 0,27% nos primeiros 10 minutos do pregão, qunado atingiu a máxima do dia, porém em seguida foi ao negativo e passou o restante do intraday em movimento laterlal e acabou fechando próximo da estabilidade, aos 50.934 pontos, representando uma queda de 0,16% em relação ao fechamento anterior. No diário, continua em LTB no canal lateral ( 50.087 / 54.500).
MIN do dia 50.914 pontos / MAX do dia 51.167 pontos

sexta-feira, 3 de julho de 2009

SEU DINHEIRO - Luiz Percy Denardin


Denardin Assessoria Empresarial Ltda.


MERCADO FINANCEIRO 02.07.09



"Numa empresa em dificuldades, tão logo um problema é resolvido, outro vem a tona - nunca existe só uma barata na cozinha." Warren Buffet



Wall Street e bolsas norte americanas com forte recuo.


Lá fora, Wall Street bem com as principais bolsas norte-americanas, tiveram uma dura exposição da realidade com a divulgação do Employment Report, que apontou uma perda de 467 mil postos de trabalho em junho, décimo oitavo recuo consecutivo de vagas, resultado este bem pior do que o esperado pelo mercado, que estimava perda de 365 mil vagas de emprego. A taxa de desemprego atingiu 9,5%, numero esperado pelo mercado na última semana. Diante deste quadro o presidente Obama mostrou preocupação durante a tarde, afirmando que "ainda estamos vendo muitas perdas de emprego", declaração que consolidou as perdas em Wall Street, com as commodities caíndo forte e os índices acionários de Wall Street fechando a semana com quedas superiores a 2%. Vale lembrar, que o mercado norte-americano não opera na próxima sessão, por conta das comemorações do Independence Day.


Já o Petróleo, após dados do mercado de trabalho dos EUA sugerirem que a recuperação do maior consumidor de óleo bruto do mundo será mais lenta do que o previsto, em função do avanço nos estoques hoje apresentou seus preços no menor nível das últimas cinco semanas, e estendeu o recuo de ontem. A queda no preço do barril de óleo bruto negociado em Nova York também responde aos dados divulgados ontem, que mostravam um aumento nos estoques de combustível do país próximo ao feriado de 4 julho, data vista como ápice da temporada de consumo de gasolina. Em Londres o BRENT fechou a US$ 66,65 ( forte recuo de 3,11% ) , e em Nova York, na Nymex fechou cotado a US$ 66,65 por barril ( forte recuo de 3,72% ). Porém, a queda nos preços de óleo bruto foi limitada pelo anúncio da Royal Dutch Shell, que afirmou que sua produção de petróleo em terra na Nigéria foi reduzida pela metade frente aos números registrados no início do ano, e a questão política no maior produtor africano da commodity vem sendo acompanhada de perto pelo mercado, conforme novos ataques a plantas produtivas no país se confirmam.



Por aqui, na cauda das preocupacões externas e com a queda das commodities metálicas e de petróleo, o indice doméstico hoje recuou hoje bastante penalizado principalmente pelos ativos da Petrobras que apresentaram expressivo recuo, embora tenha tido suas perdas limitadas pelo bom desempenho das ações de Cosan, Banco do Brasil, Gafisa e Sadia. No que se refere a indicadores domésticos, a divulgação do IPC-Fipe (Índice de Preços ao Consumidor - Fipe) referente ao mês de junho, apontou inflação de 0,13%, inferior aos 0,25% esperados pelo mercado. Já a produção industrial brasileira avançou 1,3% na passagem de abril para maio, de acordo com a Pesquisa Industrial da Produção Física formulada pelo IBGE, resultando no quinto resultado positivo consecutivo, o que representa um avanço de 7,8% até o final do mes de maio 2009. Oscilando entre os 50.607 pts e os 51.538 pts, e com um volume financeiro de R$ 4,09 bilhões , o IBOVESPA acabou fechando, aos 51.024 pontos, representando uma queda de 1,01% em relação ao fechamento anterior. No diário, em LTB no canal lateral ( 50.087 / 54.500).

As maiores altas do dia ficaram por conta da Light ON ( 3,00% ), Cesp PNB ( 2,26% ), Cosan ON ( 2,19% ), BB ON ( 2,11% ) e Sadia PN ( 1,86% ). As maiores perdas do dia ficaram por conta da TAM PN ( 3,81% ), Comgas PNA ( 3,43% ), Usiminas PNA ( 3,28% ) BMFBovespa ON ( 2,94% ) e Lojas Americanas PN ( 2,37% ).
Já o dolar comercial, voltou a subir e recuperou parte de suas perdas nesta quinta-feira após ter fechado em queda nas duas últimas sessões. A moeda norte-americana fechou cotada hoje a R$1,9530 apresentando uma forte alta de 1,09% em relação ao fechamento anterior. No mes acumula desvalorização de 0,51%, e no ano de 2009 desvalorização de 16,43%. No mercado paralelo avançou e foi negociada a R$2,0900, representando um ágio de 07,12% em relação ao dólar comercial.

INDICES INTERNACIONAIS

Dow Jones - queda de 2,63%
Standard & Poor's 500 - queda de 2,91%
Nasdaq - queda de 2,67%
FTSE 100 - queda de 2,45%
Nikkei - queda de 0,64%
Merval - queda de 3,45%
WINFUT queda de 0,85% - 51.550,00 pontos - no ano 35,66%.
IBOVESPA queda de 1,01% - 51.024,94 pontos - no ano 35,88%
Segue ao lado o fechamento de hoje dos principais ativos com o resultado acumulado de 2009 :
- PETR4 queda de 1,76% - 31,24 ( MIN 31,01, MAX 31,44 ) no ano 36,78%
- VALE5 queda de 0,23% - 30,05 ( MIN 29,58, MAX 30,14 ) no ano 25,78%
- GGBR4 queda de 1,21% - 20,34 ( MIN 20,00, MAX 20,42 ) no ano 35,06%
- ITUB4 queda de 0,23% - 31,04 ( MIN 30,62, MAX 31,32 ) no ano 18,93%
- CSNA3 queda de 1,61% - 42,86 ( MIN 42,10, MAX 43,25 ) no ano 47,79%
- USIM5 queda de 3,28% - 41,30 ( MIN 40,92, MAX 42,11 ) no ano 55,73%
IBOVESPA - Caiu 1,80% até as 11:00 horas, inverteu e recuperou 0,8% da nos 40 minutos seguintes , transcorreo o restante do intraday em movimento lateral e acabou fechando, aos 51.025 pontos, representando uma queda de 1,01% em relação ao fechamento anterior. No diário, em LTB no canal lateral ( 50.087 / 54.500).
MIN do dia 50.607 pontos / MAX do dia 51.538 pontos.

PAPO DE CULTURA - Ione Jaeger




FIZ TUDO QUE PUDE

“Fiz tudo que pude”.
Foram estas suas últimas palavras ao chegar em casa naquela noite fatídica. A família estava toda reunida e assistia à novela das oito em sua última parte. Ele entrou às pressas, pálido, ofegante e com a respiração semi-presa conseguiu balbuciar, “fiz tudo que pude...” e imediatamente caiu pesadamente contra o piso de parque. Estava morto.

Gritos, correrias, desespero, “que aconteceu? Fala comigo”. Água, água com açúcar, pano molhado, pelo amor de Deus, depressa. Não adiantava mais nada. Estava consumado. Somente suas últimas palavras ficaram no ar.

A capela estava lotada. O velório transcorria sob o espanto de todos que não entendiam morte tão repentina. Homem novo, saudável. Extremamente bom. Grande chefe de família. No ar parava um silêncio de indignação que só era interrompido por choros, ora velados, ora convulsivos. Para a viúva e os filhos havia um som no ar em forma de palavras que se repetia continuamente – “fiz tudo que pude, fiz tudo que pude”. As condolências se sucediam:
– Meus pesamos, comadre.
– Obrigada!
– Foi assim tão de repente?
– Foi de uma hora para a outra. Um minuto. Foi horrível.
– Ele não disse nada sobre o que estava sentindo antes de morrer?
– Ele tentou. Começou dizendo “fiz tudo o que pude...” e não conseguiu terminar.
– Estranho. O que teria ele para dizer?
– Não sei, comadre. Já pensei tanta coisa. Não quero nem lembrar.

Diálogos como este se repetiam para cada parente ou amigo que trazia seus sentimentos. A viúva pensava nas últimas palavras do falecido e conjeturava – “talvez ele quisesse ter dito, fiz tudo para fazê-la feliz”. Afinal era sua última oportunidade para dizê-lo. Ou quem sabe, “para lhe dar tudo de bom”. Ou quem sabe – não queria pensar naquilo, mas não podia evitar – “fiz tudo o que pude para esconder que tenho outra, mas não é mais possível”. Mil idéias lhe passavam pela cabeça e o que mais lhe doía, além da perda de seu amado, é que nunca saberia o final daquela frase que, por certo, lhe perseguiria para o resto da vida.

O filho de 17 anos, mais velho dos três, olhava o pai deitado ali, inerte, rígido, sem aquele seu permanente sorriso afetuoso. “O que tu querias dizer com aquilo, papai? Por acaso estarias te referindo à moto que há tempo venho te pedindo? Só agora compreendo como devo ter te preocupado com tal pedido. Era muito para o teu orçamento. Perdoa-me, papai. Sei que fizeste todo o possível.”

A filha de 14 anos não parava de chorar e de questionar se aquela “fiz tudo que pude “ não seria referente a sua festa de 15 anos que ela vinha insistindo tanto. “Papai querido, não era tão importante assim. Tu tinhas razão. Festa é só para encher a barriga dos outros e ainda saírem falando”.

O caçulinha de 10 anos via sua viagem a Disney totalmente perdida. Ele sabia que papai faria todo o possível para que ele realizasse seu sonho.

Durante o velório não se limitava tanto de seu mal súbito como se falava de suas últimas palavras. Essas mesmas palavras foram comentadas semanas a fio por seus entes queridos. A família viveu anos ouvindo e repetindo aquela derradeira e inacabada frase. Visitavam centros espíritas mas encontravam muitas divergências entre um centro e outro. Seguidamente iam ao cemitério e ficavam um longo tempo postado diante do túmulo tentando encontrar uma luz. Na lápide “ele fez tudo o que pode” não havendo remédio, levaram a dúvida consigo o resto de suas vidas.
Muitos anos depois a viúva morreu. Sua alma curiosa saiu em busca da alma do esposo até encontrá-lo sentado numa pedra lendo um jornal.

Afoita, foi logo lhe perguntando: “Afinal, o que tu estavas tentando dizer?”
Calmamente ele levantou os olhos do jornal e disse:
– Nada mais querida. Apenas quis dizer que fiz tudo o que pude para chegar em casa a tempo de ver a novela.”




.............................................................
Vilson Martins, CONFRARIA DE CONTOS, Ed Alcance – POA, 1986. pág 75

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Definidas demandas que poderão ser votadas no Consulta Popular

Em assembleia geral do Conselho Regional do Vale do Rio dos Sinos (CONSINOS) ocorrida no início desta semana, no Centro Universitário La Salle, em Canoas, foram definidas as demandas que constarão na cédula de votação pública do Consulta Popular 2009, prevista para 5 de agosto. Elas contemplam 14 áreas de investimento e sua escolha ficou a cargo dos delegados indicados nas etapas preparatórias, realizadas nos 14 municípios que integram o Conselho Regional de Desenvolvimento (COREDE) Vale do Rio dos Sinos. Apenas Dois Irmãos e Nova Hartz, por opção política, decidiram não participar do processo. Em função disso, as verbas que seriam direcionadas às duas localidades, no valor de R$ 300 mil, serão redirecionadas para outros projetos do Vale.

Os representantes eleitos que defenderam os projetos de Novo Hamburgo nesta plenária foram Plácido Crescente, do Grupo Pensando Novo Hamburgo e Anildo Matsdorf, presidente da União das Associações Comunitárias de Novo Hamburgo (UAC). Além deles, o município também contou com os delegados Lorizete Leão Dias, pelo CONSINOS e Paulo Haubert, do Conselho Municipal de Desenvolvimento (COMUDE). Os quatro apresentaram à região as demandas apontadas na assembleia local do dia 23 de junho, além do incremento de verbas para alguns programas hamburguenses. Segundo o Haubert, presidente do COMUDE, algumas cidades tiveram que abrir mão de demandas, pois excediam o valor disponibilizado ou não se enquadravam nos critérios elegíveis. “Houve algumas adequações, mas felizmente todas as nossas propostas acabaram indo para a cédula”, explica Haubert.

No total, o Governo do Estado disponibilizou R$ 8,16 milhões para toda a região, dos quais R$ 1,594 milhão serão para Novo Hamburgo. Estes valores devem ser aplicados, em sua maior parte, nas três diretrizes apontadas pela Secretaria Extraordinária de Relações Institucionais do Estado: Educação, Saúde e Segurança Pública. Considerando estes limites estabelecidos no projeto enviado pelo Governo do Estado, o CONSINOS já havia apontado a proporção de 25% para cada uma delas e os 25% restantes para demandas de todos os demais setores, divididos em 11 grupos. Em números exatos, cada área receberá R$ 2,04 milhões.

Conforme Haubert estes valores não estão cem por cento garantidos até a aprovação pela Consulta Popular. “É por isso que a população, as pessoas em geral que se preocupam por essas áreas e pela cidade, devem procurar alguma das diversas urnas que estarão disponíveis em todos os bairros. Só uma votação expressiva demonstrará a mobilização em prol dessa verba”, argumenta. De acordo com ele, Novo Hamburgo tem feito a maior votação da região nos últimos anos, buscando algumas conquistas importantes. “Por isso nosso esforço, de agora até 5 de agosto, é de mobilização”, explica, chamando todos para ajudar a assegurar a execução dos projetos propostos.

Demandas hamburguenses que irão para a cédula regional:

Área 1 - Segurança Pública
Verba total: R$ 420 mil - R$ 60 mil por veículo

a) 2 viaturas para a Brigada Militar
b) 1 viatura para a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe)
c) 1 viatura para o Instituto Geral de Perícias (IGP)
d) 3 viaturas para a Polícia Civil

Área 2 – Saúde
Verba total: R$ 400 mil

a) Construção / ampliação da UBS São Jorge (R$ 300 mil)
b) Compra de equipamentos para o Hospital Municipal (R$ 100 mil)

Área 3 – Educação
Verba total: R$ 400 mil - R$ 100 mil por demanda

a) Aquisição de equipamentos didático-pedagógicos para a Escola Estadual Engº Ignácio Plangg
b) Aquisição de equipamentos didático-pedagógicos para a Escola Estadual Professor Clemente Pinto
c) Manutenção, conservação e ampliação dos espaços na Escola Estadual Professor Clemente Pinto
d) Manutenção, conservação e ampliação dos espaços na Escola Estadual Engº Ignácio Plangg

Área 4 – Outras demandas
Verba total: R$ 400 mil - R$ 80 mil por demanda

4.1 – DAER – Construção da Rodovia Presidente Lucena no trecho Novo Hamburgo

4.2 – Secretaria de Justiça e Segurança

a) Construção de Centro de Referência da Criança e do Adolescente
b) Programas de qualificação para o trabalhador
c) Construção de um centro de convivência do idoso

4.3 – Secretaria de Habitação

a) Regularização fundiária – obras de infraestrutura urbana em áreas públicas ocupadas há mais de cinco anos e em processo de regularização

SEU DINHEIRO - Luiz Percy Denardin


Denardin Assessoria Empresarial Ltda.



MERCADO FINANCEIRO 01.07.09

Volume de cheques devolvidos tem seu maior patamar desde 1991.

A inadimplência com cheques registrou, em maio deste ano, um crescimento de 18,9% na comparação com o mesmo mês do ano passado, atingindo o maior patamar desde 1991, com 25,2 devoluções a cada mil compensações. Os dados foram divulgados pela Serasa. No mês passado, foram devolvidos 2,49 milhões de cheques e 98,74 milhões foram compensados. Em maio do ano passado, 2,40 milhões retornaram, enquanto que 113,19 milhões foram compensados. Inadimplência : Para os técnicos da Serasa, maio é um mês de maior inadimplência devido às vendas do Dia das Mães, além disso, as compras parceladas da Páscoa e as despesas com os feriados prolongados do mês anterior também contribuíram para a elevação da estatística.



Wall Street e bolsas norte americanas avançam.

Lá fora, Wall Street bem com as principais bolsas norte-americanas, ao contrário de ontem, hoje com os indicadores aumentando as esperanças de que o pior já passou para a maior economia do planeta. No que se refere a indicadores, o Institute for Supply Management, que mede o nível de atividade industrial nos EUA, avançou em junho na comparação com maio. No setor Tech, destque para os ativos da produtora de softwares LogMeIn , que tiveral seu IPO hoje no Nasdaq e dispararam , assimcomo os ativos de Intel, Microsoft e Cisco Systems avançaram, respectivamente, 2,96%, 1,14% e 0,8%. Na novela montadoras, refletindo a queda de 10,9% das vendas no mês de junho, os ativos da Ford recuaram 2,64%. Já os ativos da General Motors também dasabaram 16,74%, , em resposta a queda de 33% nas vendas no segundo semestre na comparação com o mesmo período de 2008 e além disso, pelo segundo dia seguido a GM tenta a aprovação para o seu plano de reestruturação, que necessitará de US$ 1,25 bilhão para criar uma nova montadora.


Já o Petróleo, em função do avanço nos estoques estendeu o recuo de ontem. Em Londres o BRENT fechou a US$ 68,79 ( recuo de 0,73% ) , e em Nova York, na Nymex fechou cotado a US$ 69,31 por barril ( recuo de 0,83% ). Porém, a queda nos preços de óleo bruto foi limitada pelo anúncio da Royal Dutch Shell, que afirmou que sua produção de petróleo em terra na Nigéria foi reduzida pela metade frente aos números registrados no início do ano, e a questão política no maior produtor africano da commodity vem sendo acompanhada de perto pelo mercado, conforme novos ataques a plantas produtivas no país se confirmam.



Por aqui, hoje sob a influência das principais bolsas externas, o indice doméstico fechou com ganhos embora modestos. Limitando os ganhos , o recuo dos contratos de petróleo no mercado internacional exerceu forte pressão sobre os papéis da Petrobras, que figuraram entre as maiores perdas do dia, també repercutindo sobre os negócios com as ações da estatal a pretensão de captação de US$ 500 milhões no mercado externo. O destque positivo do dia, ficou por conta da Cosan, que se recupera de três quedas consecutivas. Já o destque negativo do dia, ficou por conta dos papéis preferenciais da TIM Participações, que vinham de alta ontem. Oscilando entre os 51.464 pts e os 52.382 pts, e com um volume financeiro de R$ 5,6 bilhões , o IBOVESPA acabou fechando, aos 51.543 pontos, representando um pequeno avanço de 0,15% em relação ao fechamento anterior. No diário, em movimento lateral em canal lateral ( 50.087 / 54.500).

Vale o registro, que a VISANET ( VNET3 ) , que teve seu controvertido lançamento ( IPO - Initial Public Offering ) fazem 3 dias a preço de R$15,00, teve sómente hoje 5,82% de valorização fechando a R$17,83., ou seja, já valorizou em 3 dias 18,8% para quem conseguiu participar da abertura e manteve o ativo até o momento. Não tem influência sobre o IBOVESPA pois este ativo não faz parte da composição dos mesmo.
As maiores altas do dia ficaram por conta da Cosan ON ( 4,44% ), TAM PN ( 3,96% ), Cedesc PNB ( 3,58% ), Net PN ( 3,32% ) e Rossi Resid ON ( 3,05% ). As maiores perdas do dia ficaram por conta da TIM Part PN ( 2,59% ), Petrobras ON ( 2,57% ), Petrobras PN ( 2,00% ), ALL UNT ( 1,49% ) e AmBev PN ( 1,48% ).

Já o dolar comercial, em resposta ao otimismo dos mercados voltou deu continuidade à sequencia de recuo. A moeda norte-americana fechou cotada hoje a R$1,9300 apresentando uma forte queda de 1,58% em relação ao fechamento anterior. No mes acumula desvalorização de 1,58%, e no ano de 2009 desvalorização de 17,33%. No mercado paralelo se manteve estável negociada a R$2,0700, representando um ágio de 07,25% em relação ao dólar comercial.

INDICES INTERNACIONAIS

Dow Jones - alta de 0,68%
Standard & Poor's 500 - alta de 0,44%
Nasdaq - alta de 0,58%
FTSE 100 - alta de 2,15%
Nikkei - queda de 0,19%
Merval - alta de 1,87%
WINFUT queda de 0,02% - 51.990,00 pontos - no ano 36,82%.
IBOVESPA alta de 0,15% - 51.543,03 pontos - no ano 37,26%
Segue ao lado o fechamento de hoje dos principais ativos com o resultado acumulado de 2009 :
- PETR4 queda de 2,00% - 31,80 ( MIN 31,80, MAX 32,99 ) no ano 39,23%
- VALE5 alta de 0,90% - 30,12 ( MIN 30,12, MAX 30,74 ) no ano 26,08%
- GGBR4 alta de 0,44% - 20,59 ( MIN 20,58, MAX 21,05 ) no ano 36,72%
- ITUB4 alta de 0,03% - 31,11 ( MIN 31,11, MAX 31,60 ) no ano 19,20%
- CSNA3 queda de 0,14% - 43,56 ( MIN 43,43, MAX 44,67 ) no ano 50,21%
- USIM5 alta de 2,62% - 42,70 ( MIN 41,80, MAX 43,09 ) no ano 61,01%
IBOVESPA - Chegou a subir 1,77% até as 11:200 horas, quando obteve a máxima do dia. A partir dai reverteu, e passou o restante do intraday em movimento declinante e acabou fechando, aos 51.543 pontos, representando um pequeno avanço de 0,15% em relação ao fechamento anterior. No diário, em movimento lateral em canal lateral ( 50.087 / 54.500).
MIN do dia 51.464 pontos / MAX do dia 52.382 pontos.

Coordenadoria prepara Semana Intermunicipal da Juventude




Na manhã desta quarta-feira, 1º de julho, uma reunião no quinto andar do Centro de Cidadania hamburguense começou a definir o formato da Semana Intermunicipal de Juventude, prevista para ocorrer nos dias 7 a 16 de agosto. A ideia vem sendo desenvolvida desde o Seminário Estadual de Gestores e Agentes de Juventude, ocorrida nos dias 15 e 16 de maio, em Canoas, e estabelece que o evento aconteça simultaneamente nos 12 municípios que integram a Comissão Pró-Fórum Estadual de Gestores de Juventude. “Teremos identidade e slogan padrão para todas as cidades, além de temas e algumas atividades em comum”, explica o coordenador de Políticas para a Juventude de Novo Hamburgo, Roger Correa. O mais importante segundo ele, “é que toda a programação será paralela, ao mesmo tempo em todos os municípios, o que deve gerar uma boa visibilidade a nível estadual”, aposta Correa.

Outra característica da Semana de Juventude é que sua construção está sendo feita através do diálogo e interação com a sociedade civil, especialmente as entidades e movimentos organizados. Exemplo disso foi a própria reunião desta manhã, da qual participaram representantes da União dos Estudantes de Novo Hamburgo (UENH), Conselho Municipal de Entorpecentes (Comen) e grupos de rap do município, além de membros de diversos setores do poder público, como Faixa Nobre, Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), Secretaria de Educação (SMED), Laboratório de Educação Ambiental (LEA) da Comusa, Secretaria Geral de Governo, Secretaria Especial de Comunicação e Centro Especializado de Referência em Assistência Social (CREAS).
A abertura da semana voltada à juventude será feita na sede da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (FAMURS), em Porto Alegre, no dia 7 de agosto e deverá contar com solenidade política e atividade cultural. Conforme Roger Correa, o local foi escolhido em função da centralidade geográfica, por se tratar da capital gaúcha, e também “por ser uma entidade parceira, que apoia a constituição do Fórum Estadual de Gestores, cujas tratativas estão bem adiantadas”, resume.

Além desta atividade em comum, outra, agendada para a quinta-feira, 13 de agosto, em São Leopoldo, já está incluída no cronograma. Trata-se de um seminário regional, cujo objetivo será legitimar o processo de construção do espaço permanente de debate entre os gestores jovens. O restante da programação está a cargo de cada município, que dispõe de autonomia para desenvolver a própria agenda.

Em Novo Hamburgo, a previsão é de que as atividades sejam descentralizadas em diversos bairros e atinjam vários segmentos da juventude, respeitando suas especificidades. “O eixo central da Semana é o debate em torno do Plano Nacional de Juventude, em tramitação no Senado”, explica Correa. “Mas também queremos envolver cultura, arte e esporte, pois sabemos que os assuntos políticos hoje em dia não atraem muito a rapaziada”, completa. Nas próximas semanas, os Grupos de Trabalho constituídos na reunião de hoje estarão visitando outras entidades, a fim de estabelecer a agenda final da Semana, com os respectivos temas e datas.

Escritor Ilan Brenman realiza Oficina no Centro de Cultura




A Secretaria de Cultura de Novo Hamburgo (SECULT), a partir deste mês, estará realizando diversas atividades em referência a Feira do Livro 2009. Segundo a titular da pasta, Anita Lucas de Oliveira, a finalidade destas ações é iniciar desde cedo o incentivo e preparação das pessoas para a feira comercial, que ocorre de 9 a 18 de outubro. “Diversas oficinas, com temas como mini-contos e RPG, espetáculos teatrais e encontros com escritores fazem parte desta pré-programação da Feira do Livro de outubro”, explica Anita.

Para dar início as atividades, chega a Novo Hamburgo, na segunda-feira, 6 de julho, o escritor Ilan Brenman. Neste dia ele irá ministrar uma oficina gratuita de contos, na sala 31 do Centro Municipal de Cultura (Rua Eng. Ignácio Plangg, nº 66). O início está marcado para as 8 horas. Brenman, que é Mestre e Doutor pela Faculdade de Educação da USP, é um contador de casos profissional. Ele já realizou cerca de 20 publicações de literatura infanto-juvenil. Entre elas “Quero nascer de novo!”, “O turbante da sabedoria” e “As 14 pérolas da Índia”.
Interessados em participar da oficina podem se inscrever através do telefone (51) 3593-2013, ou pelo e-mail agendacultural@novohamburgo.rs.gov.br. Para a inscrição é necessário apenas informar o nome completo e um telefone para contato.

Darwin Kremer ministra palestra para profissionais de escola municipal





Nesta sexta-feira, 3 de julho, às 16 horas, o Coordenador de Políticas Públicas para Pessoas Portadoras de Deficiência, Darwin Kremer, ministra uma palestra sobre Inclusão Social, Pessoas Portadoras de Deficiência (PPDs) e Educação, para profissionais da Escola Municipal de Ensino Fundamental Dr. Jacob Kroeff Neto, do bairro Rincão.

A atividade integra o dia de Parada de Estudos, que ocorre na escola quatro vezes ao ano. Neste dia os professores interrompem suas tardes para aprender mais sobre o tema “Somos diferentes, mas igualmente importantes”, que foi eleito para ser trabalhado durante todo o ano de 2009. Segundo a diretora, Rejane Barreto, palestras como a de Kremer servem para dar subsídios aos professores.

Kremer destaca a importância de trabalhar a inclusão de uma maneira mais abrangente com os alunos. “Além de falar sobre inclusão física, como adequações arquitetônicas, é importante ressaltar a inclusão de uma maneira pedagógica e afetiva, para que os professores possam ensinar aos alunos como é importante saber de que maneira receber um deficiente na escola” relata o coordenador.

Escolas Municipais realizam Festas Julinas neste sábado

Neste sábado, dia 4 de julho, duas escolas do Município realizarão festas de São João fora de época. As Festas Julinas serão comemoradas pelas escolas Castro Alves, de Lomba Grande e Irmão Nilo, do bairro Boa Saúde. Ambas abrem seus portões para receber alunos, pais e comunidade, com festas repletas de atividades. Além dos comes e bebes e das brincadeiras já tradicionais das festas de São João, como pescaria, flor da sorte e boca do palhaço, os alunos prepararam apresentações artísticas especiais para a data.

Confira os horários de cada festa:
Escola Municipal Castro Alves, na Lomba Grande, das 13 às 17 horas.
Escola Municipal Irmão Nilo, na Boa Saúde, das 10 as 15h30.

Geração de Oportunidades em Turismo oferece oficinas de capacitação

Atividades gratuitas começam neste sábado, dia 4,no Receptivo Turístico de Novo Hamburgo

Começa neste sábado, 4 de julho, junto ao Receptivo Turístico de Novo Hamburgo, as oficinas gratuitas do projeto experimental Geração de Oportunidades em Turismo, desenvolvido pelo curso de Turismo da Feevale. O objetivo é proporcionar oportunidades de capacitação e qualificação a grupos e comunidades em situação de vulnerabilidade social voltados para saberes dos diferentes setores que envolvem a área turística. Nesta primeira etapa, estão agendas as oficinas de Hospitalidade e Informações Turísticas (04/07); Camareira (11/07) e Eventos (18/07).

As ações do Geração de Oportunidades estão vinculadas ao Projeto de Extensão Continuada Educação para o Turismo. As oficinas serão ministradas por alunos do curso de Turismo, que receberam orientações e supervisão dos professores engajados no projeto. Além do conteúdo que será desenvolvido em cada oficina, os acadêmicos também ficaram responsáveis pela elaboração dos manuais de cada temática abrangida.

A concepção gráfica da capa dos manuais ficou a cargo da Agência Experimental de Comunicação da Feevale - Agecom e a criação do mascote do Turismo, que serve de "guia" ao conteúdo, foi de Fábio Szabluk, do Laboratório de Jogos Digitais da Feevale. Para sua realização, o Geração de Oportunidades possui parcerias com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia, Trabalho e Turismo, através da Diretoria de Turismo, e com os hotéis Union Pergamum Premion e Locanda.

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Secretário Osmar Terra diz que vai ajudar Novo Hamburgo



O secretário Estadual de Saúde, Osmar Terra, prometeu auxílio ao município de Novo Hamburgo. Ele recebeu nesta terça-feira, dia 30 de junho, o prefeito Tarcísio Zimmermann, que, acompanhado por uma comitiva, apresentou o programa de qualificação da Saúde pública da cidade. O pacto pela Saúde, um dos principais focos do governo, pretende renegociar valores devidos pelo Estado e aumentar recursos contratualizados para o setor. A dívida chega a R$ 5 milhões contando programas, convênios e reembolsos. Acompanharam o prefeito a vice-prefeita Lorena Mayer, a secretária Municipal de Saúde, Clarita Souza, o diretor do Hospital Municipal, Carlos Melotto, o deputado Estadual Ronaldo Zülke, o presidente da Câmara, Antônio Lucas, o vereador Raul Cassel, e a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Diones Ayres.

O programa apresentado por Tarcísio mostra uma série de valores – ao todo oito demandas - que poderão ser renegociados com o Estado. Terra afirmou que irá analisar o documento entregue ontem, mas garantiu auxílio. “Em dez dias daremos uma resposta, mas vamos ajudar”, citou. De posse do documento entregue pelo prefeito, o secretário fez alguns questionamentos que foram prontamente respondidos pela comitiva. Ele foi informado sobre o atual quadro de superlotação no Hospital Municipal, dos altos gastos da Saúde hamburguense e das ambições de reestruturação no sistema. “Queremos com isso fazer uma mudança grande na Saúde de Novo Hamburgo. Se tivermos um êxito parcial com esse plano poderemos fazer uma mudança significativa”, apontou Tarcísio.
O próximo passo para a busca de melhorias da área da Saúde é o agendamento de uma audiência com o ministro da Saúde, José Gomes Temporão. Nesse encontro, o mesmo programa será entregue, desta vez destacando as possibilidades de auxílio do governo federal. Segundo o diagnóstico elaborado pela prefeitura, os recursos junto ao Planalto chegam aos R$ 8 milhões. Atualmente os recursos repassados à Saúde no município são da ordem de R$ 65 milhões e consomem 33% do Orçamento.

Prefeitura convida população para Audiência Pública que irá debater futuro do Parcão


Dando continuidade a série de encontros para a elaboração dos projetos do Programa de Desenvolvimento Municipal Integrado, a Prefeitura de Novo Hamburgo convida a população para debater o Plano de Manejo do Parque Municipal Luís Henrique Roessler, o Parcão. A reunião pública ocorrerá no auditório do 10º andar do Centro Administrativo Leopoldo Petry, no próximo dia 15 de julho, a partir das 19 horas. Com mais de 54 hectares o local está inserido no Plano de Requalificação, Revitalização Urbana e Ambiental que busca discutir e debater propostas para melhorar a infraestrutura e a paisagem urbanística do Centro da cidade, do bairro Hamburgo Velho, além do próprio Parcão.

O encontro com a comunidade servirá para colher as opiniões e demandas dos moradores. Essas por sua vez deverão basear a elaboração do Plano de Manejo do Parcão. Segundo a assessora para Políticas de Desenvolvimento da prefeitura, Júlia Ambros, essa é uma nova oportunidade para que a comunidade participe das decisões da Administração. “Eles poderão opinar sobre quais investimentos devem ser colocados em prática para atrair pessoas ao Parque”, explica. De acordo com ela, o parque municipal possui uma ampla área, e por isso é importante discutir como devem ser as melhorias nas trilhas, aparelhos de ginástica, equipamentos de recreação além de ampliar e de aprimorar o sistema de iluminação do local.

Segundo a Secretaria de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (SEMAM), o Parcão é uma Unidade de Conservação Ambiental instituída pelo Conselho Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (COMPAM). Além disso, ele está em processo de inclusão no Sistema Estadual de Unidades de Conservação (SEUC). “Quando o Parcão for inserido nesse Sistema o município terá direito ao chamado ICMS ecológico concedido aos municípios que priorizam a preservação deste tipo de área”, afirma o titular da SEMAM, Ernani Galvão. Ele aponta ainda que este fato deve ser levado em consideração no processo de elaboração do Plano de Manejo. Segundo o secretário a Requalificação Ambiental deve obedecer aos critérios de conservação e preservação da área e do seu entorno.

O Parcão

Situado entre os bairros Canudos, Jardim Mauá e Hamburgo Velho, o Parcão tem 54 hectares de área e está aberto à visitação da comunidade diariamente. Ele é monitorado por dois guardas ambientais e por agentes da Guarda Municipal. No local são desenvolvidos projetos da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Planejamento Urbano (SEMAM). Um deles é o programa de cuidados para cavalos que foram vítimas de maus tratos. Atualmente dois cavalos recebem tratamento veterinário. Após este trabalho eles são disponibilizados para adoção. Os interessados podem procurar a Secretaria de Meio Ambiente para mais informações. De acordo com Udo Sarlet, diretor do Parcão, inúmeras espécies de plantas e animais são encontradas no local. Para proteger definitivamente o parque, o Plano de Manejo deve obedecer aos aspectos naturais para que a fauna e a flora não sejam prejudicadas ou afetadas.

Outro projeto é o trabalho de Educação Ambiental com os alunos das redes municipal, estadual e particular de ensino. De acordo com a coordenadora do projeto, Ana Beatriz Wittmann, em 2008, foram atendidas cerca de 8 mil estudantes. “Nos encontros que ocorrem duas vezes por semana repassamos aos jovens os cuidados necessários para manter o espaço intacto. Além disso, os alunos desenvolvem outro projeto, chamado Horta Ecológica, momento em que eles vêm até o Parcão plantam, cultivam e colhem hortaliças”, revela Ana Beatriz.

Prefeitura prepara médicos contra a nova gripe

Em reunião na manhã desta quarta-feira, dia 1º de julho, o Comitê Técnico para Enfrentamento da Influenza (H1N1) decidiu encaminhar uma norma técnica de atendimento a todos os profissionais de saúde do município. O grupo, nomeado nesta quarta-feira e formado por médicos clínicos, infectologistas e sanitaristas da Secretaria da Saúde (SMS), vai monitorar e acompanhar a evolução do vírus.

Segundo Clarita Souza, titular da SMS e integrante do comitê, as primeiras ações visam informar a população e preparar os médicos das clínicas privadas e particulares de atendimento de saúde. “Uma rede preparada e uma população bem informada são os primeiros passos para ter sucesso nesse tipo de situação”, afirma Clarita. O comitê também vai prestar reforço no suporte técnico para todas as unidades de saúde de Novo Hamburgo. Um canal de comunicação no Departamento de Vigilância Sanitária também foi divulgado para que a comunidade possa tirar dúvidas sobre a nova gripe. O telefone é 3527-5630.

PAPO DE CULTURA - Ione Jaeger







O QUE É DEPENDÊNCIA QUÍMICA

NELSON BREUER apresentou-me o esboço do seu livro – O QUE É DEPENDÊNCIA QUÍMICA, num final de tarde chuvosa, em fevereiro de 1999. Comecei a lê-lo após sua saída, às 19 horas. Só abandonei a leitura quando esbarrei na última sentença: PENSE NISTO!
Pensei na valiosa contribuição que o livro trará:
para aqueles que têm, ou tiveram, um familiar ou um amigo DQ;
para aqueles que só conhecem um DQ no marido ou no filho da vizinha;
para aquele que só têm referências de bêbados ou de chapados em letras de músicas, filmes, programas cômicos e novelas de tevê, em anedotas;
para aqueles que classificam um DQ um viciado;
para aqueles que fabricam, propagam, comercializam e lucram com as drogas na manutenção de um dependente;
para aqueles que estão fazendo, ou fizeram, o tratamento para a recuperação;
para aqueles que querem manter a recuperação e temem uma recaída;
para aqueles que desconhecem que a DQ é uma doença, a terceira que mais mata no Brasil;
para todos que lerem o livro – O QUE È DEPENDÊNCIA QUÍMICA.
Pensei nisto e cobrei do Nelson a urgente publicação porque tornar público o que ele esboça no livro é para todos, e qualquer, leitor “o começo da dádiva do perdão”.
Pensem nisto!

Ione Jaeger
......................................................................
NELSON José BREUER, consultor e terapeuta em DQ, publicou em 2005 a 2ª edição do livro O QUÉ DE DEPENDÊNCIA QUÍMICA

DIRETO DO RIO DE JANEIRO - Nelson Tangerini





O FUNCIONÁRIO CANSADO


A noite trocou-me os sonhos e as mãos
dispersou-me os amigos
tenho o coração confundido e a rua é estreita
estreita em cada passo
as casas engolem-nos
sumimo-nos
estou num quarto só num quarto só
com os sonhos trocados
com toda a vida às avessas a arder num quarto só
Sou um funcionário apagado
um funcionário triste
a minha alma não acompanha a minha mão
Débito e Crédito Débito e Crédito
a minha alma não dança com os números
tento escondê-la envergonhado
o chefe apanhou-me com o olho lírico na gaiola do quintal em frente
e debitou-me na minha conta de empregado
Sou um funcionário cansado dum dia exemplar
Por que não me sinto orgulhoso de ter cumprido o meu dever?
Por que me sinto irremediavelmente perdido no meu cansaço?
soletro velhas palavras generosas
Flor rapariga amigo menino
irmão beijo namorada
mãe estrela música
São as palavras cruzadas do meu sonho
palavras soterradas na prisão da minha vida
isto todas as noites do mundo uma noite só comprida
num quarto só

ANTÓNIO RAMOS ROSA, poeta português.
In Viagem através da Nebulosa [1960].

Município imuniza mais de 15 mil crianças contra a paralisia infantil

Mais de 15 mil meninos e meninas hamburguenses receberam a vacina contra a poliomielite na primeira etapa da vacinação municipal. A campanha iniciou no sábado, dia 20, e seguiu até o dia 26. Somente no sábado, 14,5 mil doses foram aplicas nos 70 pontos de vacinação espalhados pela cidade. Durante a semana, outras 700 crianças foram imunizadas contra a doença.

A segunda etapa da campanha acontece no dia 22 de agosto, quando as crianças menores de cinco anos deverão voltar aos pontos de vacinação para tomar a segunda dose da vacina. Crianças com febre, vômitos ou diarréia, e também as que não receberam a primeira dose da vacina, devem tomar as gotinhas. Os pais e responsáveis devem levar a caderneta de vacinação.

De acordo com a secretária da Saúde, Clarita de Souza, a meta da campanha é aplicar cerca de 16 mil doses, imunizando 95% das crianças do município.

Educadores querem a igualdade em sala de aula




Um dos temas mais discutidos durante a etapa municipal da Conferência Nacional de Educação (CONAE) nesta quinta e sexta-feira, dias 25 e 26 de junho, foi a promoção da igualdade dentro da sala de aula. O evento, promovido pela Secretaria de Educação e Desporto (SMED), reuniu mais de duas mil pessoas nos pavilhões da FENAC.
Entre os assuntos que envolveu o eixo de discussão estão as relações étnico-raciais, a educação especial, a educação de surdos, a educação do campo, a educação indígena, o gênero e diversidade sexual, a educação para o respeito às diferenças geracionais, a educação ambiental, a educação de crianças, adolescentes e jovens em situação de risco e a educação de jovens e adultos.
Para Alberto Carabajal, titular da SMED, a discussão serviu para construir um documento-base que será debatido na etapa estadual e, posteriormente, na etapa federal da CONAE. “É preciso consolidar, de forma articulada, o Sistema Nacional de Educação, nos diferentes âmbitos de ensino. Em especial a inclusão e a promoção da igualdade na sala de aula”, garante Carabajal, segundo quem a rede de ensino precisa garantir a diversidade de cada cidadão brasileiro.
As resoluções aprovadas serão transformadas em um documento base e levadas à etapa estadual da conferência e, posteriormente, seguirão para Brasília, na etapa nacional, que será realizada entre os dias 23 e 27 de abril de 2010.

Propostas
Entre as medidas propostas durante a CONAE está a discussão da criação de novas leis que contribuam com os movimentos sociais como, por exemplo, as leis 10.639/2003 e 11.645/2008, que preveem a inclusão do ensino de história e cultura afro-brasileira, indígena e africana no currículo escolar. Além disso, os educadores, alunos e a comunidade escolar debateram a proposta de assegurar a inserção do ensino das línguas indígenas nos cursos de formação de professores, levando em consideração a etnia e a cultura dos povos, bem como o ensino de libras de acordo com a Lei.
Também foi debatida a garantia e o cumprimento da lei de acessibilidade nas escolas e demais espaços públicos, assim como a garantia de inclusão e permanência em classe regular, através da oferta de atendimento educacional especializado com profissionais com formação adequada e equipe de apoio multiprofissional.
Já na educação ambiental, uma das propostas levantadas foi a de assegurar projetos de implementação da Agenda 21 e da Agenda Ambiental nas redes de ensino, que contemple a preservação dos recursos naturais.

II Encontro da Melhor Idade acontece neste sábado

Neste sábado, dia 4, acontece o II Encontro da Melhor Idade. A atividade promovida pelos alunos da disciplina de Organização Desportiva, do curso de Educação Física, sob a orientação do professor Renato Arena, acontece em turno integral, no Campus I da Feevale (Av. Dr. Maurício Cardoso, 510, Hamburgo Velho, Novo Hamburgo).

O evento tem como objetivo possibilitar aos acadêmicos da disciplina a vivência do planejamento de um evento com pessoas de grupos da melhor idade de cidades da região do Vale do Sinos. As atividades são abertas à comunidade e gratuitas, apenas o almoço será cobrado.



Confira a programação:

8h30min - Recepção.

9h - Abertura Solene.

10h às 11h - Palestras:

Dr. Luciano Furlanetto - Hipertensão e Diabetes , Prevenção Psicóloga;

Drª. Maria Regina Morales - Sexualidade na 3ª Idade;

Professor de Educação Física, Prof. Ms. Juarez Sturmer - Atividade Física na 3ª Idade.

11h20min às 12h - Jogos adaptados e oficinas de hidroginástica e alongamento.

12h - Almoço (R$ 10,00 por pessoa). Quem tiver interesse deve confirmar até às 16h de sexta-feira, dia 03/07, pelo e-mail renatoa@feevale.br.

14h - Baile.

SEU DINHEIRO - Luiz Percy Denardin


Denardin Assessoria Empresarial Ltda.



MERCADO FINANCEIRO 30.06.09

A quantos pontos o Ibovespa encerrará 2009 ?
Fonte Infomoney


"Último dia do primeiro semestre de 2009. Para os investidores e analistas, é hora de avaliar as mudanças vistas entre janeiro e junho, de forma a saber o que esperar dos próximos seis meses. E, se a expectativa em relação ao mercado acionário está longe de ser ótima, ela pode ainda assim animar muita gente. A opinião geral não mudou muito em relação às previsões do começo do ano. Grande parte dos analistas confirma a expectativa de recuperação da economia brasileira no segundo semestre. Entretanto, como a bolsa já se antecipou bastante em relação à melhora dos indicadores econômicos, o movimento de alta deve ser mais limitado. Levando isso em consideração, as dez instituições consultadas pela InfoMoney estabelecem preços-alvo do Ibovespa para o final de 2009 entre 55 mil e 66,6 mil pontos. A média das projeções para o preço-alvo do Ibovespa ao final de 2009 fica em 59.197 pontos, um potencial de valorização de 13,5% sobre o preço de fechamento do último pregão, de 52.137 pontos. Otimistas ou pessimistas, os investidores devem lembrar que os analistas não podem prever o futuro, pois as projeções são baseadas em cenários pressupostos, de forma que são sempre passíveis de erros, especialmente em tempos de incerteza."

Segue abaixo a projeção de 10 instituições

Acompanhe as projeções do mercado
InstituiçãoPreço-alvo (pontos)Upside frente ao
fechamento de 29/6/2009
Ativa61.00017,0%
Brascan61.96518,9%
Citigroup60.00015,1%
Credit Suisse55.0005,5%
Gradual55.0005,5%
Itaú Corretora66.60027,7%
Merrill Lynch57.0009,3%
Prosper60.000 - 65.00019,9%
Socopa57.90011,1%
Wintrade55.0005,5%
Média59.19713,5%



Wall Street e bolsas norte americanas recuam.
Lá fora, Wall Street bem como as principais bolsas norte-americanas, inverteram o movimento de ontem , hoje pela razão inversa , ou seja, com os investidores se mostrando preocupados quanto à recuperação econômica, após a divulgação do Consumer Confidence, que apontou 49,3 pontos, bem abaixo dos 55,3 pontos esperados pelos investidores, ressaltando que o indicador revisado no mês de abril marcara 54,8 pontos. Com o recuo dos preços do petróleo, os ativos de Chevron, Exxon Mobil e Hess recuaram, respectivamente, 0,94%, 0,95% e 1,27%. Na outra mão, os ativos da Apollo Group, companhia do setor de educação privada , subiram 7,77%, em resposta as estimativas do mercado que teve as estimativas superadas e viu os seus lucros subirem 44% no terceiro trimestre. Na Europa, o PIB (Produto Interno Bruto) do Reino Unido mostrou recuo na casa dos 2,4% em sua versão revisada que se refere ao último trimestre de 2008, divulgada durante o dia, maior contração desde o ano de 1958. Já o Japão, também enfrenta problemas com os altos níveis da taxa de desemprego, que subiu 0,2 ponto percentual do número registrado no último mês, atingindo 5,2% em maio, maior patamar em 5 anos, também sofrendo com a queda em maio de 41,4% na produção de carros em relação ao mesmo período do ano passado, sendo a oitava queda consecutiva.


Já o Petróleo, em resposta aos sinais negativos vindos das maiores economias globais, invertema mão após ontem haverem atingido o maior nivel do ano durante o intraday. Em Londres o BRENT fechou a US$ 69,30 ( expressivo recuo de 2,38% ) , e em Nova York, na Nymex fechou cotado a US$ 69,89 por barril ( expressivo recuo de 2,24% ).



Por aqui, hoje com o foco nas perdas dos mercados internacionais em função da agenda dos indicadores norte-americanos, assim como as cotações do petróleo, que ajustou a forte valorização da véspera e que exerceu pressão sobre os ativos da Petrobrás . Os destaques negativos do dia ficaram por conta dos ativos da TAM e da GOL , que estenderam as perdas registradas na sessão de ontem. Na outra mão, o destque de ganhos ficou or conta dos ativos da Vivo, que acumularam sua sexta valorização consecutiva, e que acumulam 37,08% de valorização no ano. Oscilando entre os 51.101 pts e os 52.435 pts, e com um volume financeiro de R$ 5,16 bilhões , o IBOVESPA acabou fechando, aos 51.465 pontos, representando um recuo de 1,29% dos 1,27% conseguidos no fechamento anterior. No diário, em movimento lateral em canal lateral ( 50.087 / 54.500).

As maiores altas do dia ficaram por conta da Vivo Part PN ( 2,53% ), Eletropaulo PNB ( 2,15% ), Duratex PN ( 2,12% )< Brasil telecom PN ( 2,03% ) e Telmar PN ( 1,46% ). As maiores perdas do dia ficaram por conta da Gol PN ( 4,05% ), TAM PN ( 4,04% ), Braskem PNA ( 3,10% ), Usiminas PNA ( 3,01% ) e Sabesp ON ( 2,97% ).
Já o dolar comercial, após apresentar quedas próximas de 1% durante a manhã, deu sinais de recuperação depois de indicadores norte-americanos desagradarem o mercado e o Banco Central realizar nova intervenção câmbio, o que levou a cotação operar próximo à estabilidade, contudo,divisa voltou a cair no final da tarde repetindo a trajetória de perdas. A moeda norte-americana fechou cotada hoje a R$1,9610 apresentando uma leve queda de 0,15% em relação ao fechamento anterior. No mes acumula desvalorização de 0,61%, e no ano de 2009 acumula desvalorização de 16,00%. No mercado paralelo recuou e foi negociada a R$2,0700, representando um ágio de 05,56% em relação ao dólar comercial.

INDICES INTERNACIONAIS

Dow Jones - queda de 0,97%
Standard & Poor's 500 - queda de 0,85%
Nasdaq - queda de 0,49%
FTSE 100 - queda de 1,04%
Nikkei - alta de 1,79%
Merval - queda de 0,68%
WINFUT queda de 0,95% - 52.000,00 pontos - no ano 36,84%.
IBOVESPA queda de 1,29% - 51.465,58 pontos - no ano 37,06%
Segue ao lado o fechamento de hoje dos principais ativos com o resultado acumulado de 2009 :
- PETR4 queda de 1,82% - 32,45 ( MIN 32,34, MAX 33,32 ) no ano 42,08%
- VALE5 queda de 1,49% - 29,85 ( MIN 29,75, MAX 30,60 ) no ano 24,95%
- GGBR4 queda de 1,54% - 20,50 ( MIN 20,11, MAX 21,05 ) no ano 36,12%
- ITUB4 queda de 1,33% - 31,10 ( MIN 30,85, MAX 31,84 ) no ano 19,16%
- CSNA3 queda de 2,92% - 43,62 ( MIN 43,45, MAX 45,24 ) no ano 50,41%
- USIM5 queda de 3,01% - 41,61 ( MIN 41,61, MAX 43,44 ) no ano 56,90%
IBOVESPA - Abriu com alta de 0,5% e por volta das 11:00 hs desabou chegando as 11:30 na minima do dia. Com pequena recuperação até as 12:00 hs, passou o restsnte do intraday em movimento lateral e acabou fechando, aos 51.465 pontos, representando um recuo de 1,29% dos 1,27% conseguidos no fechamento anterior. No diário, em movimento lateral em canal lateral ( 50.087 / 54.500).
MIN do dia 51.101 pontos / MAX do dia 52.435 pontos.

Prefeitura cria comitê para enfrentamento da nova gripe

A Prefeitura de Novo Hamburgo publicou nesta terça-feira, dia 30 de junho, a portaria 679/2009 que nomeia o Comitê Técnico para Enfrentamento da Influenza – H1N1. O grupo, formado por médicos sanitaristas, infectologistas e clínicos, será responsável por avaliar e decidir por possíveis medidas preventivas e de emergência no município. “O comitê vai tomar todas as decisões necessárias para proteger a população hamburguense”, explica Clarita de Souza, secretária da Saúde, que também integra o grupo.

Segundo Clarita, uma das primeiras ações do Comitê foi a compra de equipamentos de proteção individual para os profissionais da saúde que atuam diretamente com a população. O grupo também vai avaliar a situação do município e acompanhar os casos suspeitos.

O Comitê Técnico se reunirá nesta quarta-feira, dia 1º de julho, às 10h30, para traçar novas medidas possíveis contra a gripe A. O encontro será na Secretaria de Saúde, no 5º andar do Centro Administrativo Leopoldo Petry (rua Guia Lopes, 4201 - Canudos).

terça-feira, 30 de junho de 2009

PERFORMANCE MUSICAL " VANDA E REGINALDO "



A Cia de Teatro Entre Linhas
apresenta:

PERFORMANCE MUSICAL " VANDA E REGINALDO "






Espetáculo com bonecos de mesa. Trata-se de uma performance musical, utilizando músicas de filmes clássicos. Vanda é uma cantora de bar e Reginaldo é o garçom, eles são apaixonados e falam desse amor através das ações e músicas que interpretam. Através das mãos das atrizes Alice Ribeiro e Rita Spier, os dois bonecos ganham vida articulando todo o corpo e movimento de boca.


* CENTRO MUNICIPAL DE CULTURA DE NOVO HAMBURGO -
Rua Eng. Ignácio Plangg,s/nº Centro - SALA 31 (INGRESSOS NO LOCAL)
* 02/JULHO (quinta)
* 20h


Visite nosso site: www.ciaentrelinhas.com.br

CIRCO GIRASSOL NO SANTO AFONSO

SESC RIO GRANDE NO PALCO APRESENTA
PEÇA ‘MISTO QUENTE’ EM NOVO HAMBURGO


O QUÊ? Arte Sesc – Cultura por toda parte apresenta em Novo Hamburgo o espetáculo Misto Quente, do Circo Teatro Girassol, de Porto Alegre.

Desde 1999, ano de sua criação, o Circo Teatro Girassol tem dado uma fundamental contribuição para o desenvolvimento do Circo no Rio Grande do Sul. Fruto da obstinação de Dilmar Messias, um dos mais premiados diretores de Teatro do Estado, a Trupe Girassol incorporou as linguagens do Circo Tradicional e do chamado “Circo Novo”. O espetáculo Misto Quente é uma reunião de números que o Circo Girassol apresenta nos espetáculos que compõem seu repertório: Pão & Circo, Cyrano nas Nuvens, Cabaré, Circo Eletrônico, Performance e O Mundo da Lua.

QUANDO? 05/07/09, as 15 horas.

LOCAL? Em frente à Escola Municipal Harry Roth (Rua Buenos Aires, esquina com Montevideo) – Bairro Santo Afonso. Em caso de chuva e ou muito frio será no Ginásio Municipal.

ENTRADA? FRANCA – Traga a sua cadeira ou banquinho e o chimarrão.

REALIZAÇÃO: SESC

APOIO: Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo, através da Secretária de Cultura.

PAPO DE CULTURA - Ione Jaeger


O POETA MARCO DE NUNES

Marco de Nunes é poeta. Nasceu poeta. Trouxe de bagagem virtudes de um poeta: sensibilidade, inspiração e imaginação.

Dono de um estilo vibrante, brinca com verdades e fantasias, jogando para o alto, amparando-as num discurso verbal estético - com melodia, ritmo e harmonia - agradável ao ouvido, mergulhando fundo na alma do leitor: "...vejo o horizonte enferrujado/desbravado pelas asas de uma andorinha/voando feliz/embora sozinha".
Usa de extenso vocabulário retratando sofrida maturidade para um jovem, vinte anos: "...corri ao esconderijo do tempo não tive tempo de procurá-lo".
Na realidade desse auxiliar de pintor de parede, Marco pincela a condição humana, ora com suaves matizes, ora com pesadas cores: "...No labirinto das almas/ a vida na selvagem máquina revela:/ O mundo - Cavalo de Tróia/a humanidade - mitologia grega/nossos atos - artes sem sentido/nossos sentimentos - pinturas abstratas".
Dilui no embalo dos versos emoções doridas, evocando sensações e todas as mazelas que o homem - sensível - pode experimentar: "Vi fantasmas a me torturarem/fantasmas vestindo o meu passado/rabiscando meus erros na parede do quarto".
Faz das tristezas da vida a beleza de seus poemas: "...o tempo era bem mais que um simples relógio de parede".

Lírico, canta a vida: "...sou um kamikase aprendendo a viver"; canta o amor: "Fui amado, odiado, anjo, diabo; canta a morte: "ontem procurei sentido para continuar vivendo, não encontrei" ; canta as flores: "As flores estão no pedido de desculpas pelo atraso do relógio". Intimista, o eu é presença constante: "Chamam-me de poetastro/o português me renega/não aprendi/não lecionei".
No imaginário, o poeta lida com muita riqueza e propriedade a linguagem figurada: "A humanidade deitou-se na cama/ masturbou-se com vontade/gozou sobre a mais bela arte/orgasmo destruidor!"

A situação de operário da construção civil, às vezes desempregado, transmite em poesia a realidade vivida: "Estou cansado!/Meu corpo não agüenta mais andar sem rumo/à procura de trabalho/ Meus olhos só enxergam portas fechadas/meus ouvidos só escutam - não!/Até quando teremos que secar as lágrimas diante deles?/Sinto que dias melhores virão/se é que virão!"

Sente as desigualdades sociais e se dirige em prol dos oprimidos: "Ó Maria, rogai por suas filhas Marias/que concebem filhos em diversas estrebarias".





O hamburguense Marcos Tiago Nunes Diogo, no poeta MARCO DE NUNES, garante um consagrado lugar na arte melódica e soberana da literatura - sua excelência - a POESIA. (SARAU - Ione Jaeger)




MARCO DE NUNES tem editado HÁ FLORES NA JANELA Gráfica e Editora PAIN - Novo Hamburgo/RS. 2002 - POESIAS, 80 páginas, capa e ilustrações de ANDERSON NEVES, artista plástico hamburguense, sócio da ACAART. Orelhas – Geovana Pagel, jornalista. Revisão e apresentação Ione Jaeger. O livro tem APOIO CULTURAL da ACAART

Mutirão de recadastramento do Bolsa Família começa por Canudos




Na manhã do sábado, 27, a Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS) iniciou o mutirão de recadastramento das famílias que recebem benefício social, em especial o Bolsa Família. A ação objetiva atualizar o banco de dados do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), requisito básico para acessar qualquer programa do governo federal ou mesmo municipal.

O início da campanha, caracterizada pela secretária Jurema Guterres como de “busca ativa dos usuários”, foi marcado por um ato no Centro de Referência em Assistência Social Canudos I (CRAS. Na ocasião, o prefeito Tarcísio Zimmermann, a vice-prefeita Lorena Mayer e grande parte dos secretários municipais se integraram aos cerca de 120 voluntários cedidos pelos órgãos de governo para o mutirão. Em sua fala, a secretária Jurema agradeceu a presença de todos e elogiou o “trabalho determinado de vir num sábado frio, de manhã cedo, auxiliar”. Segundo ela, “isto demonstra o quanto todos compreendem a importância do momento, que é o de recadastrar as pessoas no CadÚnico, pois, ao visitarmos estes locais, estaremos conhecendo a realidade das pessoas atendidas pela assistência social e que são sistematicamente excluídas e esquecidas”.

O prefeito Tarcísio e a vice Lorena parabenizaram a SDS pelo esforço de reestruturação e as iniciativas que têm sido feitas em prol da comunidade. Tarcísio caracterizou o trabalho da secretaria como “excelente, mais perto das pessoas”. Segundo ele, os CRAS vêm ganhando ‘musculatura’ para suprir as demandas. “Em breve, teremos unidades de assistência social em todo o município, assim como temos UBSs e escolas”. De acordo com o prefeito, só o fato de terem sido incluídas mais 3 mil famílias no Bolsa Família nos últimos meses é “algo fantástico.”

Lorena, por sua vez, frisou a importância da iniciativa, lembrando que “na campanha ouvíamos muito das pessoas de que elas não estavam nos programas. E isso só acontecia porque não haviam sido cadastradas”. Buscando eliminar este tipo de situação, o mutirão irá percorrer todos os bairros que apresentam índices elevados de vulnerabilidade social. Além deste primeiro sábado, os próximos quatro também integram a ação, com visitas programadas para os bairros Santo Afonso, em 4 de julho; Kephas/São Jorge, em 11 de julho; Primavera, em 18 de julho; e Roselância, no dia 25 de julho. A campanha encerra no dia 1º de agosto, com abordagens no CRAS do Centro, localizado junto ao Centro de Cidadania (rua David Canabarro, 20). O prazo final para recadastramento de todos os 14.235 inscritos no CadÚnico, dos quais 9.353 recebem o Bolsa Família, é 31 de agosto.

Durante este primeiro sábado, as equipes visitaram pessoas nos bairros Canudos e Rondônia. O mutirão abrangeu dez localidades atendidas pelo CRAS da Bartolomeu de Gusmão. Durante as abordagens, foram entregues 5 mil folders e colados 200 cartazes em locais cedidos pelo comércio local, 20 em cada uma das localidades. Ao todo, foram visitados dez pontos: Vila das Flores, Morro da Formiga, Vila Marisol I e II, Vila Kippling, Vila Getúlio Vargas, Vila Alfredo Marotzki, Aeroclube, Iguaçu e Visital. Conforme Tarcísio Zimmermann, que integrou o mutirão acompanhado da secretária Jurema e do secretário-geral de Governo, Luís Lauermann, “devemos lembrar que não estamos tratando de fazer simplesmente cadastros, mas deve levar direitos às pessoas, benefícios materiais concretos”.

Alunas da rede municipal participam do Jamboree de Inverno de Futsal Feminino

Nesta terça-feira, dia 30 de junho, cerca de 50 alunas da rede municipal de educação participarão do Jamboree de Inverno de Futsal Feminino. A competição entre as integrantes dos Centros de Iniciação e Formação Esportiva de Novo Hamburgo (CIFENH) tem o objetivo de integrar atletas que treinam nos diferentes locais e horários em um evento baseado na atividade esportiva e educativa.
A competição, destinada às alunas nascidas entre os anos de 1994 e 1999, será realizada no ginásio poliesportivo do SESI (rua Tenente Portela, s/n - Rondônia) a partir das 13h30. Durante o Jamboree, as próprias alunas serão responsáveis pela arbitragem, súmula e controle de tempo, orientadas pelos professores dos núcleos.

Jamborees
Em julho os alunos que integram os núcleos do CIFENH participarão dos Jamborees de Inverno 2009. Além do encontro desta terça-feira, outras sete competições serão realizadas durante o mês (confira abaixo a programação). O evento marca o encerramento das atividades do primeiro semestre de 2009.

CIFENH
Atualmente cerca de 1.100 crianças são atendidas pelo projeto no contra-turno escolar. O projeto tem a finalidade de integrar, através do esporte e da psicomotricidade, crianças que estejam em situação de vulnerabilidade social. Durante a semana, os alunos da rede municipal participam de diversas atividades esportivas, como futsal, vôlei, handebol e basquete em diferentes pontos da cidade. O CIFENH é desenvolvido no ginásio poliesportivo do SESI, no ginásio municipal Agostinho Cavasotto (rua Portugal, s/n - Rincão) e no ginásio municipal Alberto Mossmann, na FENAC (rua Marechal Câmara, s/n – Ideal).

Luis Fernando Jochims assume Secretaria da Fazenda


O ex-diretor de projetos e captação de recursos, Luis Fernando Jochims, assumiu ontem, dia 29, o cargo de titular da Secretaria da Fazenda (SEMFAZ) de Novo Hamburgo. Em sua posse o novo secretário agradeceu a confiança do prefeito Tarcísio Zimmermann e pediu apoio dos funcionários para que o trabalho seja ainda mais intenso. Durante o período em que esteve na diretoria de Projetos e Captação de Recursos (DPROJ), Jochims contribuiu para a obtenção de verbas, via Governo Federal, como as de macro-drenagem que darão um aporte financeiro ao município na ordem de R$ 22 milhões.

O novo representante do primeiro escalão da Prefeitura recebeu o cargo em uma solenidade que contou com o titular da SEPLANG, o prefeito Tarcísio Zimmermann e o secretário Geral de Governo, Luis Lauermann. Jochims declarou ainda que o maior desafio agora é convencer os contribuintes que estão em débito com o Executivo à aderirem a Lei de Parcelamento da Dívida Ativa, aprovada pelo Legislativo na semana passada. O prefeito Tarcísio aproveitou a ocasião para convocar os funcionários da SEMFAZ para uma reunião ainda nesta semana para passar orientações referentes ao parcelamento da Dívida Ativa. Desde o mês de maio o secretario de Planejamento Orçamento e Gestão (SEPLANG), Roque Werlang, estava respondendo interinamente pela SEMFAZ.

Serviço SUS em Casa é lançado em Novo Hamburgo




A Prefeitura Municipal e o Hospital Municipal de Novo Hamburgo (HMNH) lançaram nesta segunda-feira, 29, o serviço de assistência domiciliar SUS em Casa. O novo serviço permite que pacientes com longo tempo de internação retornem mais cedo para suas casas, onde continuam recebendo acompanhamento hospitalar periódico por uma equipe médica. Ele é oferecido aos pacientes do HMNH que tenham condições de permanecer sob tratamento e cuidados em sua residência, desde que tenham um cuidador responsável. “Estamos inaugurando um serviço para a comunidade. Esta é uma possibilidade de Novo Hamburgo provar e experimentar, saindo do padrão de buscar atendimento nas UBS (Unidades Básicas de Saúde) e no hospital”, disse a titular da Secretaria de Saúde (SMS), Clarita Souza. Ela também destacou os benefícios do tratamento domiciliar. “Como a gente é cuidado, estando no seu ambiente, em sua casa, tudo contribui muito para a cura do paciente”, falou a secretaria.

Implantado em abril deste ano como projeto piloto, o serviço de assistência domiciliar atende hoje dez pessoas simultaneamente. Atualmente ele é mantido com recursos municipais. A partir do credenciamento do novo serviço pelo Sistema Único de Saúde (SUS) será possível atender até 60 pacientes. O serviço ajuda a reduzir o número de internações desnecessárias, além de criar um ambiente mais propício para a recuperação dos pacientes. “Esse plano é ótimo para mim que cuido do meu irmão. Tratando em casa é melhor para ele e para nós”, disse a cuidadora Iria Martins, presente no lançamento.

Conforme o prefeito Tarcísio Zimmermann, o lançamento do serviço faz parte de uma nova proposta para a área da Saúde no município. “Estamos trabalhando na busca de uma nova perspectiva de atendimento ao público. As nossas metas para a Saúde são muito ousadas”, declarou Tarcísio. Durante o lançamento, ele aproveitou ainda para entregar as chaves do seu carro oficial (um Vectra SD Expression, 2007), simbolizando a doação do veículo para o serviço. “Quando nos apresentaram o projeto, foi pedido um carro. Então resolvi doar o meu”, disse o prefeito. O veículo será utilizado pelos dois grupos que constituem a equipe de profissionais que atuam no SUS em Casa. O primeiro, que atua em todos os casos, é formado por um enfermeiro, um técnico de enfermagem e um médico. Já o segundo grupo, de apoio específico para cada caso, possui um nutricionista, um farmacêutico, um assistente social e um psicólogo.

Gabinete da Primeira-dama promove Jantar Beneficente nesta terça-feira

O Gabinete da Primeira-dama promove nesta terça-feira, 30 de junho, a primeira edição do Jantar Beneficente. O evento, que ocorre no Hotel Union (Rua Lima e Silva, 107, Centro) e tem início marcado para as 20 horas, encerra a Campanha do Agasalho 2009.

Segundo a Primeira-dama, Sílvia Zimmermann, a comunidade hamburguense mais uma vez, se mostrou generosa e bondosa, manifestando estes sentimentos por meio das doações para a Campanha. “Até o momento foram arrecadados mais de 20 mil peças de roupas e cerca de 8 mil já foram distribuídas aos necessitados, por meio da secretaria responsável”, comemora Sílvia.

Esta ação do gabinete busca manifestar a sua missão com a sociedade. “O gabinete busca combater as desigualdades sociais por meio de ações comunitárias, resgatando a cidadania e possibilitando a inclusão social. A Campanha do Agasalho e agora o Jantar Beneficente, são exemplos disso”, explica Sílvia.
Os valores arrecadados com a venda dos convites do jantar serão utilizados na compra de alimentos, que posteriormente serão distribuídos pela Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS) às pessoas necessitadas, pelos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS).

Os convites, que já estão praticamente esgotados, podem ser adquiridos ainda nesta terça-feira, no Gabinete da Primeira-dama (Prefeitura Municipal – 9º andar). Mais informações pelo telefone (51) 3594-9990.

Cerimônia marca entrega das primeiras 80 casas no Loteamento Novo Nações




No sábado, 26, a euforia era visível no rosto de centenas de pessoas que acompanharam o evento de entrega das primeiras 80 casas do Loteamento Novo Nações, no bairro Santo Afonso. Após meses de espera, as famílias, que até então viviam à margem do Arroio Luiz Rau, em meio a ratos, insetos e mau cheiro, além do sempre presente risco de inundações, puderam comemorar com sorrisos a conquista de um imóvel próprio e regularizado.

“Eu esperei 56 anos por isso”, afirmava, emocionada, a dona de casa Maria Rozinha Hennemann, conhecida entre os populares apenas por ‘Rosinha’. Ela foi convidada a subir ao palco, de onde discursou: “foi angustiante esta espera. Estava apreensiva, mas hoje estamos felizes. Vamos lutar pelo que é nosso. Eu mesma não ganhei minha casa hoje, só daqui a uma semana, mas vamos fazer bom uso e que este lugar seja nosso para sempre”, encerrou, arrancando aplausos da plateia.

Também causou entusiasmo no público a fala do líder comunitário e morador da localidade Jorge Tatsch. Responsável pela mediação entre os moradores e o poder público, Tatsch agradeceu dizendo que “é um grande sonho sair daquele lugar precário. Estamos felizes e só queremos aplaudir a todos que estão e estiveram conosco durante esta luta”. Após, manifestou-se o secretário de Habitação do Município, Juarez Kaiser. Para ele, “uma casa não é só uma casa, mas o local onde está nossa família e onde encontramos nossa dignidade”. Segundo o secretário, é uma honra estar à frente da SEHAB, a primeira secretaria a inaugurar uma grande obra em 2009, no sexto mês do mandato de Tarcísio Zimmermann.

O prefeito reiterou a importância da obra e solicitou também uma salva de palmas para os operários que construíram a obra. De acordo com o prefeito, “às vezes a gente vê a casa, mas não vê o peão, que suou o topete para que ela exista”. Depois, deixando o tom descontraído que lhe é característico de lado, Tarcísio aplicou uma espécie de sermão nos presentes. Segundo ele, lhe chegaram rumores de pessoas já oferecendo as casas que ainda nem receberam a valores de R$ 2 mil a R$ 12 mil. Para estes, o prefeito alertou: “se vocês venderem estas casas, pagas por cada um dos cidadãos de Novo Hamburgo e da Nação, entrarão em um cadastro nacional negativo e, além dela, perderão todos os benefícios, inclusive o Bolsa Família”.




No final da cerimônia, foi feita a entrega simbólica das cinco primeiras chaves, além do descerramento da fita de inauguração, afixada na porta de uma das residências. Por fim, foram organizadas filas para conferência dos contratos, documentação e entrega de todas as demais chaves.
O restante das 165 famílias inscritas no programa habitacional receberá suas chaves ao longo desta semana, conforme as unidades forem finalizadas e liberadas pela Caixa Federal, após vistoria técnica. A equipe da SEHAB mantém plantão no local, através de revezamento, para atender os futuros moradores e orientar com relação a contratos, documentação e mesmo auxiliar na mudança. “Desde o meio-dia do sábado, um caminhão foi disponibilizado para fazer as mudanças das famílias, mediante agendamento”, explica o secretário Juarez Kaiser.

Ele continuará executando os translados até que todas as casas sejam entregues. Conforme a diretora de Habitação e Cooperativismo, Márcia Selíria da Rosa, todas as famílias assinaram termo de compromisso que limita a 90 dias o prazo de desocupação total das margens do arroio. “Se eles não cumprirem este prazo, entraremos com reintegração de posse das novas casas”, afirma a diretora, preocupada com o possível surgimento de novo foco de ocupação no mesmo local. De acordo com ela, a Prefeitura pretende investir na limpeza e revitalização do local, tão logo ele esteja completamente desabitado.

Denardin Assessoria Empresarial Ltda.



MERCADO FINANCEIRO 29.06.09


VisaNet fecha com ganhos de 11,8% em estreia na BM&F Bovespa.Fonte Infomoney

"Se a estreia das ações ordinárias da VisaNet (VNET3 ) simboliza o incipiente retorno dos IPOs (Initial Public Offerings) na BM&F Bovespa, só o futuro irá dizer, mas o fato é que ela confirmou as expectativas de uma entrada na bolsa com pé direito. De quebra, a novata já ameaça se inserir na elite das blue chips do Ibovespa. O pregão de segunda-feira (29) viu os papéis da processadora de meios eletrônicos de pagamento fecharem com ganhos de 11,8%, para R$ 16,77. Listados no Novo Mercado, os ativos VNET3 iniciaram cotados a R$ 17,10, o equivalente a uma alta de 14% em relação ao valor estabelecido pelo procedimento de bookbuilding realizado no âmbito da oferta pública, que foi de R$ 15,00. Durante a maior parte do dia, as ações oscilaram na faixa dos R$ 16. Mais perto do fechamento, uma pressão compradora ganhou fôlego e elas ultrapassaram o patamar dos R$ 17 novamente.

Mas a trajetória perdeu força no final, após 70,1 mil negócios que movimentaram R$ 2,89 bilhões - disparado o maior volume da bolsa, que terminou com giro de R$ 6,4 bilhões. Na máxima, o papel chegou a valer R$ 17,35 - valorização de 15,7%. O índice paulista encerrou em alta de 1,27%. Valor de mercado : Considerando a cotação de fechamento, o valor de mercado da VisaNet atingiu R$ 22,8 bilhões, o que coloca a companhia entre as 15 maiores empresas de capital aberto do País em termos de valor de mercado. O valor supera os R$ 20,8 bilhões da Redecard (RDCD3 ) que sentiu a forte desvalorização de 4,32% dos papéis nesta sessão, para R$ 31.

Cabe lembrar que na distribuição secundária foram colocadas 559.813.928 ações ordinárias da VisaNet, com exercício do lote principal, do suplementar e de parte do adicional, configurando uma captação de R$ 8,397 bilhões, conforme informações da CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Dessa forma, a VisaNet ultrapassa os IPOs anteriores e ganha o posto de maior oferta inicial da história da bolsa paulista. Atrás da empresa de cartões de crédito ficam as ofertas da OGX Petróleo (R$ 6,7 bilhões), da Bovespa Holding (R$ 6,6 bilhões), da BM&F (R$ 6,0 bilhões) e da Redecard (R$ 4,6 bilhões).

Pé direito? A história do IPO mais esperado do ano conta com alguns capítulos negativos. O Bradesco BBI, coordenador líder da distribuição, excluiu 23 corretoras do processo de colocação dos papéis, ao identificar a veiculação de material publicitário fora das diretrizes dos normativos da CVM. Como a saída de 19 instituições foi informada na data de encerramento do cronograma para realizar a reserva das ações, o coordenador prorrogou por mais um dia o período de reservas. Depois, a empresa informou que houve um rateio de 38,35% na oferta de varejo. Estima-se que cerca de 80% da oferta tenha ficado com investidores estrangeiros. Visa em NY : Lá fora, lá atrás, a abertura de capital da Visa, em março de 2008 na NYSE, registrou alta de 28,41% dos papéis, que apareciam cotados a US$ 56,50 ao final de seu primeiro pregão. Cabe mencionar que o preço das ações durante o processo de abertura de capital da Visa ficou em US$ 44,00 cada, acima do intervalo estimado pelos coordenadores da oferta (US$ 37,00 a US$ 42,00). Por aqui, a precificação dos ativos da VisaNet (R$ 15,00) ficou no teto das estimativas."




Wall Street e bolsas com ganhos generalizados.

Lá fora, Wall Street bem como as principais bolsas norte-americanas começaram a semana com ganhos generalizados, em resposta a percepção predominante de que a recessão da maior economia global está se abrandando o que deu impulso extra às commodities e ajudou na valorização do dia. Os ativos foram impulsionadas pela forte alta do petróleo, que subiu mais de 3% em Nova York com ataques a plataformas na Nigéria e eventos isolados em determinados setores.

No que se refere ao noticiário corporativo, este dividiu as atenções com o julgamento de Bernard Madoff, ex-presidente da Nasdaq ue recebeu pena máxima de 150 anos de prisão, por uma megafraude no mercado financeiro estimada em US$ 65 bilhões. As ações foram impulsionadas pela forte alta do petróleo, que subiu mais de 3% em Nova York com ataques a plataformas na Nigéria e eventos isolados em determinados setores. Os ativos da Microsoft avançaram 2,2% após analistas do Deutsche Bank ampliarem suas projeções para os ativos. No que se refere a mntadoras , a FORD viu seus ativos valorizarem 3%, em resposta ao anuncio de uma previsão de declínio menos acentuado em suas vendas na última passagem mensal.


Já o Petróleo, em resposta aos novo ataques na Nigéria, e práticamente atinge o patamar dos US$ 71,00. Em Londres o BRENT fechou a US$ 70,99 ( expressiva alta de 3,00% ) , e em Nova York, na Nymex fechou cotado a US$ 71,49 por barril ( expressiva alta de 3,36% ).



Por aqui, hoje sem ameaça externa, e com a propalada estreia das ações da VisaNet ( IPO ) e medidas de estímulo do governo sustentaram o bom desempenho dos ativos, e ajudaram a impulsionar o índice doméstico e trazendo ganhos generalizados. O IPO da VisaNet ( VNET3 ), foi a maior oferta da história do mercado doméstico, com captação de R$ 8,4 bilhões, os ativos fecharam seu primeiro pregão com valorização de 11,8%, a R$ 16,77, lembrando que ás vesperas do lançamento, 18 corretoras foram excluidas deste IPO pelo CVM, em função de haverem efetuado propaganda não aprovada.

Os ativos da Petrobras também ajudaram a puxar os ganhos do Ibovespa, com impulso dos preços do petróleo no mercado internacional, embora o o grande destaque ficou com as incorporadoras imobiliárias, que colocaram Cyrela e Rossi Residencial como duas maiores altas do índice, em resposta aos materiais para construção haverem sido incluídos na prorrogação das desonerações tributárias anunciada pelo governo, com extensão do período de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) reduzido para o segmento. Oscilando entre os 51.488 pts e os 52.275 pts, e com um volume financeiro inflado pelo IPO da VisaNet de R$ 6,4 bilhões , o IBOVESPA acabou fechando, aos 52.137,58 pontos, representando uma alta de 1,27% em relação ao fechamento anterior. No diário, em movimento de subida no canal lateral ( 50.087 / 54.500).

As maiores altas do dia ficaram por conta da Cyrela ON ( 4,28% ), Rossi Res ON ( 3,99% ), Sabesp ON ( 3,85% ), Usiminas ON ( 3,75% ), Usimias PNA (3,75% ). As maiores quedas do dia ficaram por conta da Redecard ON ( 4,32% ), Aracruz PNB ( 2,62% ), Gol PN ( 2,32% ) , JBS ON ( 2,30% ) e VCP PN ( 2,27% ).

Já o dolar comercial, após quatro sessões consecutivas de recuo, inverteu sua trajetória neste inicio de semana. A moeda norte-americana fechou cotada hoje a R$1,9640 apresentando uma alta de 1,55% em relação ao fechamento anterior. No mes acumula desvalorização de 0,46%, e no ano de 2009 acumula desvalorização de 15,88%. No mercado paralelo avançou e foi negociada a R$2,1000, representando um ágio de 06,92% em relação ao dólar comercial.

INDICES INTERNACIONAIS

Dow Jones - alta de 1,08%
Standard & Poor's 500 - alta de 0,91%
Nasdaq - alta de 0,32%
FTSE 100 - alta de 1,25%
Nikkei - queda de 0,95%
Merval - alta de 1,00%
WINFUT alta de 0,67% - 52.500,00 pontos - no ano 38,16%.
IBOVESPA alta de 1,27% - 52.137,58 pontos - no ano 38,85%
Segue ao lado o fechamento de hoje dos principais ativos com o resultado acumulado de 2009 :
- PETR4 alta de 2,48% - 33,05 ( MIN 32,55, MAX 33,07 ) no ano 44,70%
- VALE5 alta de 0,66% - 30,30 ( MIN 30,08, MAX 30,72 ) no ano 26,83%
- GGBR4 alta de 2,06% - 20,82 ( MIN 20,41, MAX 20,98 ) no ano 38,25%
- ITUB4 alta de 1,97% - 31,52 ( MIN 31,20, MAX 31,70 ) no ano 20,77%
- CSNA3 alta de 0,63% - 44,93 ( MIN 43,93, MAX 45,10 ) no ano 54,93%
- USIM5 alta de 3,75% - 42,90 ( MIN 41,36, MAX 43,05 ) no ano 61,76%
IBOVESPA - Abriu com ganhos de 1,27% nos primeiros 10 minutos do pregão, passando o restante do intraday em movimento lateral, acabou fechando, aos 52.137 pontos, representando um avanco de 1,27% em relação ao fechamento anterior. No diário, em movimento de subida no canal lateral ( 50.087 / 54.500).
MIN do dia 51.488 pontos / MAX do dia 52.275 pontos.

FOCO CRISTÃO - Cristian Dahmer


QUEM AMA, CORRIGE

“Moisés já era homem feito. Um dia ele saiu para visitar o seu povo e viu como os israelitas eram obrigados a fazer trabalhos pesados. Viu também um egípcio batendo num israelita, um patrício seu. Moisés olhou para os lados e, vendo que não havia ninguém ali, matou o egípcio e escondeu o corpo na areia. No dia seguinte voltou e viu dois israelitas brigando. Então perguntou ao que maltratava o outro: ‘Por que você está batendo no seu patrício?’ O homem respondeu: ‘Quem pôs você como nosso chefe ou nosso juiz? Você está querendo me matar como matou o egípcio?’ Então Moisés ficou com medo e pensou: ‘Já descobriram o que eu fiz.’”
(Êxodo 2. 11-14, Bíblia Sagrada, Versão Nova Tradução na Linguagem de Hoje).

O trecho acima é relatado na época em que o povo de Israel era escravo no Egito. Moisés viu um egípcio batendo em um israelita e, revoltado com aquilo, o matou. No outro dia, quando viu dois israelitas brigando, foi até eles e repreendeu o agressor. Este, não gostando de ser repreendido, perguntou a Moisés quem o tinha posto de juiz sobre o povo de Israel, como quem diz: “Quem você pensa que é? Por que você está me corrigindo? Você também não é perfeito!” Moisés, naquela época, ainda não tinha tido seu encontro com Deus, porém sua atitude, ao orientar os seus irmãos (israelitas) a não brigarem, estava condizente com os pensamentos divinos. Moisés não queria se passar por alguém superior, ou sem pecados, mas sim, queria ajudar seus irmãos a corrigirem seus erros, porque os amava..

As pessoas, ao invés de refletirem sobre seus erros, se enchem de orgulho e acusam àquele que as está corrigindo. Frases como “ninguém é perfeito”, “mas ele também tem seus pecados”, “da minha vida cuido eu” são muito comuns em resposta a um conselho recebido. Imagino que até contra mim já se proferiu algo parecido. Entretanto, quero deixar claro que, assim como Moisés, minha intenção nunca foi julgar, e sim, aconselhar. Claro que eu também peco, e não poderia ser diferente, pois sou um ser humano. Mas quando eu leio na Bíblia que eu estou errado; quando um pastor me fala o que eu não devo fazer; quando o Espírito Santo me revela que estou me afastando de Deus por causa de algum pecado, então eu reflito e abandono tal erro. Pois existe diferença entre “pecar” e “viver no pecado”. Por exemplo: Pecar é falar mal de alguém; mas depois reconhecer que falou mal e que é errado, se arrepender, e não falar mal dessa pessoa outra vez. Viver no pecado é fofocar da vida alheia todos os dias, achando que está certo. Geralmente, quem vive no pecado está tão “bitolado” em relação àquilo que nem reconhece mais que está fazendo algo errado. E quando um pastor, um amigo, a própria Bíblia diz a essa pessoa que está errando, o orgulho se manifesta, assim como se manifestou naquele israelita.

Eu tenho minhas falhas, meus erros, mas, em termos espirituais, tenho recebido de Deus o entendimento para auxiliar as pessoas, que querem, a reconhecer e abandonar seus erros. Assim também é em relação ao pastor da minha igreja. Eu reconheço que ele tem mais autoridade espiritual do que eu, por isso o escuto e aprendo com ele, mesmo o pastor tendo suas falhas. Tudo que escrevo tem embasamento na Palavra de Deus, e não em tradições ou costumes religiosos. Quando eu anuncio a Palavra de Deus, me sinto como o profeta Jeremias, que afirmou: “Mas, quando penso: ‘Vou esquecer o SENHOR e não falarei mais em seu nome’, então a tua mensagem fica presa dentro de mim e queima como fogo no meu coração. Estou cansado de guardá-la e não posso mais agüentar.” (Jeremias 20. 9). Eu não consigo ficar com a mensagem de Deus somente comigo, eu tenho que anunciá-la, pois o apostolo Paulo escreve em 1 Coríntios, 13. 6: “Quem ama não fica alegre quando alguém faz uma coisa errada, mas se alegra quando alguém faz o que é certo.” Então, meu irmão, assim como Deus ama você e quer te corrigir para salvar a sua alma, eu também, pela misericórdia de Jesus Cristo, te amo, e quero pra você a mesma salvação que tenho comigo. Mesmo você que não crê em Deus, você que é católico, evangélico, espírita, umbandista, não importa a religião. Os meus artigos não são escritos pra mim, mas coloco neles todo o amor que tenho pelo meu próximo, orando para que o Espírito Santo abra o entendimento de quem lê. Portanto, se você ler em meus textos algo que “pisa no seu calo” e seu orgulho “gritar” dentro de você, reflita novamente com humildade, busque o entendimento de Deus, na Sua Palavra. Ou você acha que se eu não me preocupasse com a sua salvação, com a sua alma, eu estaria toda semana separando um tempo para escrever essa reflexão para você?

Caso você tenha dúvidas, comentários, ou queira se cadastrar para receber por e-mail os artigos semanais, mande um e-mail, sem anexos, para: meubaluarte@gmail.com . O Senhor Jesus mudou a minha vida e o meu caráter, e Ele com certeza fará essa mudança na vida de todos que o buscarem. Qualquer problema que você tenha, Jesus pode te libertar. Dívidas, doenças, vícios, depressão, insônia, inveja, prostituição, adultério, feitiço, separação. Ele está te chamando para te ajudar. Ele quer aliviar a sua dor. (Mateus 11.28-30).

Deus abençoe a todos com libertação, entendimento e salvação! CRISTIAN DAHMER