sábado, 5 de setembro de 2009

SEU DINHEIRO - Luiz Percy Denardin

MERCADO FINANCEIRO 04.09.09




Lembrando que na segunda-feira, não haverá sessão nem no Brasil nem nos EUA, pois enquanto aqui se comemora o Dia da Independência, os norte-americanos terão o feriado do Dia do Trabalho.

Bom feriadão a todos





Os 10 mandamentos para trabalhar bem segundo o Sábio Chinês Mao-XyuLi -Bo-Di-Hon:

1. Há duas palavras que abrem muitas portas : Puxe e Empurre.

2. Se você não é parte da solução, é parte do problema.

3. Se procura uma mão disposta a te ajudar, a encontrará no final do teu braço.

4. Quem sabe, sabe. Quem não sabe é chefe.

5. Na verdade o importante não é saber, mas ter o telefone de quem sabe.

6. Ter a consciência limpa é ter a memória fraca.

7. Se você é capaz de sorrir quando tudo deu errado, é porque já descobriu em quem pôr a culpa.

8. Uma tarefa fácil se torna difícil se é você que tem que fazer.

9. Você não é um completo inútil, ao menos serve de mau exemplo.

10. Trabalhar nunca matou ninguém, mas por que se arriscar?



Principais bolsas norte-americanas com novo avanço.

Lá fora, os principais mercados globais estenderam os ganhos de encerraram a semana com uma sessão bastante positiva, apos dias de turbulência. O principal motivo para o bom humor dos investidores, foi em resposta ao Relatório de Emprego norte-americano, divulgado hoje, que embora tenha revelado que no mes de agosto o país perdeu 216 mil postos de trabalho no mês, significando o vigésimo recuo consecutivo de vagas, este número veio melhor do que as estimativas, que apontavam perda de 230 mil vagas no período. Entretanto vale registrar, que a taxa de desemprego atingiu 9,7%, acima das expectativas, maior nível em 26 anos. Já as bolsas europeias, após quatro sessões consecutivas no vermelho, fecharam esta sexta-feira em alta, impulsionadas pelo bom desempenho de instituições financeiras, produtoras de commodities e montadoras. Por fim, depois de cinco anos de discussões, a Organização Mundial de Comércio determinou que os empréstimos de países europeus para a Airbus quebraram as regras do mercado. As apelações podem se estender até 2012 no processo movido pela norte-americana Boeing.



Já o Petróleo, terminou o dia com referências dispares.Em Londres o BRENT fechou a US$ 66,82 ( recuo de 0,44% ) e em Nova York, na Nymex fechou cotado a US$ 68,02 por barril ( alta de 0,88% ).



Por aqui, embora acumulando a segunda semana de perdas, o indice doméstico estendeu os ganhos de ontem e termina a semana com um dia de bons avanços.O setor imobiliário liderou isolado os ganhos desta sexta-feira: Rossi, Cyrela e Gafisa viram seus ativos dispararem após a melhora da recomendação do Morgan Stanley para o setor. Além disso, o conselho do FGTS liberou mais R$ 3 bilhões para financiar construtoras através de fundos imobiliários e debêntures, aumentando o volume de crédito disponível para o segmento, e seguindo a tendência vista na Europa, as ações de empresas ligadas a commodities, como MMX, Petrobras, CSN e Gerdau também tiveram bom desempenho. N aoutra mão, a pior performance ficou com os ativos da Nossa Caixa, após a Oferta Pública de Aquisição (OPA) das ações realizada hoje, e que movimentou R$ 2,306 bilhões na BM&F Bovespa. Oscilando entre os 55.656 pts. e os 56.728pts, com um volume financeiro de R$ 4,51 bilhões, o IBOVESPA acabou fechando aos 56.662 pontos, representando uma alta de 1,70% em relação ao fechamento anterior. No diário em movimento lateral, no meio do canal lateral 55.224 / 57.052.



Já o dolar comercial, registrou hoje a sua terceira sessão consecutiva de perdas, apesar da tradicional intervenção do Banco Central realizando compra no mercado a vista. A moeda norte-americana fechou cotada hoje a R$1,8400 representando um forte recuo de 1,39% em relação ao fechamento anterior. No mes a desvalorização é de 2,49% e no ano de 2009 a desvalorização chega a 21,18%. No mercado paralelo recuou e foi negociada a R$1,9700, representando um ágio de 7,07% em relação ao dólar comercial.

INDICES INTERNACIONAIS

Dow Jones - alta de 1,03%

Standard & Poor’s 500 - queda de 1,31%

Nasdaq - queda de 1,79%

FTSE 100 - queda de 1,15%

Nikkei - queda de 0,27% Merval - queda de 1,64%

WINFUT alta de 1,54% - 57.050,00 pontos - no ano 50,13%

IBOVESPA alta de 1,70% - 56.728,28 pontos - no ano 51,07%



Segue abaixo o fechamento de hoje dos principais ativos e ao lado o resultado acumulado de 2009.

- BVMF3 alta de 2,04% - 11,53 ( MIN 11,26, MAX 11,59 ) no ano 95,76%

- PETR4 alta de 0,99% - 32,51 ( MIN 31,87, MAX 32,68 ) no ano 42,34%

- VALE5 alta de 1,51% - 33,04 ( MIN 32,40, MAX 33,20 ) no ano 38,30%

- GGBR4 alta de 1,90% - 22,03 ( MIN 21,64, MAX 22,09 ) no ano 46,28%

- ITUB4 alta de 2,53% - 31,59 ( MIN 30,85, MAX 31,86 ) no ano 21,03%

- CSNA3 alta de 2,35% - 50,05 ( MIN 48,86, MAX 50,14 ) no ano 72,59%

- USIM5 alta de 1,69% - 44,00 ( MIN 42,81, MAX 43,71 ) no ano 5,916%

- CYRE3 alta de 8,39% - 22,60 ( MIN 21,06, MAX 22,79 ) no ano 148,90%

- RSID3 alta de 7,84% - 11,97 ( MIN 11,02, MAX 12,01) no ano 223,51%

IBOVESPA - Passou todo o intraday em canal de alta e quase fechou na máxima do dia. Acabou fechando aos 56.662 pontos, representando uma alta de 1,70% em relação ao fechamento anterior. No diário em movimento lateral, no meio do canal lateral 55.224 / 57.052.

MIN do dia 55.652 pontos / MAX do dia 56.728 pontos

PAPO DE CULTURA - Ione Jaeger


O POETA É UM FINGIDOR”


Ione Jaeger





Poeta, do grego poietés, é aquele que faz versos, que tem faculdades poéticas, dom. Dedica-se à poesia. Ora chamado bardo, vate, seresteiro, menestrel, aedo, trovador, poetaço ou poetastro (mau poeta) e, ainda, sonetista, versejador.

Quem é o poeta? O poeta sente, pensa e se expressa de maneira diferente. Exorta fragmentos do ego de forma criativa que o “leva a criar e reinventar o mundo, a partir da própria imaginação, das fantasias, abandonando os padrões normais da razão”(Platão). Na arte mágica de fazer versos mistura inspiração, sentimento e o mistério das palavras



Sócrates, 470 a.C, filosofa: “Não é por sabedoria que os poetas fazem versos, mas por uma espécie de gênio e inspiração”. Para Garcia Lorca, escritor andaluz (1898 – 1936): “o poeta escuta dentro de si, uma chamada de três vozes - a voz da morte, a voz do amor e a voz da arte”.



Para ser poeta não basta versejar. Para ser poeta é preciso ter no âmago uma pira mística que arde e faz com que os seus poemas, quando lidos por outrem, acendam essa chama no leitor. Se isto não acontece, não há poesia. Para que um escrito literário seja um poema, deve ser escrito por um Poeta, que percebe com sensibilidade o seu mundo exterior e seu mundo interior, vive-os emocionalmente e, em versos, dá o recado para o próprio mundo e para o mundo alheio.



Não há escola para SER POETA. Ninguém transmite o dom de ser poeta. Aprende-se a versificação – composição e estrutura poética, rima, metrificação, estilo da linguagem poética. Jamais será um poeta se não tiver a “alma” de poeta.



Ao Poeta é concedida a liberdade de ousar, de criar pensamentos complexos, complicados, armar um quebra-cabeça, para exteriorizar a simplicidade do quotidiano na arte de embelezar a vida.



Ao poeta que é Poeta, não importa se faz versos com rima ou sem rima, versos clássicos ou livres, importa, sim, que faça versos, versos e mais versos, mesmo se ele “finge tão completamente, que chega a fingir que é dor, a dor que deveras sente”... (F. Pessoa)



Ione Jaeger - 14 de março de 2000

RENATE GIGEL - O QUE AS MULHERES PENSAM SOBRE...



ou a tentativa de espantar temores:


Quando escuras nuvens toldam o céu e parece que tudo ao redor perde seu brilho, esforço-me para reunir forças. Busco em recantos do pensamento ou da memória a frágil mão que deve ser meu apoio. Mas, talvez o desânimo ou o cansaço do momento, parecem fazer perder a fibra e só vem o medo e a descrença.Penso:- "Preciso conseguir, mas ...


Tentei

traduzir ternura,

trabalho, tristeza,
tempestades,

torturas...


Talvez

titubeios
tragam transtornos!



Talvez

toques transcendam
terríveis traumas!


Trará
tântrica

transparência

tranquilidade

terrena?


traduz
tanto
tudo.



Tentei...



Mas afinal de contas, o que está acontecendo?
Que abandono é esse que pode falar tão alto que faz perder o bom senso?

Se a nós foi confiado nosso corpo , nossa alma ? Se em nós transcende o eterno como deveria ser o sentimento?

Diante da dor, da doença, da dificuldade ou indiferença, nada pode nos subjugar, pois temos crença.
E é esta fé ,esta luz maior que fortalece nosso espírito,nos levará a certeza de que vencer é saber lutar com arma certa.
Tentei e alcancei.





Renate/2009

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

PAPO DE CULTURA - Ione Jaeger


PARABÉNS, Ó LIBERDADE!






Sete de setembro. 7 de Setembro. Datas. Uma, comum, registra no calendário um dia do nono mês do ano. Outra, marco na linha histórica do Brasil de um feito relevante. Dia da Proclamação da Independência - raiou a liberdade no horizonte do Brasil ... e no horizonte do homem brasileiro?


Liberdade é um direito inalienável do homem, direito de pensamento, direito de escolhas dos valores que irão dirigir seus atos. Não é mensurável. Não tem começo nem fim.



O homem em liberdade organiza o seu eu, conhecendo-se criatura consciente do papel de SER responsável na relação sujeito para sujeito, pessoa aberta para o mundo. Ciente das próprias limitações e dificuldades procura elevar-se elevando o outro. Numa abertura interior procura ser humilde, justo, fraterno, solidário, honesto, proporcionando ao outro ser livre como eu sou livre.



LIBERDADE é se ver no lugar do outro, é compreender e facultar o bem-estar do outro.



LIBERDADE é responsabilidade. É cidadania. É patriotismo. É a essência do caráter humano expressada no exercício do posicionamento quanto à organização política, social, econômica, moral.



Não basta neste SETE DE SETEMBRO cantar o Hino Nacional, hastear o símbolo augusto da paz - é preciso amar a pátria, depositando neste amor protestos de brasilidade, de saber usar a liberdade como premissa básica no empenho, real e legal, para engrandecê-la.



Parabéns, ó brasileiros!





Ione Jaeger - 1999

http://www.jornalpolegar.blogspot.com/





imagem Internet

PROGRAMAÇÃO DA SEMANA DA PÁTRIA

Hamburguenses celebram Independência com desfile



Para comemorar a Semana da Pátria, milhares de hamburguenses devem participar nesta segunda-feira, dia 7 de setembro, do desfile cívico no Centro da cidade. A atividade ocorre na Avenida Pedro Adams Filho e inicia às 8h30, com a concentração nas mediações da Rua Vicente da Fontoura. O desfile segue até o cruzamento com a Rua Julio de Castilhos, em um percurso de cerca de um quilômetro. Ao todo, desfilarão mais de 6 mil civis e cerca de 400 militares, além de motos, viaturas e caminhões.

No bairro Lomba Grande, o desfile ocorre no dia 6 de setembro, às 9 horas, na Avenida João Aloísio Allgayer. A concentração inicia às 8h30, nas proximidades da escola Instituto Estadual Madre Benícia. Em caso de chuva, os desfiles serão cancelados.



Chama Crioula

Após o desfile na segunda-feira, dia 7, a centelha da Semana da Pátria será unificada com a Chama Crioula, para marcar o encerramento dessas atividades e o início das festividades alusivas à Semana Farroupilha. O evento será conduzido pelos cavalarianos do Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Estância da Liberdade.



Fechamento das ruas

Neste domingo, dia 6 de setembro, a partir das 7h30, o trânsito na Rua David Canabarro, entre a Rua Bento Gonçalves e Avenida Pedro Adams Filho estará fechado para que ocorra a montagem do palanque oficial do desfile cívico. Na segunda-feira, dia 7, o perímetro das ruas da concentração, desfile e dispersão, no Centro, estará bloqueado para o trânsito de veículos enquanto durar o evento.





PROGRAMAÇÃO SEMANA DA PÁTRIA



6 de setembro

8h30 – Concentração

9 horas – Desfile de Lomba Grande

Local: Rua João Aloysio Allgayer

Obs: Em caso de chuva, o desfile será cancelado.



7 de setembro

8h – Concentração

8h30 – Desfile Cívico

11 horas – Desfile Militar

Local: Av. Pedro Adams Filho – início na Rua Vicente da Fontoura

Obs: Em caso de chuva, o desfile será cancelado.

Projetos da Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres são aprovados em Brasília

A Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres de Novo Hamburgo teve quatro projetos aprovados em Brasília nesta semana. Entre os dias 28 de agosto e 2 de setembro a coordenadora da pasta, Fátima Fraga, participou de reuniões no Ministério da Justiça para ajustes no projeto Mulheres da Paz, que será implantado na cidade, e acompanhou a situação de outras três matérias enviadas à Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM) da Presidência da República.

Enviados em maio, esses projetos contemplam a criação de um Centro de Referência de Atendimento à Mulher, uma campanha de Enfrentamento a feminização da AIDS e outras Doenças Sexualmente Transmissíveis e a estruturação do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Novo Hamburgo. “Foi muito importante participar destes encontros”, citou Fátima. Além disso, a coordenadora participou do Encontro Nacional de Organismos de Políticas Públicas e Encontro Nacional de Deputadas Estaduais, Federais e Senadoras. Segundo Fátima, os encontros tiveram a finalidade de ampliar e dar visibilidade ao Plano Nacional de Enfrentamento a Violência contra a Mulher. “Além de ser uma maneira de fazer com que as pessoas se sensibilizem com a causa da violência contra mulher, essa foi também uma oportunidade de troca de informações com outros estados e serviu como ferramenta que ajudou a ampliar o meu conhecimento”, declarou Fátima.

Sedetur oferece passeio turístico durante a Festa Nacional do Calçado

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Tecnologia e Turismo (Sedetur) estará presente na Festa Nacional do Calçado, que ocorre de 5 a 13 de setembro, nos pavilhões da Fenac, oferecendo informações turísticas de Novo Hamburgo e Lomba Grande e um passeio cultural pela cidade. No local também poderá ser adquirido o livro “Novo Hamburgo – a cidade se revela”, dos fotógrafos Isa e Joel Reichert.

O passeio terá duração de uma hora e meia e percorrerá o Centro Histórico, o Santuário das Mães e o Centro de Novo Hamburgo, passando pelo Monumento do Sapateiro, as Praças do Imigrante e 20 de Setembro, retornando à Fenac. O passeio terá saída na própria Festa Nacional do Calçado, diariamente às 14 horas. Mais informações poderão ser obtidas no estande da Sedetur localizado dentro dos pavilhões.

Novo Hamburgo é o primeiro município brasileiro a assinar o Protocolo Brasília

Em uma iniciativa inédita da Prefeitura de Novo Hamburgo, formalizada durante o 2º Congresso Internacional Software Livre e Governo Eletrônico (CONSEGI), em Brasília, Novo Hamburgo passou a ser o primeiro município do país a se comprometer com a implementação de software livre em todas as ferramentas da gestão pública local. De acordo com a titular da futura secretaria de Tecnologia da Informação e Inclusão Digital, Márcia Schüler, que representou a Administração no evento e assinou o Protocolo Brasília, esta iniciativa vem de encontro à orientação do prefeito Tarcísio Zimmermann. “Devemos utilizar o software livre intensamente, em todas as oportunidades possíveis”, cita.

Conforme explica Márcia, apesar do protocolo já ter sido publicado no Diário Oficial da União em novembro de 2008, até agora apenas órgãos do próprio Governo Federal, a exemplo do Ministério das Relações Exteriores e do Comando da Aeronáutica, além de estatais como Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Empresa Brasileira de Correios (ECT), haviam aderido ao documento, fato que torna Novo Hamburgo exemplo para outras gestões municipais.

Segundo Márcia, a decisão, além de ser uma recomendação do Governo Federal, diminui expressivamente a despesa pública, a qual está ligada diretamente ao dinheiro do contribuinte. “Adotá-lo (o protocolo) é demonstrar respeito pelo cidadão”, afirma Márcia. Outras vantagens de abolir o uso de softwares proprietários (que exigem licença paga) são a contribuição para o desenvolvimento tecnológico brasileiro, o estímulo ao compartilhamento e colaboração tanto entre usuários quanto as esferas de poder (Municípios, Estados e União) e a possibilidade de uma vida útil mais longa do software, bem como a facilidade de manutenção, uma vez que qualquer pessoa com conhecimento de sua linguagem pode alterá-lo.



Os termos do Protocolo

O Protocolo Brasília é uma expansão do Documento de Referência para Padrões de Interoperabilidade (e-PING), criado pelo governo federal com o intuito de desenvolver soluções cooperativas para proporcionar maior independência tecnológica e menor custo para o erário público, sobretudo nas áreas da informática e da automação. Ele abrange os órgãos e entidades da Administração Pública (direta e indireta) e as autarquias e fundações geridas pelo governo, sem exclusão das empresas privadas que também quiserem adotá-lo.

Conforme seu teor, os participantes ficam comprometidos em adotar formatos abertos de arquivos (softwares) para criação, armazenamento e disponibilização, sobretudo no que tange a textos, planilhas e apresentações multimídia. O padrão preferencial indicado e adotado pelo governo federal é o BrOffice, mas qualquer outro conjunto de softwares compatível com OpenDocument Format (ODF) é válida. Para que a adoção do ODF ocorra de modo ordenado, não é exigida uma migração total imediata. O primeiro compromisso é a divulgação interna, em toda a organização e a verificação da compatibilidade dos computadores utilizados com os softwares livres que serão adotados. O segundo item é a constituição de um Comitê de Implementação de Software Livre (CISL), que deve apresentar ao governo federal, um planejamento para que as metas de migração sejam cumpridas. Por fim, a instituição deve se comprometer a compartilhar com os demais entes as soluções e avanços encontrados ou desenvolvidos em sua própria experiência.

“O Protocolo Brasília nos compromete com a adoção de padrões livres para a produção e, principalmente, a armazenagem de documentos. Isto significa que há 20 anos não teremos o risco de tentar abrir um documento e sermos impedidos por não haver mais distribuição de licença daquele software proprietário no qual o documento foi construído”, diz Márcia. Conforme ela, esta é uma situação com a qual a maioria das pessoas não se preocupa, mas que futuramente pode gerar grandes problemas. “E, em se tratando de documentos públicos, a questão é ainda mais séria”, avalia. “Mas com este passo, já estamos iniciando o trabalho preventivo, ao menos aqui na Prefeitura de Novo Hamburgo”, conclui.

PAPO DE CULTURA - Ione Jaeger


Novo Hamburgo, setembro de 2000.




Grande Lupi





Ontem, véspera de CARNAVAL, encontrei com a MARIA ROSA e, QUEM HÁ DE DIZER, estava SOZINHA. Cumprimentou-me muito séria. Não parecia a mesma. Perguntou-me se eu tinha alguma notícia da MARGARIDA e do ZÉ DA PONTE. Disse-lhe que nada sabia. Surpresa com a MINHA IGNORÂNCIA, veja que TRISTE HISTÓRIA contou. ELA DISSE-ME ASSIM:
- SE ACASO VOCÊ CHEGASSE e visse ESSES MOÇOS fazendo uma LOUCURA, um verdadeira TORRE DE BABEL, por causa do casamento acabado, você os aconselharia uma VOLTA?
Atuando na defesa da união do casal, eu digo que foi uma JUDIARIA o que a vida fez com eles. É necessário bastante NERVOS DE AÇO para agüentar a trama da DONA DIVERGÊNCIA, em casos como esse. PERGUNTE AOS MEUS TAMANCOS qual o conselho que se pode dar para clarear o ROTEIRO DE UM BOÊMIO?
Dissecando o caso entre os dois:


- FOI ASSIM. Você sabe, a Margarida, às vezes, parece uma BRASA. Eles viviam em PONTA DE LANÇA. Um dia, Zé resolveu dar um CASTIGO para a moça. Provocou-lhe ciúmes. Fez uma HOMENAGEM à DONA DO BAR declamando EU NÃO SOU DE RECLAMAR. Ora, a reação de Margarida foi, após a discussão, a FUGA. Ele chorando muito, desesperado, confessou:

- SE É VERDADE que HÁ UM DEUS, ele sabe. O MEU PECADO foi amar demais. NUNCA pensei que ela iria embora. Sofro muito quando olho aquela CADEIRA VAZIA. Queria, apenas, assustar meu amor e o castigo maior foi o meu. Está sendo muito AMARGO suportar a sua ausência. Que o meu caso sirva de EXEMPLO para todos os amantes. Um ato impensado atua em mim como uma cruel VINGANÇA. Fui um cego. Minha FELICIDADE era ao lado dela, pois é melhor se brigar juntos do que chorar separados ... Hoje colho rosas murchas no JARDIM DA SAUDADE.

Um grande abraço, meu camaradinha!
Ione Jaeger
(o texto, segundo me disse Lupinho, passou a fazer parte do acervo - Lupicínio Rodrigues)

DIRETO DO RIO DE JANEIRO - Nelson Tangerini

FOI EM DIAMANTINA...


Na foto, a cidade de Dimantina, em MG,

com a Serra do Espinhaço

e o Caminho dos Escravos ao fundo.

Foto de Nelson Tangerini.

2001.
 
 
 
 
Há um velho e sábio ditado: “Quem diz o que quer, houve o que não quer”. Minha mãe sabia inúmeros, e tirava-os da manga em situações inusitadas. Ficava deslumbrado com aquilo, e não conseguia entender como uma pessoa podia guardar tantos ditados populares e lançá-los nos momentos certos. Lamento muito, até hoje, não ter explorado esse disquete salvo em sua memória.

Em janeiro de 2001, caminhava distraidamente pelo centro histórico de Diamantina, Minas Gerais, tirando fotografias do velho casario, das igrejas barrocas e do famoso Beco do Mota, por onde passaram os ilustres rapazes do Clube da Esquina, Milton Nascimento, Fernando Brant, Toninho Horta, Beto Guedes, Lô Borges, Márcio Borges, entre outros, quando ouvi uma voz me chamar. Era um senhor muito idoso, aparentando mais de 70 anos.
Caminhei em sua direção – talvez por respeito – talvez pela sua maneira de falar. Gosto de ouvir o falar das pessoas de outros estados e do interior.
Mineiro é sempre calado, fechado, mas aquele curioso branquelo aproximou-se de mim e desandou a falar:

- O senhor é turista? – perguntou ele.
- Sim, sou – respondi-lhe.
- De onde? São Paulo?
- Não. Sou do Rio de Janeiro.
- O senhor já escutou falar de Chica da Silva?
- Sim, já ouvi falar. Assisti ao filme e li o livro de João Felício dos Santos.
- Já visitou a casa de Chica?
- Sim. É uma casa muito bonita, com uma vista belíssima para a Serra do Espinhaço. Gostei especialmente do quintal, com suas árvores.
- Já visitou a igreja que João Fernandes mandou construir só para ela?
- Sim, é uma igreja interessante, barroca. Tenho um interesse especial pelo barroco.
- Com ar sarcástico, o velho senhor aproveitou a deixa para prosseguir:
- Chica da Silva foi a maior puta de Diamantina.
- É mesmo? Não sabia...
- Não sei por que dão tanto cartaz a uma vagabunda.

Vendo que havia ali, naquele “dedo de prosa”, um desrespeito à memória de Chica e uma demonstração “clara” de preconceito racial, aproveitei para alfinetar o velho:
- O senhor é de Diamantina?
- Sim – respondeu-me o altivo cidadão diamantinense.
- Toda a sua família é daqui? - prossegui.
- Sim, toda a minha família é daqui. Temos raízes profundas em Diamantina.
- Soube que Chica da Silva teve perto de 20 filhos. Quem sabe o senhor é descendente de algum deles?
Enraivecido, o senhor virou a cara e bateu em retirada resmungando.



Nelson Marzullo, 53 anos, é escritor, poeta, jornalista, fotógrafo, compositor e professor de Língua Portuguesa e Literatura. É membro do Clube de Escritores Piracicaba [ clube.escritores@uol.com.br], onde ocupa a Cadeira 073 – Nestor Tangerini.


nmtangerini@gmail.com, nmtangerini@yahoo.com.br
e
http://nelsonmarzullotangerini.blogspot.com/

SEU DINHEIRO - Luiz Percy Denardin

Denardin Assessoria Empresarial Ltda.



MERCADO FINANCEIRO 03.09.09

Previdência: ações podem garantir independência financeira na aposentadoria.
Fonte Infomoney

"Quem está guardando dinheiro para a aposentadoria em um plano de previdência também deve ficar de olho nos mercados. Com a queda da taxa básica de juro, a rentabilidade da renda fixa tem diminuído e, por isso, a dica do estrategista de Investimentos Pessoais e superintendente de Vendas da Asset Management do Banco Real, Aquiles Mosca, é alocar recursos em ações. "Se sua aplicação tem como objetivo conquistar a independência financeira, vale a pena ter ações. Caso contrário, você vai acompanhar a taxa de juro, que está baixa, em 8,75% ao ano. Quem quiser dar uma turbinada tem de investir em ações", ressaltou. Com o passar do tempo, a dica é diminuir o risco e, portanto, o percentual investido em ações. O produto no mercado que segue esta proposta são os fundos ciclo de vida, que estão ganhando cada vez mais adeptos. Estes fundos ajustam automaticamente os investimentos entre renda fixa e variável, de acordo com o tempo, sendo mais agressivos no começo (com alocação limitada a 49% em ações) e reduzindo a exposição à medida que se aproxima a data-alvo. De acordo com o diretor de Produtos e Marketing da Brasilprev, José Eduardo Vaz Guimarães, os fundos de investimento em geral, sobretudo os com renda variável, sofreram perda de captação durante o terceiro trimestre do ano passado, ao passo que a indústria de previdência privada manteve captação líquida positiva em todos os meses. Neste período, notou-se a preferência por alocação de recursos em fundos de renda fixa nas vendas de planos. "O ciclo de vida, entretanto, cresceu. No primeiro semestre de 2009, eles representaram 62% das vendas novas em fundos compostos da companhia e há variações nesse valor se observarmos cada segmento separadamente: no varejo, por exemplo, este valor foi de 78% no mesmo período".
Jovens são maioria
De acordo com a Brasilprev, os jovens são maioria entre os fundos ciclo de vida, sendo que 68% dos clientes possuem até 40 anos de idade. Além disso, quanto mais longe da data-alvo, mais os clientes optam pela tabela regressiva. Mais de 60% dos investidores destes planos escolheram a forma de tributação, comprovando a consciência da visão de longo prazo."As pessoas estão percebendo, cada vez mais, os benefícios de investir no longo prazo, pois, além de propiciar maior expectativa de rendimentos, pode amenizar o risco da volatilidade dos preços das ações", ressaltou Vaz Guimarães.."



Principais bolsas norte-americanas com avanço.

Lá fora, os mercados globais encerraram voltando a registrar ganhos após um início de semana marcado por perdas, nesta quinta-feira com as bolsas norte-americanas impulsionadas com bom desempenho de commodities e varejistas. O avanço da bolsa na China, foi impulsionado pela declaração do vice-presidente da China Securities Regulatory Commission de que as autoridades vão promover um Mercado "estável e saudável", o que também contribuiu favorávelmente para o humor em Wall Street. A exceção foram as bolsas europeias, que acumularam perdas na sessão. Diante da alta dos preços de ouro e prata, o índice Stock Exchange Gold & Silver Index avançou 5,4%, para o maior nível desde julho de 2008, e em resposta, os papéis de companhias deste segmento se valorizaram, com destaque para os papéis de Barrick Gold que avançou 4,33% e da Royal Gold com avanço de 8,58%. No que se refere a indicadores, no mes de agosto, o setor de serviços teve resultado melhor que o esperado pelo mercado, enquanto os pedidos por auxílio-desemprego vieram acima que o calculado na última semana.


Já o Petróleo, terminou o dia registrando queda nos principais mercados. Em Londres o BRENT fechou a US$ 67,17 ( recuo de 0,79% ) e em Nova York, na Nymex fechou cotado a US$ 67,96 por barril ( recuo de 0,13% ).



Por aqui, apos marcar ontem seu quinto recuo consecutivo, hoje, na cauda do bom humor externo dos mercados globais, o indice doméstico quebrou a sequencia e volta fechar no positivo. O destaue do dia ficou com os ativos da MMX, recém adicionadas ao Ibovespa, e que apresentaram forte alta e lideram os ganhos da sessão, embaladas pelo bom desempenho de seus pares internacionais. Como boa noticia, a BM&F Bovespa anunciou que o fluxo de recursos dos investidores estrangeiros para o mercado de ações brasileiro ficou novamente positivo em agosto, acumulando saldo positivo de R$ 1,654 bilhão. Por fim, e sem grande surpresa, o Copom interrompeu o ciclo de cortes e manteve a Selic em 8,75% ao ano na reunião que terminou no dia de ontem, e assim, a taxa média anual cobrada nas operações de crédito ao consumidor fica em 130,58% (7,21% mensais), segundo dados da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade) e para as empresas, a taxa média está em 61,22% ao ano. Oscilando entre os 55.338 pts. e os 55.887 pts, com um volume financeiro de R$ 4,51 bilhões, o IBOVESPA acabou fechando aos 55.707 pontos, representando uma alta de 0,58% em relação ao fechamento anterior. No diário em movimento lateral, e não chegou ao SUPORTE do canal lateral 55.224 / 57.052.

Os principais ganhos do dia ficaram por conta dos ativos da MMX Miner ON ( 5,17% ), Gol PN ( 2,90% ), Vivo Part PN ( 2,63% ), BMFBovespa ON ( 2,54% ) e Rossi Res ( 2,21% ). As principais perdas do dia ficaram por conta da Eletropaulo PNB ( 1,88% ), Klabin PN ( 1,85% ), Net PN ( 44,61% ), CPFL Energ ON ( 1,38% ) e Comgas PNA ( 1,27% ).

Já o dolar comercial, registrou hoje a sua segunda sessão consecutiva de perdas, apesar da tradicional intervenção do Banco Central realizando compra no mercado a vista. A moeda norte-americana fechou cotada hoje a R$1,8660 apresentando um recuo de 0,85% em relação ao fechamento anterior. No mes a desvalorização é de 1,11% e no ano de 2009 a desvalorização chega a 20,07%. No mercado paralelo encerrou recuou e foi negociada a R$2,0000, representando um ágio de 7,18% em relação ao dólar comercial.

INDICES INTERNACIONAIS
Dow Jones - alta de 0,69%
Standard & Poor's 500 - alta de 0,85%
Nasdaq - queda de 0,82%
FTSE 100 - queda de 0,43%
Nikkei - queda de 0,64%
Merval - queda de 0,02%
WINFUT alta de 1,23% - 56.185,00 pontos - no ano 48,35%
IBOVESPA alta de 0,58% - 55.707,17 pontos - no ano 47,86%
Segue abaixo o fechamento de hoje dos principais ativos e ao lado o resultado acumulado de 2009.
- BVMF3 alta de 2,54% - 11,30 ( MIN 10,95, MAX 11,32 ) no ano 91,85%
- PETR4 alta de 0,12% - 32,19 ( MIN 32,02, MAX 32,68 ) no ano 40,94%
- VALE5 alta de 1,09% - 32,55 ( MIN 32,25, MAX 32,78 ) no ano 36,21%
- GGBR4 alta de 1,74% - 21,62 ( MIN 21,36, MAX 21,69 ) no ano 43,56%
- ITUB4 queda de 0,48% - 30,81 ( MIN 30,62, MAX 31,29 ) no ano 18,05%
- CSNA3 alta de 1,03% - 48,90 ( MIN 48,20, MAX 48,98 ) no ano 68,62%
- USIM5 alta de 0,63% - 43,27 ( MIN 42,81, MAX 43,71 ) no ano 63,16%
- CYRE3 queda de 0,76% - 20,61
( MIN 20,61, MAX 21,50 ) no ano 126,98%
- RSID3 alta de 2,21% - 11,10 ( MIN 10,72, MAX 11,19) no ano 200,00%
IBOVESPA - Subiu 0.90% nos primeiros 10 min do pregão, quando atingiu a máxima do dia. Inverteu e caiu até as 11:15 quando atingiu a minima do dia. Passando o restante do intraday em movimento lateral , com boa recuperação nos 20 minutos finais do pregão e acabou fechando aos 55.707 pontos, representando uma alta de 0,58% em relação ao fechamento anterior. No diário em movimento lateral, e não chegou ao SUPORTE do canal lateral 55.224 / 57.052.
MIN do dia 55.338 pontos / MAX do dia 55.887 pontos

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Educação Inclusiva é tema de palestra para professores da rede municipal

A Secretaria de Educação e Desporto (SMED) de Novo Hamburgo promoveu nesta quinta-feira, dia 3 de setembro, um encontro para discutir as políticas públicas sobre a Educação Inclusiva na rede municipal. A programação ocorreu no Salão de Atos do Centro Administrativo Leopoldo Petry, e contou com a participação de diretores e coordenadores pedagógicos das 76 unidades de ensino municipal. O tema “Políticas Públicas na Perspectiva da Educação Inclusiva” foi abordado em uma palestra ministrada pela professora, mestre e diretora de Políticas Públicas da Secretaria de Educação Especial do Ministério da Educação (MEC), Martinha Clarete Dutra dos Santos, e do promotor da Infância e Juventude, Manoel Prates.

Segundo o secretário da Educação do Município, Alberto Carabajal, alguns pais de alunos ainda temem que estudantes portadores de necessidades especiais atrasem o desenvolvimento da turma. “Muito pelo contrário. Os deficientes acabam contribuindo para a formação do cidadão”, afirmou Carabajal, ressaltando que todos precisam ser incluídos na sociedade. “Estou falando da inclusão amorosa, fraternal, que todos nós precisamos para viver. Temos que atender a diversidade e o direito que todos possuem, em especial, neste caso à educação”, completou.

Na rede municipal de educação, cerca de 400 alunos portadores de necessidades especiais estão inseridos nas escolas. “O município está assumindo a responsabilidade da inclusão social. A escola tem que se preparar e adaptar-se para receber esses alunos”, garante Carabajal. Para o promotor Prates, é preciso olhar para a sociedade de hoje e de quem faz parte dela. “Já tivemos avanços significativos após a criação de estatutos e leis, mas ainda há muito que ser feito para a valorização da dignidade das pessoas.” Já para Martinha, o papel do educador é sempre de acreditar que se pode transformar a educação. “Nossa sociedade pode ser justa e fraterna se construída coletivamente através de políticas públicas”, enfatizou ela, alegando que a escola precisa estar sempre em constante metamorfose para atender a população.

Coordenadoria disponibiliza espaço para entidades na Festa Nacional do Calçado

Com o apoio da Fenac, a Coordenadoria de Políticas Públicas para as Pessoas Portadoras de Deficiência (CPPPD) disponibilizará espaços para as entidades que integram o Conselho Municipal dos Direitos e Cidadania da Pessoa Portadora de Deficiência (CMPPD) na Festa Nacional do Calçado, que ocorre de 5 a 13 de setembro em Novo Hamburgo.

Serão comercializados artesanatos e quadros produzidos pelos alunos da Associação dos Deficientes Físicos de Novo Hamburgo (ADEFI-NH), a Associação Mentes Coloridas e a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais de Novo Hamburgo (APAE-NH). Além disso, a Associação dos Deficientes Visuais de Novo Hamburgo (ADEVIS-NH) e a Associação dos Familiares e Amigos do Down 21 (AFAD-21) terão espaço para divulgar e apresentar seus trabalhos para o público visitante.

O Coordenador de Políticas Públicas para as Pessoas Portadoras de Deficiência, Darwin Kremer, explicou a importância de um espaço para as entidades em um grande evento como este. “Acho importante, e por isso tive a iniciativa depois de conversar com as entidades, na questão da comercialização dos produtos, porque muitas delas precisam se manter e essa festa é um lugar propício e muito bom para as vendas, além da oportunidade de divulgar seus trabalhos”, observa.

Funcionamento dos Serviços no feriado de Independência do Brasil

Prefeitura Municipal: Segunda-feira, dia 7 de setembro, não haverá expediente. Reabre na terça-feira, dia 8 de setembro, em horário normal.

Recolhimento de lixo: Funcionará normalmente.

Plantão da Secretaria do Meio Ambiente e Planejamento Urbano (SEMAM): Funcionará normalmente. Telefone (51) 9645-7266 .

Guarda Municipal: Atendimento normal durante 24 horas pelos telefones (51) 3524.8737, ou, (51) 3524.8738 ou ainda pelo 153. Administração e Cartório de Trânsito: Não haverá expediente. Retorna na terça-feira, dia 8 de setembro, com atendimento normal.

Comusa: Não haverá expediente administrativo, mas atenderá no plantão 24 horas por meio do Disque-Água 0800-6000115. Retorna na terça-feira, dia 8 de setembro, com atendimento normal.

Secretaria de Saúde (SMS): O Hospital Municipal e o Pronto Atendimento (P.A.) funcionarão 24 horas no feriado. Nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) não haverá expediente.

Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR): Mercado público funciona normalmente.

COLUNA DA ANA MARTHA





CELULARES E INTERNET



Acabei de ler um e-mail. Uma jóia rara. Daquelas que nenhuma outra forma de comunicação permite, só a Internet. Digo isto, porque através da linguagem falada, a entonação do locutor dá uma conotação ao texto – sério, cômico, dramático, trágico, etc. Mas, isto tem suas vantagens, por mais estranho que pareça, obriga o leitor a fazer a própria interpretação, o que a televisão e o rádio nos tiram completamente (sempre que o Cid Moreira começa a fazer uma chamada no Fantástico, já vou correndo buscar meu Chá de Melissa bem açucarado, por que aí vem tragédia... humana).

O e-mail era sobre uma experiência realizada provavelmente para alguma daquelas feiras de Ciências escolares que costumam contribuir tanto para o crescimento e criatividade do aluno, como tudo no ensino atual. Ah, provavelmente de uma escola particular...

A experiência: pegue um ovo, coloque no meio de dois celulares. Estes devem estar um de frente para o outro (um sanduíche de celular-ovo-celular). Ligue de um celular para o outro. Em 65 minutos o ovo cozinha. Acompanhava um alerta – se o celular modifica as proteínas do ovo a ponto de cozinhá-lo, o que ele fará com seu cérebro?

Sou obrigada a admitir que deve cozinhar o cérebro sim, pois a pessoa que gastou 65 minutos de ligação de um celular para outro, desperdiçou um ovo (quem vai comer um ovo cozido no celular?) num mundo tão cheio de fome, deve estar com o cérebro cozido há muito tempo, além de desperdiçar o precioso tempo de vida com o qual Deus pensou tê-lo abençoado.

Não estou aqui julgando os benefícios ou malefícios deste instrumento de controle que as pessoas carregam consigo. Na verdade, sempre que deito, agradeço a Deus por não existir celular na minha adolescência, pois meus pais não me deixariam cometer meus erros sozinha, depois ligo para o meu filho adolescente para saber onde e com quem está, e vou dormir durante uma hora, até ligar novamente para saber porque ainda não chegou em casa...

No final das contas nem posso me queixar desse e-mail, pois me fez ter vontade de voltar a escrever.

Ana Jaeger – Campinas, março de 2008

Sábado tem esporte na Praça do Imigrante

A Secretaria de Educação e Desporto (SMED) realiza neste sábado, dia 5 de setembro, diversas atividades para a comunidade na Praça do Imigrante e no Centro Municipal de Xadrez. A programação faz parte da Semana dos Esportes, que iniciou no dia 1º e segue até o próximo dia 7, quando diversas atividades acontecerão em diferentes pontos da cidade (confira abaixo a programação).
Segundo o diretor de Desporto da SMED, Geraldo Delgado dos Santos, a semana tem o objetivo de incentivar a prática esportiva entre os hamburguenses. “Praticar atividades físicas é essencial para manter o corpo e a mente sadia”, afirma. A Semana dos Esportes é realizada em Novo Hamburgo pela primeira vez em 2009, após a criação da lei 1988/2009, que inseriu a data no calendário de eventos do Município.
Das 9 às 12h, a comunidade poderá participar de atividades como futebol de goleirinhas, jogos de câmbio (uma modalidade adaptada de vôlei para a terceira idade), oficina de judô, mini-tênis, badminton, patinação artística e mini-vôlei. Além disso, no Centro Municipal de Xadrez, no Espaço Cultural Albano Hartz (Calçadão Oswaldo Cruz), acontecerão simultâneas de xadrez e jogos amistosos.


PROGRAMAÇÃO:

3 de Setembro
8h30 – Futsal para os pais do CIFENH Rincão - Ginásio Rincão
8h30 e 13h30 – Torneio de Trios de Basquete - Ginásio FENAC
14h – Palestra sobre drogas - Sede do Botafogo Futebol Clube
14h – Amistoso de Futsal Feminino - Ginásio Rincão
15h – Conversa com as crianças da escolinha de futebol e conscientização da importância do esporte - Sede do Botafogo Futebol Clube
20h - Jogo de Voleibol - Campus I Centro Universitário Feevale
Manhã e Tarde - Convite para “iniciação” ao judô no Bairro - Bairro Rondônia (EMEF Elvira Brandi Grin)
Manhã e Tarde - Campeonato de Mini-vôlei - Rua General Osório, 544
Manhã e Tarde - Projeto de Natação – BIRIBOL - Colégio Santa Catarina

4 de Setembro
12h - Projeto de Natação - BIRIBOL Colégio - Santa Catarina
15h - Atividades abertas à comunidade - Rua Dr. João Daniel Hillebrand, s/n – Rondônia
19h30 - Apresentação de Basquetebol em Cadeira de Rodas - LEME NH – Centro Universitário Feevale Campus I
20h30 - Amistoso de Basquetebol - Centro Universitário Feevale Campus I
Manhã e Tarde - Campeonato de Mini-vôlei - Rua General Osório, 544
Manhã e Tarde - Convite para “iniciação” ao judô no Bairro - Bairro Canudos (EMEF Tancredo Neves)

5 de Setembro
9h - Brinquedos - Praça do Imigrante
9h - Integração na Praça do Imigrante e Jogos de Câmbio - (Semana dos Esportes) - Praça do Imigrante
9h - Kit de mini-Vôlei na Praça do Imigrante - Praça do Imigrante
9h - Jogos com bolinhas de gude, Cinco Marias, Pular corda - Praça do Imigrante
9h - Turma de Esportes de Raquete - Professor Luis Eurico - Mini Tênis e Badminton - Praça do Imigrante
9h – Patinação; Ginástica Artística - Praça do Imigrante
9h – Parkour - Demonstração e divulgação do esporte - Praça do Imigrante
9h - Apresentação de judô e “oficina” ao público- Praça do Imigrante
9h – Participação nas atividades do CIFENH na Praça - Praça do Imigrante
9h - Simultânea de Xadrez e Jogos Amistosos – Centro Municipal de Xadrez
9h – Brincadeiras com bola de basquete e cadeiras de rodas com a comunidade (adultos, idosos, crianças e pessoas com deficiência) - Praça do Imigrante
9h – Futebol de goleirinhas - Praça do Imigrante
10h – Taça Brasil Punhobol 2009 - Sociedade Ginástica de NH
13h30 – Mostra de esportes - Sede do clube - Bairro Rondônia
Manhã e Tarde - On Line/PMNH - Copa Novo Hamburgo de Voleibol - Ginásio da Fenac

6 de Setembro
9h – Taça Brasil Punhobol 2009 – Sociedade Ginástica de NH
9h - Caminhada com Núcleo de Lomba Grande - João Aloysio Allgayer - Lomba Grande
Manhã e Tarde - Copa Novo Hamburgo de Voleibol - Ginásio da Fenac
Manhã e Tarde – Atividades esportivas - FENAC
Manhã e Tarde – Realização de vários jogos interativos com diversos segmentos de esporte - FENAC (durante Festa do calçado)

7 de Setembro
9h - Desfile com crianças e atletas do Projeto Social de Voleibol - Av. Pedro Adams Filho
9h – Desfile com crianças e atletas do CIFENH - Av. Pedro Adams Filho
9h – Desfile com atletas do time da Leme-RS - Av. Pedro Adams Filho
9h - Desfile com participação de todos os núcleos PELC-PMNH - Av. Pedro Adams Filho
Manhã e Tarde - Copa Novo Hamburgo de Voleibol - Ginásio da Fenac

1º Fórum Regional de Acessibilidade debate inclusão de deficientes

1º Fórum Regional de Acessibilidade busca melhorias para os deficientes a partir da realidade regional


A inclusão de portadores de deficiência na sociedade é o que buscam os participantes do 1º Fórum Regional de Acessibilidade, realizado em parceria pela Coordenadoria de Políticas Públicas para Pessoas Portadoras de Deficiência (CPPPD) e o Conselho Municipal dos Direitos e Cidadania da Pessoa Portadora de Deficiência (CMPPD) com o apoio do Centro Universitário Feevale.

Com o tema Como está a nossa realidade?, o evento que aconteceu na quarta-feira, 2 de setembro, no Salão de Atos da Feevale, em Novo Hamburgo, ressaltou a falta de estrutura e as dificuldades que os deficientes têm para se locomover nas cidades. A palestrante Luciana Néri Martins, professora da Feevale, destacou que além de saber que é necessário uma rampa de acesso, a população precisa ter o conhecimento porque ela está ali. “Não adianta ter uma rampa se há um veiculo atrapalhando o caminho. São simples atos que melhoram a trânsito de portadores de necessidades especiais”, observou Luciana.

Já a representante da Secretaria de Educação Especial do Ministério da Educação (SEESP/MEC), Martinha Clarete Dutra dos Santos, abordou as políticas públicas implementadas pelo MEC a nível nacional e as ações desenvolvidas com as secretarias municipais, como atendimento extra-classe e recursos multifuncionais.

A inclusão nas escolas e o mapeamento psicossocial dos trabalhadores com deficiência em Novo Hamburgo também foram debatidos durante o evento. Ao final do evento, foi elaborada uma carta de intenções que será encaminhada aos órgãos públicos.
A abertura do Fórum contou com a presença do secretário de Educação e Desporto (SMED), Alberto Carabajal, representando a prefeita em exercício, Lorena Mayer; do coordenador da CPPPD, Darwin Kremer; do presidente do CMPPD, Ricardo Seewald e do coordenador do mestrado de Inclusão Social e Acessibilidade da Feevale, Everton Rodrigues dos Santos.

Diante da participação de aproximadamente 225 pessoas no Fórum, Darwin Kremer considera um avanço o interesse das pessoas e a receptividade pelo tema. “Trouxemos especialistas no assunto, buscando ampliar o conhecimento da sociedade para que todos possam ajudar na inclusão de deficientes. Precisamos melhorar a locomoção e acabar com o preconceito. Somos diferentes, mas queremos e temos direito a ter uma vida normal”, declarou Kremer.

ASSISTA A COMÉDIA DOS ERROS



A comédia dos Erros
Grupo: Cia Stravaganza
(RS)

TEATRO ADULTO
Em A Comédia dos Erros, William Shakespeare nos conta a história de dois pares de gêmeos, separados ainda em recém-nascidos em decorrência de um naufrágio. A história se passa em Éfeso, onde moram Antífolo e Drômio de Éfeso, senhor e criado respectivamente. Quando Antífolo e Drômio de Siracusa, gêmeos idênticos dos outros dois, chegam a Éfeso, a confusão está instalada. Confundidos com os irmãos moradores da cidade, inclusive por Luciana, esposa de Antífolo, de Éfeso, os diálogos são absurdos para os irmãos, mas para os espectadores são divertidos e muito engraçados. Mas, é com estes diálogos absurdos e hilariantes, que Shakespeare trata de temas como a condição feminina, o casamento e o ciúme; de dívidas e devedores; de servidão...
Texto: William Shakespeare
Direção: Adriane Mottola
Elenco: Carlos Alexandre, Gustavo Curti, Sofia Salvatori, Fernando Kike Barbosa, Lauro Ramalho, Janaina Pelizzon, Adelino Costa, Rodrigo Melo, Anita Coronel
Trilha Sonora Original: Mônica Tomasi
Iluminação: Fernando Ochôa
Classificação etária: 12 anos
Duração do espetáculo: 100 min


DATA: 06/09/09
HORÁRIO: 20 HORAS
ENTRADA: Franca - mediante retirada de convite no SINDILOJAS, SESC E SECRETARIA DE CULTURA, na troca de 1kg. de alimento não perecícel para o Gabinete da Primeira - Dama.

APOIO: Sindilojas e Secretária de Cultura de Novo Hamburgo

Novo Hamburgo receberá R$ 107 milhões para obras de saneamento e abastecimento de água

Novo Hamburgo receberá R$ 107 milhões para investimentos em projetos de esgoto sanitário e abastecimento de água oriundos do governo federal. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, dia 2 de setembro, no Palácio do Itamaraty, em Brasília, onde o prefeito Tarcísio Zimmermann acompanhou um evento que contou com a presença da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, e o ministro das Cidades, Márcio Fortes. Esses recursos serão financiados pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A contrapartida do Município será de R$ 10 milhões.
Segundo Tarcísio, os projetos possibilitarão, quando concluídos, uma transformação do atual sistema sanitário na cidade, que passará a tratar até 80% do esgoto. “Vamos ter um nível de tratamento de esgoto de primeiro mundo e a segurança no abastecimento de água”, cita referindo-se ainda ao projeto de construção de uma nova Estação de Tratamento de Água em Novo Hamburgo. Com o anúncio dos investimentos, agora a Prefeitura deverá se preparar para a apresentação dos projetos técnicos e a consequente aprovação das contrapartidas pela Câmara hamburguense.

Projetos contemplam obras no Arroio Luiz Rau e Pampa
No total dos recursos conquistados – R$ 107 milhões – estão contemplados dois projetos de melhorias no tratamento de esgoto sanitário. Um deles, com previsão de R$ 23,2 milhões, servirá para revitalizar a bacia do Arroio Luiz Rau e outro, com R$ 58,2 milhões para o Arroio Pampa. Ambos serão estações de tratamento para interceptar o esgoto doméstico. Isso terá consequências diretas na melhoria do meio ambiente local e da qualidade da água dos arroios. “Esse é um grande passo para a cidade e beneficiará o Arroio Luiz Rau, um dos mais poluídos que desaguam no Rio dos Sinos”, declarou o prefeito Tarcísio Zimmermann. Completa a lista a Estação de Tratamento de Água, que terá aporte de R$ 23,2 milhões. “Com ela, não será qualquer problema que vai paralisar o sistema de abastecimento”, completa o prefeito.

Novo Hamburgo terá mil vagas para Projovem Trabalhador




Em reunião que ocorreu na tarde desta quarta-feira, dia 2 de setembro, em Brasília, o prefeito Tarcísio Zimmermann recebeu a confirmação de que Novo Hamburgo receberá mil vagas para o programa de qualificação Projovem Trabalhador. O encontro ocorreu no gabinete do ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, e contou com a participação do senador Sérgio Zambiasi (PTB), dos prefeitos Jairo Jorge, de Canoas, e Ary Vanazzi, de São Leopoldo.
Segundo Tarcísio, esse programa é de grande importância para o desenvolvimento social dos jovens que serão contemplados. “Isso significa que nós teremos a oportunidade de qualificar profissionalmente mil jovens”. Além disso, no mesmo encontro, foi divulgado que Novo Hamburgo conquistará a municipalização do Sistema Nacional de Emprego (Sine) para o próximo ano. “Com isso teremos a Agência Municipal de Emprego (Ame) muito mais sólida e com muito mais estrutura. Vamos receber recursos federais para mantê-la”, disse Tarcísio.

SEU DINHEIRO - Luiz Percy Denardin





Denardin Assessoria Empresarial Ltda.



MERCADO FINANCEIRO 02.09.09

O TAO DE WARREN BUFFET

"Quanto menos prudência os outros tem ao conduzir seus negócios, mais prudência devemos ter ao conduzir os nossos."

"Essa é uma referência às bolhas de euforia do mercado e aos preços loucos que elas criam. Nesses períodos, o público investidor torna-se cada vez mais imprudente quanto ao queetsá disposto a pagar, e as pessoas querem continuar comprando, não importa o preço. Num mercado em alta desenfreada, Warren torna-se prudente em suas compras, e isso o impede de se contagiar com todo aquele entusiasmo e de pagar preços absurdos, totalmente dissociado dos fundamentos econômicos de longo prazo das empresas. A prudência nas decisões de investimento pode salvar você da insensatez e torná-lo rico. A imprudência nas decisões de investimentos pode levra à insensatez e torná-lo rico. A imprudência nas decisões de investimento pode levar à insensatez e torná-lo rico. A imprudência nas decisões de investimento pode levar à insensatez e ao limiar da pobreza, e ninguém jamais enriqueceu fazendo coisas que o empobreceram."



Principais bolsas norte-americanas com forte recuo.

Lá fora, depois de mais uma sessão de instabilidade, os principais mercados globais fecharam o dia registrando leves perdas, com uma agenda movimentada que incluiu indicadores abaixo do esperado nos EUA e com a divulgação da minuta da última reunião do banco central norte-americano ( FED ), realizada entre 11 e 12 de agostodo , quando manteve pela quinta vez consecutiva o juro básico norte-americano na faixa entre 0% e 0,25% ao ano e "por um extenso período de tempo", o que não contribuiu em nada para melhorar o humor dos investidores. também segundo a ata, Segundo a ata, os participantes do comitê apontaram a preocupação de alguns analistas de que as políticas do Fed poderiam levar a uma alta da inflação, e referira, "É importante comunicar que o Federal Reserve tem ferramentas e se dispõe a executar políticas menos acomodativas quando necessário, para prevenir qualquer avanço persistente na inflação". Entre possíveis fusões e aquisições, a novela sobre a venda da Opel prossegue, com a confirmação de membro do governo alemão da objeção à proposta da RHJ, assim como a autorização conferida por investidores ao banco Lloyd's de elevar seu capital e reduzir a influência estatal na instituição.

Já o Petróleo, terminou o dia con refernecias dispares, e apesar do recuo dos estoques, encerrou estável em Nova York. Em Londres o BRENT fechou a US$ 67,66 ( pequeno recuo de 0,10% ) e em Nova York, na Nymex fechou cotado a US$ 68,05 por barril ( sem variação ).



Por aqui, marcando o quinto recuo conecutivo, o indice doméstico apresentou pior desempenho que os externos, com o setor imobiliário registrando as maiores perdas na sessão. Por outro lado, as ações preferenciais da Petrobras se destacam entre as altas, após o anúncio da descoberta em parceira com a britânica BP, e limitaram as perdas do indice, juntamente com os ativos da JBS Friboi, Ultrapar e Klabin também fecharam a sessão com valorização. Fica ainda para hoje, a expectativa pela decisão do Banco Central sobre a taxa básica de juro, que será divulgada aida hoje. Oscilando entre os 55.385 pts. e os 55.948 pts, com um volume financeiro de R$ 5,70 bilhões, o IBOVESPA acabou fechando na minima do dia aos 55.385 pontos, representando uma queda de 0,77% em relação ao fechamento anterior. No diário em Linha de Tendência de baixa, já praticamente quase sobre o SUPORTE do canal lateral 55.224 / 57.052.

Os principais ganhos do dia ficaram por conta dos ativos da Petrobras PN ( 1,74% ), JBS ON ( 1,71% ), Ultrapar PN ( 1,65% ), Klabin PN ( 1,61% ) e CESP PNB ( 1,59% ). As maires perdas do dia ficaram por conta da Rossi Res ON ( 5,40% ), Gafiosa ON ( 5,31% ), Cyrela R ON ( 4,93% ), ALL UNT ( 3,75% ) e Usiminas ON ( 3,35% ).

Já o dolar comercial, após registrar ganhos durante a mnhã de hoje, inverteu a trajetória pela parte da tarde e interrompendo uma sequencia de sete altas consecutivas, fecha em queda, e também com a tradicional intervenção do Banco Central realizando compra no mercado a vista. A moeda norte-americana fechou cotada hoje a R$1,8820 apresentando um recuo de 1,10% em relação ao fechamento anterior. No mes a desvalorização é de 0,26% e no ano de 2009 a desvalorização chega a 19,38%. No mercado paralelo encerrou estável e foi negociada a R$2,0200, representando um ágio de 7,33% em relação ao dólar comercial.

INDICES INTERNACIONAIS
Dow Jones - queda de 0,32%
Standard & Poor's 500 - queda de 0,33%
Nasdaq - queda de 0,09%
FTSE 100 - queda de 0,04%
Nikkei - queda de 2,37%
Merval - alta de 0,64%
WINFUT queda de 1,12% - 55.670,00 pontos - no ano 49,57%
IBOVESPA queda de 0,77% - 55.385,72 pontos - no ano 49,58%
Segue abaixo o fechamento de hoje dos principais ativos e ao lado o resultado acumulado de 2009.
- BVMF3 queda de 2,04% - 11,02 ( MIN 10,91, MAX 11,22 ) no ano 87,10%
- PETR4 alta de 1,74% - 32,15 ( MIN 31,66, MAX 32,58 ) no ano 40,76%
- VALE5 queda de 1,17% - 32,20 ( MIN 32,20, MAX 32,85 ) no ano 34,78%
- GGBR4 queda de 2,07% - 21,25 ( MIN 21,25, MAX 21,79 ) no ano 41,10%
- ITUB4 queda de 0,29% - 30,96 ( MIN 30,75, MAX 31,37 ) no ano 18,62%
- CSNA3 queda de 0,41% - 48,40 ( MIN 48,12, MAX 49,21 ) no ano 66,90%
- USIM5 queda de 1,49% - 43,00 ( MIN 43,00, MAX 43,65 ) no ano 62,14%
- CYRE3 queda de 4,93% - 21,01
( MIN 20,91, MAX 21,85 ) no ano 131,39%
- RSID3 queda de 5,40% - 10,86 ( MIN 10,53, MAX 11,10 ) no ano 193,51%
IBOVESPA - Caiu até por volta das 11:30 horas, inverteu e subiu até por volta das 15:30 horas, quando no campo positivo atingiu a máxima do dia. Voltou a cair até o final da sessão, quando somente nos 20 minutos finais perdeu 0,84%, e acabou fechando na minima do dia aos 55.385 pontos, representando uma queda de 0,77% em relação ao fechamento anterior. No diário em Linha de Tendência de baixa, já praticamente quase sobre o SUPORTTE do canal lateral 55.224 / 57.052.
MIN do dia 55.385 pontos / MAX do dia 55.948 pontos

Novo Hamburgo está pronta para receber vitantes da Festa Nacional do Calçado

Faltando três dias para a abertura da Festa Nacional do Calçado, que irá ocorrer nos pavilhões da Fenac de 5 à 13 de setembro, a Prefeitura de Novo Hamburgo promove os últimos ajustes nas ruas, passeios públicos e sinalização de trânsito no bairro Ideal. Desde o dia 30 de agosto, equipes da diretoria de Serviços Urbanos e Limpeza Pública promovem a capina mecanizada, pintura de meio-fio e retirada de entulhos em cerca de 20 ruas próximas ao evento. Além disso, a Diretoria de Trânsito (DITRAN) está revitalizando a sinalização e promovendo a substituição pontual de placas de regulamentação que apresentam problemas de desgaste. Segundo a DITRAN, as Ruas 7 de setembro, Araxá e 3 de Outubro e Avenida Vereador Adão Rodrigues de Oliveira tiveram a sinalização melhorada.
Durante os dias da feira, a Guarda Municipal (GM) estará mobilizada com cerca de 33 agentes. De acordo com o diretor do órgão de segurança, Everaldo Rosa de Souza, eles estarão divididos em turnos e irão controlar o trânsito de veículos nos portões 1, 2, 3, 4, 5, 6, 9 e 11. “Pedimos aos motoristas que redobrem a atenção nas ruas próximas da Fenac. O fluxo de pessoas será intenso. É preciso que os motoristas respeitem a sinalização, principalmente, na Rua Araxá onde há placas de sinalização que proíbem os motoristas de estacionar os veículos numa extensão de 200 metros”, informa Everaldo. Haverá também fiscalização da GM e da Brigada Militar (BM) para coibir a ação de flanelinhas.
A Festa Nacional do Calçado 2009 pretende atrair um público de 100 mil pessoas e comercializar mais de 60 mil pares de calçados. Segundo o diretor-presidente da Fenac, Ricardo Michaelsen, o evento deverá movimentar R$ 5 milhões entre calçados, artefatos em couro e produtos que serão vendidos na Feira de Agricultura Familiar. O ingresso custará R$ 4,00 por pessoa. Menores de 6 anos não pagam. Estudantes e maiores de 60 anos pagarão R$ 2,00. Informações podem ser obtidas no site www.festanacionaldocalcado.com.br ou pelo telefone (51) 3584-7200 .

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

DIRETO DO RIO DE JANEIRO - Nelson Tangerini





UMA LINDA MULHER!


Nelson Marzullo Tangerini


Não, amigos, não estou falando de um filme estrelado por Julia Roberts e Richard Gere; mas sobre Uma Linda Mulher que conheci há alguns anos, numa movimentada rua do Rio de Janeiro, e que vem me perturbando o sono.

Há muito deixei de ser poeta – a fonte inspiradora secou, não tenho mais sonhos -, passei a ser o frio cronista que vos escreve; o simples cidadão do mundo que observa o ruído das ruas de nosso planeta.

Vivo, porém, ultimamente, a contemplar o rosto da mulher amada, como se estivesse diante da Mona Lisa. De súbito, o amor me toca, põe em minh´alma sua porção mágica. Não lhes diria uma só palavra se por dentro de mim não incendiasse essa chama que me queima o peito e me inquieta diante de uma folha de papel em branco.

Se fosse “O Poetinha” Vinícius de Moraes, faria mil versos de amor - para que ela me percebesse, para que ela caísse no meu laço, no meu abraço, no meu amasso, para que ela fosse a minha namorada.

Apaixonado e atordoado com a sua beleza, eu poderia entrar agora num bar e beber todas – por sua causa.

Não, não farei isto. Não sou romântico. Prefiro embriagar-me de sua beleza, estampada em suas fotografias.

Ela é realmente muito bonita e está rodeada de flores, num mundo de segredos e mistérios – prato cheio para um poeta simbolista.

Um poeta romântico a idealizaria como a musa inatingível, inalcançável.

Vivemos na mesma cidade e estamos distantes e isto me leva a invadir a produção romântica daqueles poetas que morriam jovens – de tuberculose.

Ela tem meu telefone. Por que não me liga? Por que não encurta este espaço que existe entre nós?

Percebi seu rosto e seus cabelos no exato momento em que a conheci. Buzinas e freadas de ônibus e carros e vozes mil não me impediram de ouvir e contemplar sua fala mansa e mágica.

Por um tempo, perdi-a de vista. Pensei nunca mais tornar a vê-la. “Quem ama é capaz de ouvir e entender estrelas”. Pois bem, ouvi estrelas, quase plagiei Bilac, mas não perdi o senso. E, para minha felicidade, vi-a, recentemente - mais linda e mais cândida e casta.



Direis agora: - Tresloucado amigo, não tens a mínima chance de conquistá-la. Olha-te no espelho. És um mísero e reles rabiscador de papéis. És feio, barrigudo, calvo e míope. Tens uns óculos de armação preta e horrorosos no meio das fuças. A miopia te impede de ver a realidade, poeta.

A realidade, aqui, citada pelo nosso nobre amigo, - leia-se -, é a total ausência de sentimentalismo, do romantismo piegas, que levou muitos poetas românticos a estudarem mais cedo “a geologia dos campos-santos”. É o fruto, talvez, das leituras e releituras de Machado de Assis e Eça de Queiroz. Ou, mais recente, de Nelson Rodrigues.

Como sonhar não é ainda proibido, e não se lê o que anda estampado no cérebro e no coração do outro, vivo a sonhar apaixonadamente com esta deidade que perturba o meu sono.

Não direi seu nome, não direi onde mora, nem direi onde trabalha. Não quero expô-la. Longe de mim, incomodá-la em seu castelo na montanha ou nas suas horas de labuta. Ela lerá, descompromissadamente, por certo, esta minha crônica, um dia desses, e saberá que este velho e chato escritor lhe dedicou algumas pobres linhas.

Graciosa e bela, a minha musa me fez sonhar, deu sal à minha vida, me fez estar aqui, neste momento, falando baixinho, falando de amor, esquecendo até do futebol, ouvindo e plagiando O Poetinha, escrevendo essas tolices.

Plagiando o poeta português Fernando Pessoa, só as pessoas ridículas nunca escreveram poesias, crônicas e cartas de amor.

Crônica dedicada à memória de Roy Orbison,
meu "ídalo".





Nelson Marzullo Tangerini, 53 anos, é escritor, jornalista, poeta, compositor, fotógrafo e professor de Língua Portuguesa e Literatura. É membro do Clube dos Escritores Piracicaba [ clube.escritores@uol.com.br ], onde ocupa a Cadeira 073 Nestor Tangerini.


nmtangerini@yahoo.com.br, nmtangerini@gmail.com


http://nelsonmarzullotangerini.blogspot.com/


http://narzullo-tangerini.blogspot.com/


www.recantodasletras.com.br

e

www.jornalpolegar.blogspot.com/

Prefeito promove debate sobre horário dos mercados



Com a finalidade de proporcionar um debate aberto sobre o projeto de lei que restringe o horário dos hiper, super e mini mercados em Novo Hamburgo, o prefeito Tarcísio Zimmermann recebeu na tarde desta terça-feira, dia 1º de setembro, em seu gabinete, representantes de diversas entidades. Buscando um equilíbrio na abordagem, cada um dos convidados (confira lista abaixo) teve espaço igual para apontar suas opiniões, se contrárias, ou favoráveis, ao fechamento dos mercados aos domingos a tarde e a redução em uma hora nos atendimentos de segunda à sexta-feira. Acompanharam o prefeito os secretários Geral de Governo, Luis Lauermann, de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Tecnologia e Turismo, Carlos Finck, e o Procurador Geral do Município, Ruy Noronha.

Entre as definições da reunião, Tarcísio solicitou um novo encontro, desta vez no dia 9 de setembro, às 8h30, novamente em seu gabinete, para que cada um possa analisar todos os aspectos debatidos nessa primeira reunião e trazer novas sugestões. “Nós precisamos aprofundar os pontos de vista. Ainda não sei o que vou fazer, mas acredito no diálogo. Acredito que possa haver um desequilíbrio econômico nesta área, mas tenho dúvidas se esta lei, do jeito que está formulada, atende aos objetivos colocados”, apontou o prefeito. Entre as sugestões que foram colocadas durante o debate estão a elaboração de uma consulta popular e a discussão de novas ferramentas para proteger os pequenos comércios.

Debate

O debate iniciou com a fala do representante dos mini mercados, Juelcir Savanim. Ele apontou pela aprovação da matéria, já votada na Câmara hamburguense, e manifestou que o projeto de lei deverá fortalecer a economia local. “Os pequenos precisam se manter, pois geram imposto e empregos”, citou Savanim. Em seguida, o presidente do Sindicato Intermunicipal do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios do Rio Grande do Sul (Sindigêneros), Aldérico Zanettin, mostrou-se contrário a ideia, afirmando que é a favor da livre iniciativa no comércio. “É esta a posição do nosso sindicato”, disse. O diálogo entre os participantes continuou alternando as proposições até o seu final, quando o prefeito Tarcísio solicitou que cada um dos presentes reflitam sobre o assunto. “O governo também continuará estudando alternativas”, concluiu.

O que disseram os participantes:

“Sou a favor do veto. Entendemos que cada um faz a livre iniciativa”
Aldérico Zanettin – presidente do Sindicato Intermunicipal do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios do Rio Grande do Sul (Sindigêneros)

“Domingo é dia de descanso. Gostaríamos que a lei atingisse todo o comércio da cidade”.
Vitor Gatelli - Presidente Sindicato Comerciários

“Queremos que a dignidade da vida seja preservada. O ser humano merece o domingo como dia de descanso. Mas como vivemos em uma sociedade complexa, que seja realizada uma Consulta Popular”
Hardi Brandenburg – pastor da IECLB

“Sou contra, pois defendo a livre iniciativa”
João Francisco Micelli – representante da Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do RS (Fecomércio)

“Pela mobilização que foi criada e por acreditar que essa lei vai auxiliar os pequenos empreendedores, sou a favor. Vai dar um fôlego aos pequenos mercados em relação aos grandes”
Juelcir Savanim – representante dos mini mercados

“Esse projeto vem resgatar um pouco do domingo. Acredito que o homem tem direito a um dia sagrado. Nós não somos máquinas, somos pessoas humanas”
Dom Zeno Hastenteufel – bispo Igreja Católica

“Isto contribui para a diminuição do turismo no município”
Renato Correa da Silva – presidente do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Novo Hamburgo



“Assim se estabelece aos comerciários, no mínimo uma parte do domingo para descanso, uma vez que, por exemplo, não são oferecidos serviços públicos nesses dias para dar suporte a quem trabalha”.
Luiz Fernando Lemos – Fecosul

“O domingo foi instituído por Deus como o dia do descanso”
Aleino Rodrigues da Costa – pastor da Igreja Assembleia de Deus

“A restrição no horário é um tiro nó pé. Mas precisamos nos ajudar no comércio e criar um sistema de defesa”
Leonardo Silveira – presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Novo Hamburgo

“Temos que manter a chama da cidade do calçado acesa, se o comércio não estiver aberto, o que vamos faze em nossas cidades?”
Gerson Müller – presidente do Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas)

“Falo em nome das 1.155 empresas associadas, destas 100% são a favor da posição da ACI que é o veto do prefeito, pois acreditamos na livre iniciativa”.
Fátima Daudt – presidente da Associação Comercial e Industrial de Novo Hamburgo (ACI)

“Somos a favor da livre iniciativa. As empresas têm direito de abrir e ter sua liberdade de escolha quanto ao horário. Entretanto, respeitamos a posição do Sindicato”.
Francisco Miguel Schmidt - gerente executivo da Associação Gaúcha de Supermercados

SEU DINHEIRO - Luiz Percy Denardin




Denardin Assessoria Empresarial Ltda.



MERCADO FINANCEIRO 01.09.09


Segue abaixo, novo comentário do William , economista e empresário domiciliado nos USA nos últimos 30 anos.

"A palavra inadimplência sempre foi um símbolo de incompetência e até vergonha nos meios mais conservadores dos negócios nos Estados Unidos. Hoje, porem, com a crise já passa a ser parte do cotidiano de certas grandes empresas americanas. Ou seja, devo, e só pago quando puder e como puder. Por exemplo, um cliente devendo 100 mil dólares decide pagar em prestações módicas de 2 mil por mês, a alternativa de colocar em cobrança judicial provavelmente resultará na mesma prestação de 2 mil menos os custos que podem chegar ate 30% da divida. O que vemos com a crise é uma geração de executivos especializados em calote de alto nível. Outro dia recebi uma carta circular de uma grande empresa no ramo moveleiro mencionando que doravante todos os pagamentos sejam quais forem serão feitos após 90 dias da data de entrega da mercadoria. O único problema é que a circular inclui todas as entregas inclusive a já efetuadas a mais de 60 dias. Para resumir a economia nos Estados Unidos não só esta chegando ao fundo do poço em termos financeiros, mas em termos morais como é o caso de certas empresas. "

Principais bolsas norte-americanas com forte recuo.

Lá fora, o primeiro pregão do mês de setembro trouxe perdas aos principais mercados globais, que ignoraram bons indicadores econômicos do dia de hoje, com as dúvidas sobre a solidez das recentes altas, seguem preocupando os investidores, e estendendo o movimento de realização de lucros. O setor bancário liderou as perdas do dia nos EUA, com os ativos da seguradora AIG despencando 20,58% e se destacam entre as baixas, após analistas se mostrarem descrentes com os fundamentos para o setor diante de fortes ganhos acumulados. Também destaque para os ativos do Citigroup que caíram 9,20%, os do Morgan Stanley caindo 5,21% e os do Bank of America recuando 6,42%. Já no setor automobilístico, a Ford que viu seus ativos desvalorizados em 4,74%, anunciou aumento de 17% nas vendas no mês de agosto-, enquanto a Chrysler reportou queda de 15% no período. Também anunciado, que a GM recuou de 20% em suas vendas na comparação com agosto de 2008.


Já o Petróleo, terminou o dia despencando sua cotação, por conta do pessimismo vindo dos mercados asiáticos. A queda de 6,7% no principal índice acionário da China deixou investidores apreensivos com as perspectivas do segundo maior consumidor de óleo bruto do planeta, impulsionando a queda nos preços vista durante o dia. EmLondres o BRENT fechou a US$ 69,65 ( forte recuo de 3,90% ) e em Nova York, na Nymex fechou cotado a US$ 69,95 por barril ( forte recuo de 3,82% ).



Por aqui, na cauda dos resultados externos, o indice doméstico sofreu novo recuo, e hoje com as empresas do setor imobiliário registraram novas perdas. Além do noticiário corporativo e indicadores econômicos, o mercado também ficou atento ao primeiro dia de reunião da cúpula de política monetária do Banco Central, em que será decidido o futuro da taxa básica de juro do País, e cuja decisão do comitê será apresentada amanhã. Destaque para para a divulgação do IPC-S (Índice de Preços ao Consumidor - Semanal), que marcou inflação de 0,2%, taxa 0,01 ponto percentual abaixo da medição anterior, menor resultado desde a quarta semana de junho de 2009. Também foram avaliados os números da balança comercial, que registrou na última semana de agosto um saldo positivo de US$ 647 milhões, totalizando no acumulado do mês um superávit de US$ 3,074 bilhões. Oscilando entre os 55.764 pts. e os 57.001 pts, com um volume financeiro de R$ 5,35 bilhões, oIBOVESPA acabou fechando aos 55.814 pontos, representando uma queda de 1,19% em relação ao fechamento anterior. No diário em Linha de Tendência de baixa, no canal lateral 55.224 / 57.052.

Os principais ganhos do dia ficaram por conta dos ativos da GOL PN ( 3,98% ), Klabin PN ( 2,19% ), Light ON ( 2,18% ), Eletropaulo ( 1,37% ), e TIM Part PN ( 1,01% ). As maires perdas do dia ficaram por conta da Cyrela ON ( 6,71% ), ALL Unt ( 4,11% ), Sabesp ON ( 4,03% ), Rossi Res ( 4,01% ) e Gafisa ON ( 3,52% ).


Já o dolar comercial, após registrar rceuo de quase 1% pela manhã, inverteu a trajetória pela parte da tarde, inaugurando a sétima alta consecutiva , renovando a sua máxima desde o mes de julho e com a tradicional intervenção do Banco Central realizando compra no mercado a vista. A moeda norte-americana fechou cotada hoje a R$1,9030 apresentando um avanço de 0,85% em relação ao fechamento anterior. No ano de 2009 a desvalorização chega a 18,49%. No mercado paralelo encerrou com avanço e foi negociada a R$2,0200, representando um ágio de 6,15% em relação ao dólar comercial.

INDICES INTERNACIONAIS
Dow Jones - queda de 1,96%
Standard & Poor's 500 - queda de 2,21%
Nasdaq - queda de 2,00%
FTSE 100 - queda de 1,82%
Nikkei - alta de 0,36%
Merval - queda de 1,79%
WINFUT queda de 0,87% - 56.340,00 pontos - no ano 49,57%
IBOVESPA queda de 1,19% - 55.814,96 pontos - no ano 49,58%
Segue abaixo o fechamento de hoje dos principais ativos e ao lado o resultado acumulado de 2009.
- BVMF3 queda de 3,18% - 11,25 ( MIN 11,19, MAX 11,70 ) no ano 91,00%
- PETR4 alta de 0,70% - 31,60 ( MIN 31,40, MAX 32,07 ) no ano 38,35%
- VALE5 queda de 0,97% - 32,58 ( MIN 32,52, MAX 33,30 ) no ano 36,38%
- GGBR4 queda de 1,63% - 21,70 ( MIN 21,61, MAX 22,56 ) no ano 44,09%
- ITUB4 queda de 2,85% - 31,05 ( MIN 31,03, MAX 32,13 ) no ano 18,97%
- CSNA3 queda de 0,86% - 48,60 ( MIN 48,45, MAX 49,95 ) no ano 67,59%
- USIM5 queda de 1,47% - 43,65 ( MIN 43,51, MAX 45,07 ) no ano 64,59%
- CYRE3 queda de 6,71% - 22,10 ( MIN 22,10, MAX 23,99 ) no ano 143,39%
- RSID3 queda de 4,01% - 11,48 ( MIN 11,27, MAX 12,19 ) no ano 210,27%
IBOVESPA - Chegou a subir 0.90% na primeia hora de pregão ( máxima do dia ), quando inverteu e caiu até o final, apresentando a minima do dia , 10 minutos antes do encerramento. Acabou fechando aos 55.814 pontos, representando uma queda de 1,19% em relação ao fechamento anterior. No diário em Linha de Tendência de baixa, no canal lateral 55.224 /57.052.
MIN do dia 55.764 pontos / MAX do dia 57.001 pontos

SHOW DE MOTIVAÇÃO PARA O TRATAMENTO DAS MENINAS OLÍVA E FERNANDINHA




CONVITE

Para aqueles que tem filhos, netos, ou ainda que tenham a sensibilidade e generosidade dentro de si, peço que auxiliem, seja da forma que for; necessariamente não precisa ser com a presença nesta palestra -embora seja esta a razão inicial da mensagem-, existem inúmeras outras formas possiveis (acessem o site e entendam esta mobilização www.olivinha.com.br .)

O resultado financeiro, de cada uma das ações, sejam elas individuais ou coletivas, será aplicado integralmente no deslocamento e cirurgia de ambas.

O que se pede com isso é tão somente:
-"Oportunidades iguais para quem a vida deu um caminho diferente".

Contamos contigo.


'Quando caminhamos nos caminhos certos, haverá sempre, mãos estendidas para nós'.


Angela M. Alano

PAPO DE CULTURA - Ione Jaeger









CONGONHAS
126 – Sô Leandro
Benedito Franco


À noite, na casa do Sô Leandro, tinha eu as primeiras aulas e noções de música – na rua da Serraria, Cel. Fabriciano. Adorava escutar e seguir a banda do Sô Leandro, talvez por eu ser neto do Sô Pedro Araujo, tocador de tuba. Vovô Pedro formava um conjunto perfeito com a tuba: os dois parrudos e do mesmo tamanho!

No Seminário, em Congonhas, quando entrei para o primeiro ano - fiz antes o admissão - pedi para entrar nas aulas de piano ou harmônio e não consegui. Em capas de cadernos desenhei um teclado; colocava-o em cima da carteira e tocava, ou melhor, dedilhava minhas supostas músicas. Padre Lima, que me vetara para aprender piano ou harmônio, vendo aquele piano em cima de minha carteira, compadeceu-se de mim, encaixou-me numa aula de harmônio, tendo como meu primeiro professor o Padre Penido. Dom Lara e o Padre Henrique posteriormente foram também meus professores.

Tomava parte no coro e na Schola Cantorum, uma turma dos doze melhores cantores especializada em canto gregoriano – Pe. Anselmo e Pe. Borges os regentes.
Na banda de música, a furiosa, tocava saxofone, em mi bemol – aquele reto, mas gostava de experimentar todos os seus instrumentos ou regê-la de quando em vez.
Em casa tenho um piano que foi do Seminário, que os Padres Redentoristas deram para a Celma, minha irmã, e ela passou para mim. Esse piano, francês de 1932, tem cepo de madeira, um som suave e doce – tipo do que Beethoven aperfeiçoou – pode ser desmontado em segundos – pena que desafina no tempo de chuva – a madeira incha e as cordas bambeiam.


099 - Qui bene cantat, bis ora!

Quando tinha uns sete anos, Padre Deolindo chamou-me para ser coroinha e ensinou-me as respostas da missa - tudo em latim.
Eu papagaiava meu latinorum, sem mesmo entender que havia o latim ou outro idioma. Graças a Deus que o Concílio Vaticano Segundo (1962-1965) substituiu o latim pelos idiomas locais!

Indo para o Seminário de Congonhas, nos sermões ouvia duas frases constantes e marcantes: uma era esta de Santo Agostinho (354-430 aD), pois logo fui ser cantor no coro orfeônico: Qui bene cantat, bis ora - Quem canta bem reza duas vezes.
Na leitura do latim, a consoante final de uma palavra se liga à vogal inicial, se a houver, da palavra seguinte. Ouvia a frase de Santo Agostinho... e aquele bisora (bis ora) não me saía da cabeça. Como o Padre não traduzia, quase todos, eu não, entendiam - ficava eu grilado e procurando saber o que tinha a ver cantar com besouros! Pelo menos se fosse grilo!...

A outra era a frase de Santo Afonso Maria de Ligório, fundador da Congregação Redentorista - um dos sábios Doutores da Igreja, cujos livros já tiveram mais de um milhão de edições: Quem reza se salva, quem não reza se condena.
Numa das visitas que mamãe me fez, levou-me um belo livro, Meditações, escrito por Santo Afonso. Nesse livro, o inferno é descrito e pintado com cores tão vivas, dignas do Dante, que eu até tremia e me arrepiava quando lia algumas dessas meditações – com meus pecadinhos juvenis, chegava a sentir um pouco o calor do fogo do inferno.


101 – O latinorum da missa!

O Concílio Vaticano Segundo (1962-1965) substituiu o latim pelos idiomas locais na liturgia - acabando com o latinorum das missas e das liturgias da Igreja. Aliás, obrigou-se o Padre a celebrar a missa em sua língua pátria. Hoje, o Papa Bento XVI determinou que é permitido rezar missa em latim – eu gostaria de assistir a uma dessas!

E não era só a missa em latim, com o Padre dando as costas para o público, que o fiel deveria suportar: havia também o latim do batizado, da extrema unção ou da encomendação fúnebre, da crisma e de tudo mais da igreja.
Para a gente comungar, deveria ser em jejum absoluto – já viu que missa à noite não havia, só até ao meio-dia! E não se podia tocar na hóstia e muito menos tomar o vinho, como hoje acontece muitas vezes.

E ainda diziam pra gente que as rezas em latim, só de ouvi-las, valiam mais que as rezadas em português! Dá pra entender?... Nem a ordem e muito menos o latinorum!
No Seminário eu falava para os padres que preferia rezar em português.