sábado, 22 de agosto de 2009

PAPO DE CULTURA - IONE JAEGER

P O E M A O B L Í Q U O

Poesia de amor?
Cruzes, não faço mais!
Faço a poesia sem rima
sem métrica, sem estilo, sem par
Não me anima poesia de salão
de alcova, de cozinha, de banheiro
Faço a poesia do carrinho do supermercado
abarrotado, puindo o meu dinheiro,
que é pouco!
Faço poesia, onde não há poesia.
Alguém disse:
(parece que foi Confúcio se
o cérebro confuso não me trai...)
“a educação começa pela poesia...”
Para não ser mal-educada...
bem, deixa pra lá!
Faço poesia!
Poesia do pão dormido – o regime,
adormeço o pão para eu emagrecer
e fico acordada sem sono, barriga vazia,
(que crime!)
Poesia da ida ao banco pra ver a conta
...estourada!
impresso no extrato o saldo
psiu! em vermelho.
O joelho dói
a fila não sai do lugar
Poesia na barbearia
manhã de inverno
(que gelo!)
o gordo careca de sobretudo
terno e cachecol corta o cabelo
Poesia do cara - pau d’água
no bar da esquina
pede a décima primeira saideira
volta pra casa vazia
(a companheira não aguentou!)
Poesia da moça-menina
boneca de louça de “bisquit”
tatuado no seio, feroz dragão
cuspindo desejos de fogo
(não me vê!)
Poesia das rosas vermelhas na calçada
esperando comprador,
a rua apinhada
e o mercador berrando ao meu lado:
“olha o pãozinho de queijo. . . de minas!”

Poesia das sujas calçadas
a mulher agachada,
esmolando,
pedindo perdão
por um mal que eu não fiz!
Poesia, infeliz, alguém conversando
comigo, pintando no tempo vivido
os dias somados – um troço atroz!
- imagens sem causa -
me diz sorridente
simpático, indulgente:
“Poesia da longevidade!”
Ai de mim! Ai de mim, aos setenta!
Aos cem, minha linda, certamente
chamar-me-ás - Matusalém

Ione Jaeger – abril de 2002

DIRETO DO RIO DE JANEIRO - Nelson Tangerini





RAUL SEIXAS



Ele era “baiano de Quenguenhem, onze horas de mula e doze de trem”. E dizia, com orgulho, que era o único baiano que não era filho de João Gilberto. Dizia-se esquizofrênico. Chegou a anunciar, certa vez, que se candidataria a Presidente da República.
Quando compôs Ouro de Tolo, uns imbecis o chamaram de profeta do Apocalipse. Mas eles só vão entender o que Raul Seixas falou no esperado dia do eclipse.
Conheci Raul no Teatro Ipanema, na estréia do show Bandido, de Ney Matogrosso, que cantava Metamorfose Ambulante, música que entraria no disco Pecado, de Ney.
Pedi, então, um autógrafo a Raul. Sempre fui fã dele. Tenho seus discos. Acreditava na loucura em que vivia. Ele sempre nos dizia as verdades por trás da loucura e do humor.
Por fim, ele autografou o programa do show Bandido. Nunca consegui decifrar a dedicatória, o que Raul escreveu. Só consegui entender o autógrafo: “Raul Seixas”.
Para os xenófobos, ele mostrou que o baião é rock´n´roll. Para os analistas, ele mostrou que o diabo é o pai do rock, que “enquanto Freud explica, o diabo dá os toques”.
Talvez alguém tenha levado Raul a sério: “Sociedade alternativa é um sapato em cada pé; é o direito de ser ateu ou de ter fé”.
Muitas músicas de Raul serão lembradas, tocadas, regravadas. Tinha muito talento. Compôs Ouro de Tolo, Gita, Maluco Beleza, O dia em que a Terra parou, Trem das sete, entre muitas outras.
Para o momento em que vivemos, é bom lembrar dista: “Sonho que se sonha só / é só um sonho que se sonha só, / mas sonho que se sonha junto é realidade”
Raul teve sua época áurea. Ultimamente, vinha sendo boicotado pela mediocridade que toma conta das rádios. (*)

(*) No dia em que conheci Raul Seixas, estava acompanhado de minha mãe, Dinah Marzullo Tangerini [1917-2005], fã de Ney Matogrosso e Raul Seixas. Este texto foi publicado na coluna Opinião, do Jornal O DIA, do Rio de Janeiro, RJ, na segunda-feira, 2.10.1989.

Nelson Marzullo Tangerini, 54 anos, é escritor, jornalista, compositor, fotógrafo, poeta e professor de Língua Portuguesa e Literatura. É membro do Clube dos Escritores Piracicaba [ clube.escritores@uol.com.br ], onde ocupa a Cadeira 073 – Nestor Tangerini.

nmtangerini@yahoo.com.br, nmtangerini@gmail.com

http://narzullo-tangerini.blogspot.com/

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Prefeitura elabora projeto para aperfeiçoar Iluminação Pública em Novo Hamburgo

Para proporcionar maior eficiência no sistema de iluminação pública da cidade de Novo Hamburgo, a Secretária de Obras Públicas e Serviços Urbanos (SEMOPSU), contratou uma empresa de engenharia para realizar um diagnóstico e montar o projeto de Eficientização da Iluminação Pública.

Uma pesquisa recente feita pela SEMOPSU aponta que dos atuais 22 mil pontos de iluminação existentes na cidade, cerca de 25%, ou seja, 5,5 mil locais, contam com um sistema ineficiente. A consequência disto é que, a cada precipitação de chuva, acompanhada de vento, os equipamentos sofrem avarias, deixando algumas localidades sem luz. Em fase inicial de elaboração, o plano mostrará quais os bairros mais afetados e que precisam de substituição imediata das atuais fluorescentes por lâmpadas de vapor de sódio de 150 watts. Modernas e eficientes, as lâmpadas de vapor de sódio possuem vida útil de até 32 mil horas (ou quatro anos) e há algum tempo já estão sendo adotadas em metrópoles como São Paulo, Curitiba e Porto Alegre.

Esse tipo de lâmpada possui ainda uma intensidade luminosa superior às fluorescentes, proporcionando aumento de iluminação na área onde ficam os postes. Além disso, a troca por equipamentos mais eficientes, contribuirá para reduzir o desperdício de energia elétrica e dará maior segurança aos pedestres. “Anualmente a Prefeitura gasta R$ 800 mil com a iluminação. Queremos que esse valor baixe para, no mínimo R$ 600 mil”, declara o diretor geral da SEMOPSU, Heitor Lermenn.

Os problemas no sistema de iluminação pública da cidade de Novo Hamburgo costumam aparecer, principalmente, após períodos de chuva intensa acompanhada de vento. São nestas ocasiões que as cinco equipes de rua da Diretoria de Serviços Urbanos (DSU) entram em ação. Semanalmente as equipes recebem cerca de 160 reclamações sobre situações referentes a iluminação.

Conclusão do estudo permitirá ao município aderir ao projeto ReLuz
Após a conclusão do estudo, o projeto de Eficientização da Iluminação Pública do município será apresentado ao governo federal. Com ele, a Administração pretende obter recursos por meio do Programa Nacional de Iluminação Pública e Sinalização Semafórica Eficientes (ReLuz). O Projeto Reluz busca desenvolver sistemas eficientes de iluminação pública procurando melhorar as condições de segurança nas cidades brasileiras.

MIRANTE - Marcelo de Quadro




O dia em que a Ética se enforcou, de vergonha, no Senado

Dia 19 de agosto de 2009. Este dia entrou, miseravelmente para a história. O Senado, no Brasil, não respira mais. Foram arquivadas as denúncias contra o seu presidente, o Senador José Sarney. Desesperada, a Ética se enforcou. Não suportou tamanha falta de vergonha explícita. Morreu e se enterrou, definitivamente, depois que estranhamente o Presidente Lula colocou a sua mão sobre o senador Sarney, para protegê-lo das diversas denúncias de irregularidades que pesavam sobre o autor dos ‘Marimbondos de fogo’. O ex-presidente que é do Maranhão, onde sua filha Roseane é governadora, mas que elegeu-se pelo estado do Amapá. É tudo muito estranho. E o PT, que é governo, virou como que uma espécie de prostituta da política moderna no Brasil. Quem ouve e vê nem acredita. Mas são apenas fatos e nada mais. Será fisiologismo presidencial?!

Agora já não adianta as viúvas fazerem coro em choro, resmungando que vão tirar lições do fato e que a vida continua. É mentira, são mentirosos. Não há mais vida. Um novo estado da matéria tomou conta da política nacional, mas principalmente no Senado. Agora tudo lá é pastoso e cinzento. De longe sentimos o cheiro de enxofre, da putrefação e outros similares. Só restou cinza e solidão. A serpente do poder enganou a todos e fê-los comer do fruto proibido; mentindo que permaneceriam num ‘mar-de-rosas’, ou no paraíso, para quem acreditou. Oh, Evas da política! Até quando vos suportaremos assim: ingratos, mentirosos, fracos, repugnantes?

Sabiam que estavam sendo pressionados a mentir e a enganar o povo. Mesmo assim fizeram. Permitiram-se enganar e enganaram os demais, a nação. Será que ‘rolou’ jeton?! Agora é tarde para tentarem comprar óleo para suas lamparinas apagadas. A sua luz não brilha mais. Ninguém mais quer ter parte com esse tipo de gente corrupta, corruptora, medrosa, interesseira e desinteressada de colocar em prática os discursos pregados para se eleger. Esse tipo de político não pode mais ser adquirido (votado) nem com receita médica. Esses são aqueles que vêm com a tripla tarja preta: não devem falar, não ouvem a comunidade e não enxergam a areia movediça onde se meteram.

Aliás, se algum deles ainda se considera digno da função que se demita, por que o Senado perdeu a validade. Este time não tem mais condições de classificação. Não honrou a camiseta, nem o alto salário recebido. Não merecem nem ser vereadores nas suas cidades. Mesmo não sendo possível voltar no tempo (pelo menos ainda não na forma física) precisamos usar o controle remoto e mudar o canal nas urnas. Esses homens ou essas siglas devem ser banidas da nossa mente. E não adianta dizer ou acreditar que nesses partidos existem pessoas confiáveis. Sabemos que isso não resolve, pois quem manda nesses partidos é do Mal. Então, se há alguém que ainda respire, tome sua cruz e siga por outro caminho. Se permanecer nesta casa será vítima do Herodes político. Não há outro jeito. Pegue sua família e caia fora hoje. Um dia a mais nesta selva pode significar a sua morte política. Os animais são ferozes, estão famintos e soltos. Não tem como se salvar no meio deles.

Mas nós bem sabemos quem são os responsáveis por essa Nova ‘Desordem’ Política Nacional. São aqueles que, antigamente na oposição, brigavam e pregavam a ética, ameaçando até, alguns deles, pegar em armas para livrar o país de uma ‘corja’ que envergonhava o Brasil perante outras nações. Essa teoria e conversa nos vendiam como liturgia diária, nos altares sacros e outros palcos oportunistas. Estavam sempre lá, batendo na mesma tecla e insistindo na necessidade e urgência da mudança, para o bem de todos. Lutaram contra a ditadura, alguns morreram por essa causa. Sempre sustentando que a verdade deveria prevalecer e vir à luz. Doesse a quem doesse.

Fundaram um novo partido e nele colocaram um sobrenome de gente trabalhadora. Continuaram lutando e chegaram ao poder. A esperança tinha vencido o medo. Agora a verdade prevaleceria. A luz brilharia nas trevas e haveria felicidade e fartura para todos. Mas o filme não tinha acabado. No intervalo comercial mudaram o roteirista, a pedido do novo patrocinador. O novo roteirista chegou fazendo mudanças de elenco e de funções. Dizia ele que alguns ‘mocinhos tinham que virar bandidos e bem assim alguns bandidos tinham que ser os novos mocinhos’. Adiantou que o brasileiro está acostumado com estes enredos nas suas novelas e por isso não iria estranhar nem reclamar. No máximo diria que era mais uma novela filmada num novo cenário, mas que no final, como nas últimas novelas, nem sempre os bons vencem. Além do mais era preciso continuar exportando esses feitos. E lá fora o estrangeiro tinha um padrão de qualidade diferente do estávamos acostumados a produzir.

Mudanças eram necessárias. Até alguns ‘artistas estrangeiros’ seriam contratados para encorpar a trama e dar mais veracidade nas cenas. Afinal, eles já tinham experiência de outros governos, aliás, de outras tramas. Era preciso sair da primariedade e entrar na era do profissionalismo. Nunca na história deste país se mudou tão rápido da teoria para a prática. Era preciso gente que fosse boa de câmera(de foco)e decorasse rápido as suas falas. Não importava se já tivesse feito papel de vilão. Era esse tipo de programação que vendia e que podiam atirar, todo dia, no colo do trabalhador e sua família, que chegavam em casa cansados. Aliás, mesmo assim, feliz por poder trabalhar quase meio ano só para pagar o imposto dos artistas que detém o poder.

Voltando dos comerciais, recomeça a trama. Agora já não adianta senadores, como Cristóvão Buarque, virem a público dizer que o Senado é fundamental para a Democracia, por que não vai resolver nada. Chega dos discursos de Pedro Simon e sabe-se lá quem mais! Chega! São palavras jogadas ao vento. O gás acabou, bem agora José?! Ninguém mais acredita numa só palavra que venha de políticos ligados a esta casa e a esta casta; muito menos vamos acreditar nas suas promessas e ações.

Lembram quando em 1989 o agora Presidente da República, senhor Lula, criticava a direita diuturnamente? Chegou a chamar o senhor Sarney de ladrão. E agora esse mesmo Lula, apenas vestido de Presidente, obriga toda a sua bancada no Senado a proteger o senhor, outrora nominado ladrão, Sarney. Tenha paciência, pois isso ainda não é o fim!

Só não me venham prender negros e pobres, atulhando as prisões imundas, piores do que o inferno, para dizer que estão preocupados com Justiça e que querem dar a sensação de segurança. Aliás, depois do que temos visto na política, as prisões parecem estar repletas de gente inocente.

Nós, que somos pequenos, sabemos que o exemplo é a melhor escola. Por isso, a partir de agora, sabemos que o bonito, e o ‘certo’, é fazer o que o Presidente Lula, o Presidente do Senado, senhor Sarney, e todos os senadores que defendem o governo fizeram. Ou seja, fazer exatamente aquilo que é errado, que é inominável, que é vergonhoso e revoltante. E depois de tudo isso ainda vir a público dizer que fizeram a coisa certa. Pelo menos o que é melhor para o país. Claro que não vamos cair nessa! Vamos permanecer fiéis, firmes e, de preferência, longe destes políticos. Precisamos criar uma nova classe política. Acabar com esse lodaçal fedorento.

E o presidente Lula ainda arrumou tempo para, além do mais, dizer que não há crise no governo e não há crise no PT. Imaginem se soltarem a CPI da Petrobrás... Aí, certamente, faltará ratoeira para tantos roedores. Mas claro que esta dificilmente vai sair do papel também.

Se terminar esta miséria que é o Senado, teremos, por ano, mais de 2 bilhões de reais para investir em Educação gratuita e de qualidade, para a população de baixa renda. Precisamos de muita Educação de Qualidade no Brasil. Ética e Moral precisam ser ensinadas nas tenras classes, enquanto ainda é possível ouvir e entender. Deixar este fruto amadurecer para, enfim, mudar de fato a nossa sociedade para melhor.

Enquanto existir Senado, os pobres, negros e outros menos privilegiados continuarão tendo que esperar por cotas, assistindo ao jogo jurídico dos poderosos que querem interromper esse processo, para ficar com todas as vagas nas universidades públicas e noutras áreas. Aliás, aqui há uma distorção diabólica. As universidades federais são de particulares, dos ricos, que não pagam nada e lá estudam por conta do governo; e guardam o seu dinheirão para gastar num doutorado, no exterior. Depois de formados eles vêm ser Senadores, Deputados, Ministros ou Representantes de grandes empresários, daqui ou lá de fora.

Já as universidades particulares, essas são as públicas, na verdade. Daquele cidadão que fez os seus estudos à noite, trabalhou e trabalha de dia, às vezes aos sábados, para dar todo o seu dinheirinho para as universidades particulares e , na maioria das vezes, nunca mais recuperar; pois as profissões que pedem esses formandos não pagam adequadamente, mesmo quando há vaga.

Ah, e tem mais uma: Não me venha o PT, a partir de agora, querer criticar qualquer ato insano da oposição maldita. É só o que faltava! Enquanto não limparem, bem limpinho o 'bumbum do seu partido', não tem mais como dizer que a criança do vizinho está com as fraldas molhadas. Por favor, vamos parar por aí! Chega de falso moralismo e discurso irado e vazio. Queremos artistas que convençam por suas obras longe do palco. No palco sabemos que só estão representando. E muitos nem sabem o que estão fazendo lá; só estão cumprindo ordens do chefe. Paciência para estas brincadeirinhas, que nem criança faz mais, tem limite. E o limite extrapolou, há muito tempo, as medidas.

A partir de agora, como cantava Tim Maia, ‘Vale tudo’. A Ética entregou os pontos. Se rendeu. Até a chegada do PT ao poder algumas coisas não podiam ser feitas. Ainda existia um resquício de ética na política. Agora não tem mais essa. Acabou. Está morta e enterrada a ética deste governo e a deste Senado. Nada mais é possível. O líder do PT, no Senado, Aloizio Mercadante, ameaçou deixar a liderança. Foi apenas a deixa para o próximo capítulo. Mas depois de uma conversa com o Presidente Lula, voltou atrás. A novela ainda não tinha chegado ao fim.

Se fosse alguém de qualquer outro partido, o Brasil teria parado. Teríamos no dia seguinte, na frente do Congresso, caras-pintadas, MST, professores da rede pública, sindicalistas e outros movimentos conhecidos. Mas como foi com o PT nada se fala e nada se vê. Os movimentos estão anestesiados. São apenas partidários. Não são pela verdade e pela ética. É este o Admirável Mundo Novo, onde o Grande Irmão controla tudo e mesmo assim diz que não sabia de nada. Embora o crime tenha ocorrido no seu quarto e com a sua esposa. Ah, República!!! 'Oh, que saudade dos tempos de república'.

Mas as grandes explosões são exatamente assim. Parecem subterrâneas e, de repente, vem a erupção. Aí será tarde demais. Não teremos tempo, nem condições de fugir. Quem tem um pouco mais de 50 anos sabe do que estou falando. E já temos, de novo, países na América Latina falando e se preparando para viverem novas ditaduras. Mas não do proletariado. Novamente militares.

O governo proletário tomou o melado como se fosse água. Aí veio o lambuzo. Quem já teve a oportunidade de ler a Revolução dos Bichos, de George Orwell, falando da Revolução Russa de 1917, sabe até onde essa loucura desmedida e ânsia pelo poder total pode levar. No fim é a mesma coisa. Os próprios membros do partido do governo, na ânsia de permanecerem no poder como principais, procuram fazer acordo até com o demônio, se for necessário e possível, para manterem suas posições. É a desgraça da revolução permanente. Não há corrupção que segure sem se alastrar. É como um câncer que, mesmo tratado, se esconde e vai tomando todo o corpo. E, neste caso, não há Polícia Federal, nem Ministério Público Federal que dê jeito. É o Apocalipse.

E, para terminar, uma perguntinha: você não acha que dez deputados federais, por Estado, seriam suficientes? Vejam a economia que faremos e quanta dor de cabeça a menos teremos, com tanta falcatrua que deixará de existir?

Com mais essa economia, além dos senadores, o governo poderá investir em infraestrutura e geração de emprego e renda. Quem sabe dobrar o valor do Bolsa Família! E quando não mais precisar desta esmola, investir no Turismo, no Lazer, na Previdência Social, na Saúde, em tantas coisas necessárias, urgentes e dignas. Já ouviu falar em Saúde de graça e de qualidade para a comunidade? Principalmente para as crianças e para os idosos?! É possível fazer um grande e venturoso país, com menos políticos e corrupção zero. Aí teremos coragem de cantar novamente, a plenos pulmões, o Hino Nacional e o Hino da Independência. Hoje, nem compreendemos o que significa aquilo que pronunciamos. ‘Que país é este?’ Chega de mosca na sopa.
E tem mais... Mas fica para a próxima.

Prefeitura promove Ruas de Lazer no bairro Santo Afonso

A Secretaria de Educação e Desporto (SMED) promove neste sábado, dia 22 de agosto, mais uma edição do Ruas de Lazer. O projeto, que ocorre em parceria com o SESC/NH, será realizado das 9 às 12 horas ao lado da Escola Municipal Padre Reus, no bairro Santo Afonso (Rua Flamengo, 186).
As atividades do Ruas de Lazer proporcionam momentos de entretenimento, descontração e bem-estar para a população. Os moradores da região poderão praticar esportes como mini-vôlei, xadrez, basquete e futebol, além de participar de brincadeiras orientadas, como cama-elástica, brinquedos infláveis e pintura. Em caso de chuva, o evento será cancelado.

O quê: Ruas de Lazer
Quando: Sábado, dia 22 de agosto, das 9 às 12 horas
Onde: ao lado da escola municipal Padre Reus (Rua Flamengo, 186 – Santo Afonso)

PAPO DE CULTURA - Ione Jaeger






PRIMAVERA



Toda vez que ouço a palavra primavera remonto-me a 1944, mistura de emoções toma conta das minhas lembranças. Morava em Cruz das Almas, estava no quarto ano da professora Amenália – uma escola reunida onde vinte alunos, de 1º ao 5º ano, freqüentavam a mesma sala.
Aproximando-se a entrada da primavera, Amenália motivava a turma para festejar a estação das flores. Cantávamos sobre o tema todos os dias no final da aula. Estava programada uma hora de arte – danças, teatrinhos, poesias – para o dia 21 de setembro, uma quinta-feira, no pátio escola tendo por cenário árvores e céu azul.
Deu-me a professora, a poesia A PRIMAVERA, de Guerra Junqueiro para declamar...
Meu Deus do Céu! Tentei cair fora de todos os jeitos. Nada falei em casa, porém um encontro casual na faculdade, Amenália dedou-me:
– Doutor Rocha, a Ione vai recitar poesia na hora cívica...
Meu pai, diante da comunidade doméstica – minha mãe, meus irmãos – todos sentados à mesa jantando, a cozinheira servindo, escancarou o conflito que me abatia:
– Vais declamar poesia na festinha da escola, Ione?
Que bomba! Época da Guerra, canhões troavam na Europa e uma granada estourou na minha timidez. O que respondi apenas meus pulmões e o diafragma ouviram. Baixei os olhos e engoli um sim. Meu pai continuou:
– Depois do jantar, mostra-me a poesia!
Pensei que ele ia esquecer, que nada! Chamou-me e retornou a sentença. Obedeci, entreguei-lhe a folha com a minha desdita:



A PRIMAVERA


A primavera opulenta
Rica de cantos e cores,
Palpita, anseia, rebenta
Em cataclismos de flores.

Polvilha de ouro e de prata
O campo, o bosque, o vergel;
Aos seus lábios de escarlata
Vai buscar a abelha o mel.

Enroscam-se aos troncos nus
As verdes cobras da hera,
Radiosos vinhos de luz
Cintilam pela atmosfera.


Diariamente, até o dia da festa, meu pai chamava-me à sua presença e, junto comigo, decorávamos A Primavera. Tinha imponente paciência, não brigava, mas pedia de minuto em minuto a minha atenção. Explicou-me o significado das palavras: opulenta, cataclismos, vergel, cintilam. Perguntou-me se eu não achava a poesia bonita...

Só que ele não sabia – eu nada tinha contra a poesia, a primavera, Guerra Junqueiro (nem sabia quem era). Nada contra a opulenta, os cataclismos, o vergel, muito menos nos que cintilam. Minha angústia era declamar na frente de um público, subida numa caixa - palco improvisado, o meu cadafalso.

Faltava menos de uma semana para o evento. Eu vivendo o terror de um conflito: de um lado, querendo participar do momento festivo da chegada da primavera, recitar a poesia; e do outro lado, tremendo e temendo subir no palco, violentando a timidez idiota, atrevida, que agora voltou para fazer-me companhia no inverno da vida, cobrar a dívida da infância.

Rezei tanto, os santos tiveram compaixão de mim e, no dia 21 choveu muito, não houve a festinha...


Ione Jaeger
Novo Hamburgo, 16 de setembro de 2007

Sábado é dia de fazer exames de câncer de boca

A Prefeitura de Novo Hamburgo e a Liga Feminina de Combate ao Câncer promovem neste sábado, dia 22 de agosto, a 12ª Campanha de Prevenção ao Câncer de Boca. Serão realizados gratuitamente exames preventivos na Casa de Vacinas (Rua Joaquim Nabuco, 610, Centro) das 9 às 14 horas. Serão distribuídas 300 fichas de atendimento para pessoas com mais de 25 anos. Aqueles que apresentarem suspeita da doença serão encaminhados para atendimento médico na Unidade Básica de Saúde (UBS) de Canudos para dar início ao tratamento.

O quê: 12ª Campanha de Prevenção ao Câncer de Boca
Quando: Sábado, dia 22 de agosto, das 9 às 14 horas
Onde: Casa de Vacinas (Rua Joaquim Nabuco, 610 - Centro)

CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA

SEU DINHEIRO - Luiz Percy Denardin




Denardin Assessoria Empresarial Ltda.



MERCADO FINANCEIRO 20.08.09



CRISE segundo Albert Einstein.

"Não podemos pretender que as coisas mudem se fazemos sempre o mesmo."

"A crise é a melhor benção que pode ocorrer com as pessoas e países, porque a crise traz progressos."

"É na crise que nascem as invenções, os descobrimentos, as grandes estratégias."

"Quem supera a crise, supera a si mesmo sem ficar superado."

"Quem atribui à crise os seus fracassos e penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais aos problemas do que as soluções."

"A verdadeira crise, é a crise da incompetência."

"O incoveniente das pessoas e dos países é a esperança de encontrar as saídas e soluções fáceis."

"Sem crise nõa há desafios, sem desafios, a vida é uma rotina, uma lenta agonia."

"Sem crise, não há mérito, e é na crise que se aflora o melhor de cada um."

"Falar em crise é promovê-la, calar-se sobre ela é exaltar o conformismo, devemos é trabalhar duro."

"A única vez que a crise é ameaçadora e se torna tragédia, e quando não se quer lutar contra ela."


Principais bolsas globais com avanço.

Lá fora, os principais mercados globais expandiram ganhos, impulsionados principlamente pelo bom humor gerado pelo forte avanço da bolsa chinesa. Em Wall Street, destaque para as ações da AIG (American International Group), que fecharam o dia com alta de 21,25% depois de a empresa anunciar que pagará o governo norte-americano e que espera "poder fazer algo" pelos acionistas. Da mesma forma, as ações do Google tiveram um bom desempenho, marcando alta de 3,7% após o Goldman Sachs revisar sua recomendação para "convicção de compra". No que se refere a indicadores, o nível de atividade industrial na região da Filadélfia surpreendeu e avançou, segundo indicador referente a agosto divulgado pelo Federal Reserve da Filadélfia. Já o Leading Indicators, relatório que compreende vários índices já divulgados, registrou variação positiva de 0,6% no mês de julho, e veio um pouco pior do que o esperado pelo mercado, que projetava um avanço de 0,7%. Como causa, esses indicadores ajudaram a ofuscar o fato de o número de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos ter ficado acima do esperado pelo mercado na última semana.



Já o Petróleo, fechou o dia de hoje com referências dispares nos mercados. Em Londres o BRENT fechou a US$ 73,44 ( queda de 1,68% ) e em Nova York, na Nymex fechou cotado a US$ 72,45 por barril ( leve alta de 0,17% expandindo a disparada de 4,66% ocorrida ontem ). Os mercados também se mostraram mais voláteis durante o dia devido a expiração dos contratos com entrega prevista para setembro
.


Por aqui, na carona do otimismo global, o indice doméstico tem seu terceiro dia consecutivo de ganhos. Ajudado novamente pelo do setor de papel e celulose, VCP e Aracruz, dispararam e estão novamente entre os maiores ganhos no dia , impulsionadas pelo anúncio da nova alta nos preços da celulose no mercado internacional nos segmentos de fibra longa e curta na última semana. Com a nalta de hoje , Aracruz e VCP já acumulam valorização de mais de 50% no ano. Na outra mão, os ativos da GOL fecharam com forte desvalorização após três sessões de ganhos. Oscilando entre os 56.142 pts e os 56.896 pts, com um volume financeiro de R$ 4,40 bilhões, expandindo os ganhos de ontem , o IBOVESPA acabou fechando aos 56.831 pontos, representando um expressivo avanço de 1,20% em relação ao fechamento anterior. No diário, em movimento de subida, ainda no canal lateral, 55.752 / 57.066, próximo de testar a resistência.

Os principais ganhos do dia ficaram por conta dos ativos da VCP ON ( 8,14% ), Aracruz PNB ( 5,77% ), Cyrela R ON ( 5,73% ), TAM PN ( 4,77% ) e Klabin PN ( 3,61% ). As maiores perdas do dia ficaram por conta da GOL PN ( 2,93% ), Duratex PN ( 2,80% ), Cosan ON ( 1,30% ), Cesp PNB 0,99% ), e Copel PNB ( 0,89% ).


Já o dolar comercial, após alternar entre perdas e ganhos durante a manhã, comercial definiu tendência de desvalorização durante a tarde, fechando esta quinta-feira em sua terceira sessão consecutiva de queda, e com a tradicional intervenção do Banco Central realizando um novo leilão de compra de dólares no mercado à vista. A moeda norte-americana fechou cotada hoje a R$1,8420 apresentando um recuo de 0,16% em relação ao fechamento anterior. No mes acumula desvalorização de 1,13%, e no ano de 2009 a desvalorização chega a 21,20%. No mercado paralelo encerrou com pequeno recuo e foi negociada a R$1,9800, representando um ágio de 7,49% em relação ao dólar comercial.

INDICES INTERNACIONAIS
Dow Jones - alta de 0,76%
Standard & Poor's 500 - alta de 1,09%
Nasdaq - alta de 1,01%
FTSE 100 - alta de 1,43%
Nikkei - alta de 1,76%
Merval - alta de 2,21%
WINFUT alta de 0,88% - 57.350,00 pontos - no ano 50,92%
IBOVESPA alta de 1,20% - 56.831,48 pontos - no ano 51,35%
Se ao lado o fechamento de hoje dos principais ativos com o resultado acumulado de 2009 :
- BVMF3 alta de 1,24% - 12,20 ( MIN 12,00, MAX 12,20 ) no ano 107,13%
- PETR4 alta de 0,76% - 33,05 ( MIN 32,76, MAX 33,19 ) no ano 44,70%
- VALE5 alta de 0,96% - 32,46 ( MIN 32,17, MAX 32,54 ) no ano 35,87%
- GGBR4 alta de 1,69% - 22,30 ( MIN 21,95, MAX 22,54 ) no ano 48,07%
- ITUB4 alta de 1,32% - 34,65 ( MIN 34,05, MAX 34,75 ) no ano 32,76%
- CSNA3 alta de 2,46% - 50,00 ( MIN 48,93, MAX 50,23 ) no ano 72,41%
- USIM5 alta de 2,52% - 46,85 ( MIN 45,90, MAX 47,30 ) no ano 76,66%
IBOVESPA - Transcorreu o intraday em canal de lata, apresnetando a máxima do dia pouco antes do final do pregão. Expandindo os ganhos de ontem, acabou fechando aos 56.831 pontos, representando um expressivo avanço de 1,20% em relação ao fechamento anterior. No diário, em movimento de subida, ainda no canal lateral, 55.752 / 57.066, próximo de testar a resistência.
MIN do dia 56.142 pontos / MAX do dia 56.896 pontos

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Novo Hamburgo terá Conferência Municipal de Cultura

A Secretaria de Cultura (SECULT) de Novo Hamburgo realizará nos dias 2 e 3 de outubro, a primeira Conferência Municipal de Cultura. A programação, prevista para ocorrer no Campus I da Feevale, tem como principal finalidade discutir a cultura em Novo Hamburgo e o tema escolhido é “Cultura, Diversidade, Cidadania e Desenvolvimento”. O evento ocorre juntamente da etapa nacional da Conferência, que trabalhará a mesma temática.

Segundo a secretária de Cultura, Anita de Oliveira, a conferência deve ser um debate entre artistas, produtores, conselheiros, gestores, investidores e demais protagonistas da cultura no município, buscando valorizar a diversidade das expressões e o pluralismo das opiniões. Além disso, a iniciativa também busca estratégias para fortalecer este universo, facilitando a formação de fóruns entre os interessados durante outros períodos.

Conforme a secretária, a participação está aberta para toda a comunidade, principalmente para aqueles que estão ligados ao setor. “Com este evento queremos propor e elaborar de um Plano Municipal de Cultura” antecipa. A plenária da 1ª Conferência Municipal de Cultura será antecedida por etapas denominadas Pré-Conferências, que serão realizadas em cinco regiões do município, buscando descentralizar os encontros e promover a participação de todos. “Entre agosto e setembro serão realizadas reuniões em bairros como Centro, Lomba Grande, Primavera, Canudos e Santo Afonso”, descreve Anita.

A primeira destas pré-conferências será realizada no Centro, no dia 25 de agosto, às 19h30, no auditório do Espaço Cultural Albano Hartz. Por isso, a SECULT está convidando a comunidade, artistas, produtores, agentes culturais e demais envolvidos nesta área para participar. “Nós não tivemos nenhuma reunião ainda abrangendo a participação da comunidade e da classe artística do município. Temos certeza que este será um bom começo para o que será desenvolvido em outubro”, completa a secretária.

O quê: 1º Pré-conferência de Cultura.
Onde: Espaço Cultural Albano Hartz.
Quando: 25 de agosto, terça-feira, às 19h30min.

Mostra de arte abre a Semana Municipal da Pessoa com Deficiência em Novo Hamburgo

Na segunda-feira, 24 de agosto, às 11 horas, a Coordenadoria de Políticas Públicas para as Pessoas Portadoras de Deficiência (CPPPD), abre a primeira Mostra de Arte alusiva à Semana da Pessoa com Deficiência. A iniciativa integra as atividades da Semana Municipal da Pessoa com Deficiência de Novo Hamburgo, e permanece aberta ao público durante toda a semana no saguão do 2° andar do Centro Administrativo Leopoldo Petry (Rua Guia Lopes, 4201, Canudos).

Serão expostas artes produzidas pela ONG Mentes Coloridas, que trabalha há 11 anos introduzindo a arte na vida das pessoas com deficiência, e da Associação dos Lesados Medulares do Rio Grande do Sul (Leme-RS). A abertura contará com a presença do prefeito Tarcísio Zimmermann, da vice-prefeita Lorena Mayer, do Coordenador de Políticas Públicas para as Pessoas Portadoras de Deficiência, Darwin Kremer, de representantes de entidades e dos autores das obras expostas.

Kremer explica a importância de trazer ao público a arte feita por deficientes, como forma de inclusão social. “Especialmente nessa Semana da Pessoa com Deficiência, a coordenadoria escolheu essa atividade, que é uma oportunidade das pessoas com deficiência mostrarem que mesmo com limitações, elas podem fazer muita coisa em qualquer campo e que por esse motivo, ela não deve ser vista como inválida”, afirma o coordenador. Além da Mostra, a coordenadoria organiza juntamente com o Conselho Municipal dos Direitos e Cidadania da Pessoa Portadora de Deficiência (CMPPD) o 1° Fórum Regional de Acessibilidade, que ocorre em 2 de setembro.

SECULT divulga selecionados para o Salão de Artes de Novo Hamburgo

Secretária de Cultura, Anita Lucas de Oliveira e a diretora, Ariadne Decker, acompanharam a seleção dos jurados.


A Secretaria de Cultura (SECULT) divulgou a lista dos artistas selecionados para o Salão de Artes de Novo Hamburgo. A seleção foi realizada por cinco jurados da área cultural (entre galeristas, professores e críticos de arte). A lista completa (confira relação abaixo) e mais informações sobre as próximas etapas do concurso podem ser consultadas no link 'Eventos', no site da prefeitura, www.novohamburgo.rs.gov.br.
No total, das 167 inscrições, foram escolhidas 148 obras de 85 artistas. “Estamos muito satisfeitas com a abrangência e diversidade que o Salão alcançou. Foram selecionados trabalhos de todo o país, que exemplificam a amplitude artística que se pode atingir em torno de um tema”, comenta a diretora de Cultura, Ariadne Decker. A próxima etapa para os artistas selecionados é a entrega das obras, que deve ser realizada até o dia 31 de agosto, no Espaço Cultural Albano Hartz (Calçadão Oswaldo Cruz, 122, bairro Centro), das 14 às 18 horas.
Segundo a secretária de Cultura, Anita de Oliveira, a seleção foi minuciosa e bastante trabalhosa. “Passamos a tarde apresentando as obras aos jurados, entre fotos e textos explicativos, culminando na escolha dos 85 selecionados. Pelo material que temos a comunidade hamburguense pode aguardar uma grande mostra em setembro, durante a Festa Nacional do Calçado, nos pavilhões da Fenac”, destacou Anita. O Salão de Artes é uma realização da SECULT com o apoio da Fenac e distribuirá prêmios que totalizam R$ 10 mil. São eles: Prêmio Salão Arte/Sapato no valor de R$ 5 mil, Prêmio Júri Popular no valor de R$ 2 mil, além de três menções honrosas no valor de mil reais.
Participaram da seleção dos trabalhos os seguintes profissionais: Ana Hauschild (galerista), Gilmar Hermes (doutor em História Crítica da Arte), Marciano Schmitz (artista plástico), Renato Garcia (coordenador Curso de Artes da Ulbra) e Richard John (coordenador Curso Pós-Graduação em Poéticas Visuais Feevale).

Foram selecionados os seguintes artistas:

Adriane Hernandez
Alex Benedito dos Santos
Alexandre de Oliveira Reis
Alexandre de Oliveira Souza
Alice Maria Gianini Buratto
Altair Barcellos
Anderson Neves
André Inacio Schmitt
André Venzon
Andrea Hofstaetter
Andréa Honaiser
Bianca Barros Almeida Pinheiro
Carine Krummenauer, Raquel Zaccolo e Taila Idzi
Carlos Alberto de Oliveira
Carlos Augusto Maahs
Célia Margela Arnold
Ciro Ricardo Heck
Claudio Hideli Matsuno
Dalton Oliveira de Paula
Daniela Karg
Daniela Mara Heckler
Daniela Souza Schneider
Débora Giovania Sarmento
Éder Medeiros Galdino
Eduardo da Silva Garofalo
Ena Lia Matthes Lautert
Enilda Branco Rocha
Evenir Maria Comerlato
Felipe Aran do Prado Amaral
Felippe Castro Garcia
Fernando Baril
Fernando Roberto Gums Schneider
Francisco José Maringelli
Gabriel Centurion Braga
Giana Kummer Pinto
Heitor Delcio Willms
Heloisa Fedrizzi Petry
Jander Luiz Rama
Jeferson Adriano do Amaral
Jorge Augusto Lima Sassi
José Carlos Martins
Karin Elisabeth Kopittke
Kátia Costa
Lana Michelini Lanna
Leandro Machado dos Santos
Leonardo Verardo Fanzelau
Leopoldo Kunrath
Luciano Vitório
Luiz Fernando Pauler Flores
Magna Ines Killing Sperb
Mai Bavoso
Márcia Eloisa Poschetzky
Marcos Luis Quintana
Maria Aparecida Ramaldes
Maria Isabel Garcia Sommer
Maria Isabel Sommer, Juliana Sommer
Maria Terezinha Mattos Sparta de Souza
Marília da Silva Bianchini
Martina Schreiner
Milene Tonellotto de Lima
Milton Ferreira Mota
Moisés Elias Braun
Nelci Antunes Schmitt Dreger
Paula Fernanda Ferreira
Paulo Cezar Mendes Faria
Raquel da Silva
Raquel Hirtz Trein
Raquel S. Lima Miranda
Rita de Cássia Moura Ribeiro
Rita Márcia Gil de Araújo
Rita Vieira da Rosa
Sérgio Câmara
Sérgio Stein
Silvia Helena Leme Santiago
Silvia Rodrigues Garcia
Simone Karin Blauth
Simone Sgorla Vieira
Sonia Ingrid Kanitz
Suzana Pires
Suzane da Rosa Wonghon
Tadeu de Souza Kirch
Tais Regina Frozza
Tatiana Lourenço Funghetti
Vanessa Grub
Zoraiva Bettiol

SEMANA DO ARTISTA ESPECIAL

A Coordenadoria de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência juntamente com a Secretaria Municipal de Cultura convidam para a mostra alusiva da Semana do Artista Especial.





SEU DINHEIRO - Luiz Percy Denardin


Denardin Assessoria Empresarial Ltda.



MERCADO FINANCEIRO 19.08.09

OS AXIOMAS DE ZURIQUE de Max Gunter

Primeiro grande axioma, o do RISCO
Preocupação não é doença, mas sinal de saúde.
Se você não está preocupado, não está arriscando o bastante.
- Primeiro Axioma menor: Só aposte o que valer a pena.
- Segundo Axioma menor: Resista à tentação das diversificações.
Conclusão, não tenha medo de arriscar um pouco, alto risco pode significar alto retorno.

Principais bolsas com timido avanço.

Lá fora, os principais mercados globais conseguiram sustentar ganhos obtidas do início da tarde de hoje, e fecharam o dia apresentando tímidas valorizações, após um início de sessão instável pressionado por dúvidas a respeito da fragilidade da recuperação econômica. Mas apesar das incertezas, as leves valorizações dos ativos forma impulsionadas pelo bom desempenho dos setores de energia e farmacêutico. Por outro lado, na Ásia, os mercados tiveram uma quarta-feira marcada pela realização ao rali visto nos sete primeiros meses do ano, depois de forte recuo no volume de empréstimos, com o índice Shanghai Composite fechfechando com recuo de mais de 4%, com desvalorização de 20% acumulada desde o pico que foi no último dia 4, tecnicamente entrando em "bear market" , que significa mercado vendedor, fraco, em queda, pânico, etc..




Já o Petróleo, teve suas cotações registrando forte subida no dia de hoje, em resposta ao indicador de estoques norte-americanos da commodity, que surpreenderam com recuo na última passagem semanal. Em Londres o BRENT fechou a US$ 74,59 ( forte avanço de 1,66% ) e em Nova York, na Nymex fechou cotado a US$ 72,42 por barril ( disparada de 4,66% ). Segundo a Opep, Os preços de petróleo "não estão nem um pouco ruins" afirmou o ministro de petróleo do Kuwait, Sheikh Ahmed al-Abdullah al-Sabah, durante o dia, e afirma que os membros da Organização, deverão concordar em manter os atuais níveis de produção durante a próxima reunião do grupo, marcada para o dia 9 de setembro em Viena.
.


Por aqui, o indice doméstico consegui se sustentar no campo positivo, frente as timidas valorizações externas, fruto da instabilidade gerada pela continuidade das dúvidas a respeito da fragilidade da recuperaçãoeconômica. Desatque positivo para as empresas do setor de papel e celulose, que lideraram os ganhos impulsionadas pelo anúncio da nova alta nos preços da celulose no mercado internacional nos segmentos de fibra longa e curta, além de projeções favoráveis do BoA Merrill Lynch. Na outra mão, o destaque de perdas ficou por conta dos ativos da , que apresentaram forte recuo em resposta ao resultado do segundo trimestre da empresa, anunciado ontem, sendo seguidos de perto pelos ativos da Braskem após apresentarem duas fortes altas. Oscilando entre os 54.917 pts e os 56.211 pts, com um volume financeiro de R$ 4,73 bilhões, o IBOVESPA acabou fechando aos 56.156 pontos, representando um avanço de 0,73% em relação ao fechamento anterior. No diário, em movimento de subida , recuperou o patamr dos 56.000 pts e retornou ao canal lateral, 55.752 / 57.066.

Os principais ganhos do dia ficaram por conta dos ativos da GOL PN ( 8,57% ), Braskem PNA ( 7,40% ), Cosan ON ( 7,14% ), Lojas Renner ON ( 5,89% ) e Gafisa ON ( 5,08% ). As maiores perdas do dia ficaram por conta da Usiminas ON ( 3,22% ), AmBev PN ( 2,10% ), Embraer ON ( 1,97% ), Bradespar PN ( 1,92% ) e Natura ON ( 1,85% ).


Já o dolar comercial, após operar em alta durante a manhã, inverteu sua tendência durante a tarde e nõ conseguiu escapar da seu segundo recuo consecutivo, apesar do Banco Central intervir realizando um novo leilão de compra de dólares no mercado à vista. A moeda norte-americana fechou cotada hoje a R$1,8450 apresentando um recuo de 0,16% em relação ao fechamento anterior. No mes acumula desvalorização de 0,97%, e no ano de 2009 a desvalorização chega a 20,97%. No mercado paralelo encerrou com pequeno avanço foi negociada a R$1,9900, representando um ágio de 7,86% em relação ao dólar comercial.

INDICES INTERNACIONAIS
Dow Jones - alta de 0,66%
Standard & Poor's 500 - alta de 0,67%
Nasdaq - alta de 0,64%
FTSE 100 - alta de 0,08%
Nikkei - queda de 0,79%
Merval - alta de 0,20%
WINFUT alta de 0,78% - 56.880,00 pontos - no ano 49,68%
IBOVESPA alta de 0,73% - 56.156,28 pontos - no ano 49,55%
Se ao lado o fechamento de hoje dos principais ativos com o resultado acumulado de 2009 :
- BVMF3 alta de 2,12% - 12,05 ( MIN 11,56, MAX 12,14 ) no ano 104,58%
- PETR4 alta de 1,49% - 32,80 ( MIN 31,79, MAX 32,82 ) no ano 43,61%
- VALE5 queda de 0,16% - 32,15 ( MIN 31,60, MAX 32,19 ) no ano 34,58%
- GGBR4 queda de 0,09% - 21,93 ( MIN 21,45, MAX 22,13 ) no ano 45,62%
- ITUB4 alta de 1,33% - 34,20 ( MIN 33,20, MAX 34,20 ) no ano 31,03%
- CSNA3 queda de 0,81% - 48,80 ( MIN 48,28, MAX 49,08 ) no ano 68,28%
- USIM5 queda de 0,87% - 45,70 ( MIN 45,27, MAX 46,35 ) no ano 72,32%
IBOVESPA - Caiu 1,48% nos primeiros 30 minutos do pregão, quando atingiu a minima do dia. Inverteu o movimento e subiu até as 14: 10 horas, quando atingiua a maxima do dia. Acabou fechando aos 56.156 pontos, representando um avanço de 0,73% em relação ao fechamento anterior. No diário, em movimento de subida , recuperou o patamr dos 56.000 pts e retornou ao canal lateral, 55.752 / 57.066.
MIN do dia 54.917 pontos / MAX do dia 56.211 pontos

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Tarcísio reúne-se com prefeitos no Rio de Janeiro

O prefeito Tarcísio Zimmermann viaja na manhã desta quinta-feira, dia 20 de agosto, para o Rio de Janeiro, onde participa da 55ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos (FNP). Ele retorna no final da tarde de sexta-feira, dia 21. Com isso, a vice Lorena Mayer assumirá o Executivo durante este período.

Novo Hamburgo registra segundo óbito pela Gripe A

Quarta-feira, 19 de agosto de 2009, às 15h

Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo
Secretaria da Saúde
Departamento de Vigilância Sanitária


O Departamento de Vigilância Sanitária da Secretaria da Saúde (SMS) registrou o segundo óbito pelo vírus da Influenza A (H1N1). Um menino de 1 ano e 4 meses, e que estava há três semanas hospitalizado, faleceu na madrugada desta quarta-feira, dia 19 de agosto. O resultado positivo dos exames laboratoriais confirmando a infecção pelo vírus já havia sido divulgado na semana passada.
O número de hamburguenses que tiveram a confirmação de infecção pelo novo vírus da gripe chega a 23. Outros dois casos, também registrados em Novo Hamburgo, foram de um morador de Esteio e outro de Guaíba. No município 54 pessoas estão com suspeita de ter contraído a nova gripe e aguardam o resultado dos exames laboratoriais. Todos os outros estão ou já passaram pelo isolamento para evitar a propagação da doença. Além disso, outras 410 pessoas estão recebendo, ou já receberam, o tratamento medicamentoso com o Tamiflu. O número contempla os pacientes que tiveram material coletado para a realização dos exames e aqueles que preenchem os critérios para a prescrição médica do remédio.

SDS abre inscrições para curso de construção civil

A Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), em parceria com o Sistema Nacional de Emprego (SINE), está realizando matrículas para o Plano Setorial de Qualificação e Inserção Profissional (PLANSEQ), do Governo Federal. Em Novo Hamburgo, as 145 vagas disponíveis são para a área da construção civil. Poderão se inscrever, principalmente, homens e mulheres beneficiários do Programa Bolsa Família que estejam com seus dados atualizados no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).
As aulas serão ministradas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), em sua sede (Avenida Pedro Adams Filho, 6.338, bairro Operário), entre setembro e dezembro de 2009. As inscrições vão até o dia 28 de agosto nos espaços da Assistência Social de Novo Hamburgo (CRAS, CREAS e URAS, confira endereços abaixo) ou no próprio SINE (Rua David Canabarro, 58, Centro). Após o dia 28, candidatos não contemplados neste módulo poderão se inscrever para a próxima etapa, que oferecerá cursos de março a julho de 2010.


Locais para inscrição:

Centro de Referência de Assistência Social – CRAS Canudos I – Rua Bartolomeu de Gusmão, 3500 – fone: 3587-7307

Centro de Referência de Assistência Social – CRAS Canudos II - Rua Bruno Werner Storck, 1501 – fone: 3595-1990

Centro de Referência de Assistência Social – CRAS Primavera – Rua Marcírio J. Pereira, 201 – fone 3556-5940

Centro de Referência de Assistência Social – CRAS Kephas – Rua Tamoio, 52 – fone: 3524-1375

Unidade de Referência de Assistência Social Roselândia – Rua Francisco Alves, 180 – fone: 3581-2930

Unidade de Referência de Assistência Social Monteiro Lobato – Rua Bananal, 155 – Fone: 3583-2279

Unidade de Referência de Assistência Social Dom Quixote – Rua Jaboti, 47 – Fone: 3524-9525

Unidade de Referência de Assistência Social Centro - Rua David Canabarro, 20/2º andar - Centro da Cidadania - 3527-1822

Unidade de Referência de Assistência Social Bem Viver – Rua Demétrio Ribeiro, 1085 – Fone: 3594-5580

Unidade de Referência de Assistência Social Lomba Grande – Rua João Aloísio Algayer, 1238 – fone 3596-3443

PAPO DE CULTURA - Ione Jaeger



Crônica de Nelson Marzullo Tangerini,
neto da atriz Antônia Marzullo.

25 de agosto de 2009:
40 anos da morte da atriz Antônia Marzullo.




DESCASO CULTURAL



Sozinho, venho lutando para preservar a memória de minha família; basicamente, Nestor Tangerini, meu pai, poeta [sonetista satírico], compositor, teatrólogo – de Teatro de Revista -, jornalista, caricaturista cubista e professor de Língua Portuguesa, e Antônia Marzullo, minha avó, atriz de teatro, cinema, rádio [Rádio Nacional], televisão e comercial [Coopertone].
Durante anos, colecionei fotos e recortes de jornais e revistas da época em que Antônia atuou.
Inclusive, coletei depoimentos de Nelson Xavier, de Moacir Deriquem e Jofre Rodrigues [filho de Nelson Rodrigues], entre outras pessoas que com ela conviveram, na esperança de escrever um livro sobre a atriz.
Inconformado com o descaso da mídia e de pessoas da família, - creio que esteja pregando no deserto -, resolvi escrever carta aos jornais do Rio. Apenas o Jornal do Brasil publicou, no dia 2 de outubro de 2008, quinta-feira, a minha missiva, com o título “Descaso Cultural”:

“Mais um filme poderá se perder para sempre. Trata-se de “As aventuras de Chico Valente”, de Ronaldo Lupo [Lupovici], com Antônia Marzullo, minha avó.
Já vimos esse filme: “Favela dos meus amores”, de Humberto Mauro, com Antônia Marzullo, Rodolfo Mayer e Carmen Santos, perdeu-se para sempre, num incêndio.
“As aventuras de Chico Valente” está dentro de uma lata em Saquarema, RJ. Alguém poderia passá-lo para DVD?
Ronaldo, cantor, compositor, músico e humorista, faleceu em 2005, não deixando descendentes.
Renée, sua irmã, já bastante idosa, cuida do acervo do irmão, que fez filmes também com Dercy Gonçalves.”

Antônia Marzullo, mãe de Maurício Marzullo, advogado e poeta [*1915 - + 2008], Dinah Marzullo Tangerini, ex-atriz [* 1917 - + 2005], e Dinorah Marzullo Pêra, atriz [*1919], faleceu em 1969, deixando uma vasta biografia a ser levantada.
Dois grandes trabalhos seus estão hoje disponíveis em DVDs: os filmes: O Ébrio, com Vicente Celestino, e Samba, com Sarita Montiel e Grande Otelo.
No teatro, trabalhou em peças de Nelson Rodrigues: Toda nudez será castigada, Bonitinha, mas ordinária e A mulher sem pecado.
Além de muito colaborar com o Retiro dos Artistas, Antônia dedicou-se integralmente ao teatro e ao cinema brasileiro, junto com sua família, a sua paixão maior. .
A Marzullo, como era chamada pelos amigos de profissão, pelos fãs e pelos jornalistas, ainda é lembrada por um seleto grupo de fãs; um deles, Abelardo, ex-bailarino e hoje funcionário da Rádio Nacional.
Amigo e fã de Antônia Marzullo, Abelardo, emocionado, falou-me, certa vez, na Rádio Nacional, da elegância e da fineza da atriz.
Jorge Goulart, aquele grande cantor que encantava a todos nós com sua possante e belíssima voz, contou-me, num encontro que tivemos, um dia, na FUNJOR, que muitas vezes conversava com a sempre amiga Antônia Marzullo, quando a tristeza o incomodava:

“- Bastava conversar com ela, que sempre estava disposta a me ouvir, para eu me sentir bem”.

Depois de adoecer em minha casa, em Piedade, subúrbio do Rio, onde morava, Antônia, que nasceu a 13 de junho de 1894, em Santa Teresa, no centro do Rio de Janeiro, faleceu a 25 de agosto de 1969, na Clínica Santa Cristina, no mesmo bairro e na mesma cidade, onde nascera.
Para ela, seu filho e fã Maurício Marzullo escreveu este belo e comovente soneto:


CONDENEMOS!...

[À mamãe]

Embora, minha mãe, tu pretendesses
Que eu fosse grande, onipotente, eterno,
Esforços empregando, eu vi que, nesses
Anseios teus, só mesmo o amor materno

Conseguiu dar-me, sem que concebesses,
A elevação moral, pois não aderno
No lodaçal da Vida; é que sou desses
Que mantém o Calor em pleno Inverno!...

Desta maneira, minha mãe querida,
Se nada fui, se nada sou na Vida,
Conforme concebeste em teus anelos,

Condenemos, sem tréguas, meu Destino,
Que, desde cedo, desde bem menino,
Jogou sempre por terra os meus Castelos!...

Antônia Marzullo, mãe do modesto Maurício Marzullo, - para todos nós um grande advogado e poeta, além de exemplo de retidão -, merecia ser lembrada em 2009, no 40o. aniversário de sua morte.


Na foto, Antônia com o neto
Nirton Tangerini, hoje biólogo [1941].




Nelson Marzullo Tangerini, 54 anos, é escritor, jornalista, poeta, compositor, fotógrafo e professor de Língua Portuguesa e Literatura. É membro do Clube dos Escritores Piracicaba [ clube.escritores@uol.com.br ], onde ocupa a Cadeira 073 – Nestor Tangerini.

nmtangerini@gmail.com, nmtangerini@yahoo.com.br

Blogs:
http://narzullo-tangerini.blogspot.com/
e
http://nelsonmarzullotangerini.blogspot.com/

SEU DINHEIRO - Luiz Percy Denardin




Denardin Assessoria Empresarial Ltda.



MERCADO FINANCEIRO 18.08.09


JOSEPH KENNEDY e as lições de um engraxate.

Fonte : Infomoney

"Joseph Kennedy, pai do ex-presidente norte- americano John F. Kennedy, e dos senadores Robert e Edward Kennedy, fez fortuna no mercado acionário. Ironicamente, era conhecido como um investidor agressivo, extremamente ganancioso. Relatos apontam que ele chegou a comercializar bebidas alcoólicas durante o período de Lei Seca nos Estados Unidos, entre outras coisas. Apesar deste perfil, Kennedy se tornou presidente da SEC (Securities and Exchange Commission), o órgão regulador do mercado norte-americano, entre 1934 e 1935, cargo geralmente associado a um perfil mais conservador, o que não era seu caso. A origem da fortuna de Kennedy é associada a práticas especulativas com ações e contratos de commodities. No posto de chairman da SEC, entretanto, desenvolveu mecanismos de controle das atividades especuladoras e voltou esforços contra possibilidades de manipulação do mercado acionário e o uso de informação privilegiada.

Insider
Seu primeiro emprego após a graduação em Harvard foi como analista de um banco estatal. O perfil arrojado de Kennedy começou a aparecer quando o banco que seu pai possuía participação, o Columbia Trust Bank, se deparou com a possibilidade de concordata. Kennedy emprestou cerca de US$ 45 mil de familiares e amigos e assumiu o controle da instituição, se tornando presidente do banco aos 25 anos. Além do setor financeiro, os negócios de Kennedy também circulavam pelo segmento imobiliário, com a aquisição de companhias que apresentavam problemas para se manter. Mas seu contato com o setor bancário que lhe rendeu o contato com Wall Street. Naquela época, o mercado passava por fase de grande desenvolvimento, e enfrentava um prolongado bull market que acabaria por culminar na crise de 1929. As atividades eram pouco regulamentadas e Kennedy é reconhecido praticante de estratégias que depois seriam rotuladas de manipulação de ativos e insider trading - utilização de informações privilegiadas -, e seriam combatidas quando o próprio Kennedy assumiu a SEC.

O engraxate
Neste bull market, Kennedy operou contratos de commodities e ativos principalmente ligados ao setor imobiliário. Mas suas grandes tacadas sempre partiam dos períodos de adversidade. Aí aparece sua tão famosa lição. A lenda conta que, já dono de uma vasta carteira de ações, Kennedy parou para engraxar seus sapatos numa quarta-feira e ficou surpreso ao receber conselhos de investimento de seu engraxate. Como o mercado de ações era ambiente de investidores ricos e pessoas de renome na época, Kennedy julgou que algo estava errado. Após ouvir conselhos do engraxate, resolveu vender todas as ações que possuía no mesmo dia. Por timing ou ironia do destino, a quinta-feira seguinte ficou marcada na história como a "Black Thursday", a quebra da bolsa de Nova York e um dos marcos iniciais da Grande Depressão. O valor das ações derreteu, mas Kennedy estava fora. O caso de Joseph Kennedy encobre um período de bolha nos preços dos ativos, de supervalorização dos papéis. Talvez pela tamanha popularidade que o mercado de ações havia atingido, pelas proporções surreais que os preços haviam tomado.
Para a história, fica uma das mais famosas lições de investimento: quando até seu engraxate lhe dá conselhos sobre o mercado, talvez seja hora de sair dele, embora sem desmerecer a profissão.."


Principais bolsas norte-americanas avançam.

Lá fora, após as expressivas perdas apresentadas ontem, Wall Street bem como as principais bolsas norte-americanas se recupereram em parte, impulsionadas por balanços corporativos melhores que as expectativas da varejista Home Depot e aTarget. No que se refere a montadoras, a General Motors assinou acordo para vender sua marca Saab à montadora sueca Koenigsegg. Além disso, a norte-americana prevê aumento de 35% em sua produção no terceiro trimestre. , e assim, deverá reintegrar cerca de 1.350 funcionários, em função da recuperação da demanda explicada em parte pelo programa governamental "Cash for Clunkers", e em resposta viu seus ativos avançando 5,06%. Ontem, o ex-presidente do Federal Reserve, Alan Greenspan, afirmou que a economia dos Estados Unidos deverá registrar um semestre de forte crescimento, no entanto, considera que tal melhora poderá se enfraquecer no início de 2010. No que se refere a indicadores, o numero de casas em início de construção do anualizado de julho veio abaixo do esperado pelo mercado, e índice de preços ao produtor norte-americano recuou.



Já o Petróleo, após o forte recuo apresentado ontem, queda de ontem, volta a apresentar ganhos em resposta a um maior otimismo dos investidores após resultados corporativos nos EUA e indicadores positivos da Zona do Euro. Em Londres o BRENT fechou a US$ 72,37 ( forte avanço de 2,59% ) e em Nova York, na Nymex fechou cotado a US$ 69,19 por barril ( forte avanço de 3,65% ).
.


Por aqui, seguindo a tendência externa, o indice doméstico apagou parte das perdas havidas ontem e voltou a marcar ganhos. Segundo afirmações do Ministro da Fazenda, Guido Mantega, a manutenção do emprego garantiu o consumo no Brasil em meio à crise econômica mundial, e que o País deve gerar entre 600 mil e 700 mil postos de trabalho neste ano, estimativa esta efetuada sobre o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Ministério do Trabalho e Emprego, que mostraram a criação de 138.402 novos postos de trabalho no mês de julho, o melhor resultado do ano e o sexto mês com aumento consecutivo. Destaques positivo para os ativos da GOL, que dispararam no final da sessão e lideraram os ganhos com olhos também nas cotações do preço do petróleo, seguidos de perto, os papéis da Braskem e os da Cosan também tiveram ganhos expressivos, refletindo expectativas favoráveis para a safra 2009/10. Na outra mão, os ativos da Usiminas lideraram as perdas do dia, marcando sua terceira queda consecutiva. Também cairam os ativos da AmBev , após o JP Morgan recomendá-las como "neutras". Oscilando entre os 55.215 pts e os 55.891 pts, com um volume financeiro de R$ 4,10 bilhões, o IBOVESPA acabou fechando aos 55.749 pontos, representando um avanço de 0,96% em relação ao fechamento anterior. No diário, em movimento lateral, foi barrado exatamente no Suporte do canal lateral anterior, que se tornou RES.

Os principais ganhos do dia ficaram por conta dos ativos da GOL PN ( 8,57% ), Braskem PNA ( 7,40% ), Cosan ON ( 7,14% ), Lojas Renner ON ( 5,89% ) e Gafisa ON ( 5,08% ). As maiores perdas do dia ficaram por conta da Usiminas ON ( 3,22% ), AmBev PN ( 2,10% ), Embraer ON ( 1,97% ), Bradespar PN ( 1,92% ) e Natura ON ( 1,85% ).


Já o dolar comercial, após duas sessões consecutivas de valorização, interrompe sequência e volta a fechar no negativo, com o Banco Central brasileiro voltou a intervir realizando um novo leilão de compra de dólares no mercado à vista. A moeda norte-americana fechou cotada hoje a R$1,8480 apresentando um forte recuo de 1,07% em relação ao fechamento anterior. No mes acumula desvalorização de 0,80%, e no ano de 2009 a desvalorização chega a 20,84%. No mercado paralelo encerrou com pequeno recuo e foi negociada a R$1,9800, representando um ágio de 7,14% em relação ao dólar comercial.


INDICES INTERNACIONAIS
Dow Jones - alta de 0,90%
Standard & Poor's 500 - alta de 1,01%
Nasdaq - alta de 1,30%
FTSE 100 - alta de 0,88%
Nikkei - alta de 0,16%
Merval - queda de 2,08%
WINFUT alta de 1,36% - 56.440,00 pontos - no ano 48,53%
IBOVESPA alta de 0,96% - 55.748,92 pontos - no ano 48,46
Segue ao lado o fechamento de hoje dos principais ativos com o resultado acumulado de 2009 :
- BVMF3 alta de 0,43% - 11,80 ( MIN 11,78, MAX 11,97 ) no ano 100,34%
- PETR4 alta de 1,00% - 32,32 ( MIN 32,15, MAX 32,49 ) no ano 41,51%
- VALE5 queda de 0,40% - 32,20 ( MIN 32,18, MAX 32,73 ) no ano 34,78%
- GGBR4 queda de 0,09% - 21,95 ( MIN 21,85, MAX 22,29 ) no ano 45,75%
- ITUB4 alta de 3.53% - 33,75 ( MIN 32,75, MAX 33,84 ) no ano 29,31%
- CSNA3 alta de 2,10% - 49,20 ( MIN 48,50, MAX 49,80 ) no ano 69,66%
- USIM5 queda de 1,66% - 46,10 ( MIN 46,00, MAX 47,45 ) no ano 73,83%
IBOVESPA - Subiu 1,12% nos primeiros 30 minutos do pregão, passando o restante do intraday em movimento totalmente lateral. Acabou fechando aos 55.749 pontos, representando um avanço de 0,96% em relação ao fechamento anterior. No diário, em movimento lateral, foi barrado exatamente no Sup do canal lateral anterior, que se tornou RES.
MIN do dia 54.215 pontos / MAX do dia 55.891 pontos

terça-feira, 18 de agosto de 2009

SEU DINHEIRO - Luiz Percy Denardin




Denardin Assessoria Empresarial Ltda.



MERCADO FINANCEIRO 17.08.09

LEMBRANDO OS AXIOMAS DE ZURICK
PRIMEIRO GRANDE AXIOMA : DO RISCO
Preocupação não é doença, mas sinal de saúde. Se você não está preocupado, não está arriscando o bastante.
- Primeiro Axioma menor: Só aposte o que valer a pena.
- Segundo Axioma menor: Resista à tentação das diversificações.
Conclusão: Não tenha medo de arriscar um pouco. Alto risco significa alto retorno.
SEGUNDO GRANDE AXIOMA: DA GANÂNCIA
Realize o lucro sempre cedo demais.
- Terceiro axioma menor: Entre no negócio sabendo quanto quer ganhar. Quando chegar lá, caia fora.
Conclusão: Não teste a sua sorte. Estabeleça uma meta e, ao atingi-la, realize seus lucros.
TERCEIRO GRANDE AXIOMA: DA ESPERANÇA
Quando o barco começar a afundar, não reze. Abandone-o.
- Quarto axioma menor: Aceite as pequenas perdas com um sorriso, como fatos da vida. Conte incorrer em várias, enquanto espera um grande ganho.
Conclusão: Se suas especulações andam mal, saia e parta para outra. Saber perder é uma das virtudes de um bom especulador.
QUARTO GRANDE AXIOMA: DAS PREVISÕES
O comportamento do ser humano não é previsível. Desconfie de quem afirmar que conhece uma nesga que seja do futuro.
Conclusão: Não baseie suas especulações em previsões e sim no que você vê acontecendo à sua frente.
QUINTO GRANDE AXIOMA: DOS PADRÕES
Até começar a aparecer ordem, o caos não é perigoso.
- Quinto axioma menor: Cuidado com a armadilha do historiador.
- Sexto axioma menor: Cuidado com a ilusão do grafista.
- Sétimo axioma menor: Cuidado com a ilusão de correlação e a ilusão de causalidade.
- Oitavo axioma menor: Cuidado com a falácia do jogador.
Conclusão: Não se deixe levar pela ilusão de ordem. Não existe um fórmula exata que vá lhe proporcionar sempre ganhos.
SEXTO GRANDE AXIOMA: DA MOBILIDADE
Evite lançar raízes. Elas tolhem seus movimentos.
- Nono axioma menor: Numa operação que não deu certo, não se deixe apanhar por sentimentos como lealdade ou saudade.
- Décimo axioma menor: Jamais hesite em sair de um negócio se algo mais atraente aparecer à sua frente.
Conclusão: Não se deixe prender a sentimentos em suas especulações. Se perceber uma oportunidade melhor, corte suas raízes e siga em frente.
SÉTIMO GRANDE AXIOMA: DA INTUIÇÃO
Só se pode confiar num palpite que possa ser explicado.
- Décimo primeiro axioma menor: Jamais confunda palpite com esperança.
Conclusão: Só confie em um palpite se você for capaz de identificar algo que consiga explicá-lo.
OITAVO GRANDE AXIOMA: DA RELIGIÃO E DO OCULTISMO
É improvável que entre os desígnios de Deus para o Universo se inclua o de fazer você ficar rico.
- Décimo segundo axioma menor: Se a astrologia funcionasse, todos os astrólogos seriam ricos.
- Décimo terceiro axioma menor: Não é necessário exorcizar uma superstição. Podemos curti-la, desde que ela conheça o seu lugar.
Conclusão: Mantenha o sobrenatural longe de suas especulações. Confie em você e no seu potencial.
NONO GRANDE AXIOMA: DO OTIMISMO E DO PESSIMISMO
Otimismo significa esperar o melhor, mas confiança significa saber como se lidará com o pior. Jamais faça uma jogada por otimismo apenas.
Conclusão: Um bom especulador possui confiança, não otimismo. A confiança nasce do uso construtivo do pessimismo.
DÉCIMO GRANDE AXIOMA: DO CONSENSO
Fuja da opinião da maioria. Provavelmente está errada.
- Décimo quarto axioma menor: Jamais embarque nas especulações da moda. Com freqüência, a melhor hora de se comprar alguma coisa é quando ninguém a quer.
Conclusão: Antes de arriscar seu dinheiro seguindo a opinião da maioria, pondere e avalie por si mesmo se a decisão é acertada ou não.
DÉCIMO PRIMEIRO GRANDE AXIOMA: DA TEIMOSIA
Se não deu certo da primeira vez, esqueça.
- Décimo quinto axioma menor: Jamais tente salvar um mau investimento fazendo "preço médio".
Conclusão: Se sua especulação não está dando o retorno desejado, não seja teimoso, desista. Outras boas oportunidades podem estar a sua volta sem ser notadas.
DÉCIMO SEGUNDO GRANDE AXIOMA: DO PLANEJAMENTO
Planejamentos a longo prazo geram a perigosa crença de que o futuro está sob controle. É importante jamais levar muito a sério os seus planos a longo prazo, nem os de quem quer que seja.
- Décimo sexto axioma menor: Fuja de investimentos de longo prazo.
Conclusão: Não planeje investimentos a longo prazo. O mundo dos negócios se modifica a cada dia. O único plano a longo prazo que um especulador precisa ter é o de ficar rico.



O TAO DE WARREN BUFFETT

"A contabilidade é a lingua dos negócios"

"Existem muitas maneiras de descrever o que está acontecendo com uma empresa, mas , seja lá o que se diga, sempre se retorna à lingua da contabilidade. Quando a filha de um de seus parceiros de negócios perguntou a Warren , quais os cursos que deveria fazer na faculdade, ele respondeu : "Contabilidade, pois é a lingua dos negócios. ". Para interpretar a demonsatração financeira de uma empresa, você tem que saber interpretar os numeros, e para isso precisa entender de contabilidade. Se você não sabe ler o placar, não sabe como anda o jogo, o que significa que não consegue distinguir os vencedores dos perdedores."


Principais bolsas norte-americanas com novo recuo.

Lá fora, expandindo as perdas da última sexta-feira e após o forte rali recente, as principais bolsas em Wall Street encerraram com novo recuo, em e em continuidade a realização de lucros iniciada na semana passada, quando os índices romperam uma sequência de cinco altas semanais seguidas. Também hoje, balanços corporativos piores que as expectativas acentuaram o pessimismo do mercado. No setor financeiro, em resposta à divulgação de que aumentou no mes de julho, a inadimplência sobre os cartões de credito,o Bank of America viu seus ativos cairem 4,77% e os da Capital One recuaram 2,91%. Com a queda das commodities tanto em Londres como em Nova York, conforme cotações abaixo , as ações de AK Steel rceuram 8,07%, as da Alcoa 6,48% e as da U.S.Steel recuaram 8,28%. Dentre os balanços corporativos, a varejista Lowe's obteve um lucro 19% inferior ao registrado no segundo trimestre do ano passado, e em resposta viu seus ativos despecarem 10,34%. Por outro lado, no que se refere a atividade industrial em Nova York, o NY Empire State Index apontou 12,08 pontos positivos em agosto, primeira alta desde abril de 2007.

Já o Petróleo, sSeguindo a forte queda nas cotações vista no pregão anterior, os preços petróleo fecharam voltaram a recura neste inicio de semana, ainda refletindo a queda na confiança do consumidor norte-americano. Em Londres o BRENT fechou a US$ 70,54 ( forte recuo de 2,58% ) e em Nova York, na Nymex fechou cotado a US$ 66,75 por barril ( queda de 1,12% ).
.


Por aqui, em dia de vencimento de opções e seguindo a tendência externa, que sinaliza novos temores de que a recuperação da economia seja menos sólida do que parece, o indice doméstico sofreu forte recuo. No que se refer a indicadores, o relatório Focus, elaborado pelo Banco Central, mostrou pela terceira semana consecutiva revisões para baixo nas estimativas para a inflação brasileira, e qunato a economia, mostrou que o mercado indicou menor recessão em 2009 e maior crescimento em 2010, sendo esperado que o PIB (Produto Interno Bruto) diminua 0,34% no ano vigente e avance 3,8% no ano seguinte. Também a Fundação Getulio Vargas anunciou que o IPC-S (Índice de Preços ao Consumidor - Semanal) de 15 de agosto marcou inflação de 0,26%, 0,10 ponto percentual abaixo do apurado na medição anterior. No que se refere a balança comercial brasileira, esta registrou um saldo positivo de US$ 680 milhões na segunda semana de agosto, deixando um saldo acumulado no ano de US$ 18,52 bilhões. O destaque negativo do dia ficou com os papéis da Rossi Res, que apareceram como destque positivo na última sexta-feira. Na oputra mão, se destacaram de longe os ativos da Braskem, em resposta ao Citigroup haver cortado a recomendação de compra para manutenção devido à valorização excessiva no último mês, porém elevando o preço-alvo dos papéis. Oscilando entre os 54.881 pts e os 56.635 pts, com um volume financeiro de R$ 7,72 bilhões ( destes 2,51 referentes à opções ), o IBOVESPA aos 55.218 pontos, representando um forte recuo de 2,51% em relação ao fechamento anterior. No diário, em movimento de queda rompeu o SUP do canal lateral em que vinha se movimentando desde o dia 04 de agosto, confirmando que parecia estar bastante esticado e ainda está.

Os principais ganhos do dia ficaram por conta dos ativos da Braskem PNA ( 5,30% ), Duratex PN ( 3,66% ), JBS ON ( 1,38% ), Natura ON ( 1,36% ) e Redecard ON ( 0,92% ). As maiores perdas do dia ficaram por conta da Rossi Res ON ( 6,05% ), Usiminas ON ( 5,07% ), Gerdau PN ( 4,52% ) VCP ON ( 4,50% ) e Vale PNA ( 4,21% ).


Já o dolar comercial, em resposta a apreensão do mercado, embora com tendência atenuada a tarde, volta a repetir ganhos, e com a tradicional intervenção do Banco Central, retirando dólares do mercado, através da realização de leilão de compra da moeda no mercado à vista. A moeda norte-americana fechou cotada hoje a R$1,8680 apresentando um avanço de 0,75% em relação ao fechamento anterior. No mes acumula valorização de 0,48%, e no ano de 2009 a desvalorização chega a 19,98%. No mercado paralelo encerrou com pequeno avanço e foi negociada a R$1,9900, representando um ágio de 6,53% em relação ao dólar comercial.

INDICES INTERNACIONAIS
Dow Jones - queda de 2,00%
Standard & Poor's 500 - queda de 2,43%
Nasdaq - queda de 2,75%
FTSE 100 - queda de 1,46%
Nikkei - queda de 3,10%
Merval - queda de 1,93%
WINFUT queda de 2,83% - 55.680,00 pontos - no ano 50,79%
IBOVESPA queda de 2,51% - 55.218,37 pontos - no ano 48,50%
Segue ao lado o fechamento de hoje dos principais ativos com o resultado acumulado de 2009 :
- BVMF3 queda de 2,83% - 11,75 ( MIN 11,61, MAX 11,89 ) no ano 113,24%
- PETR4 queda de 1,08% - 32,00 ( MIN 31,64, MAX 32,00 ) no ano 36,69%
- VALE5 queda de 4,21% - 32,33 ( MIN 32,26, MAX 32,96 ) no ano 35,33%
- GGBR4 queda de 4,52% - 21,97 ( MIN 21,94, MAX 22,39 ) no ano 45,88%
- ITUB4 queda de 2,40% - 32,60 ( MIN 32,30, MAX 32,80 ) no ano 24,90%
- CSNA3 queda de 4,00% - 48,19 ( MIN 47,92, MAX 48,90 ) no ano 66,17%
- USIM5 queda de 3,56% - 46,88 ( MIN 46,55, MAX 47,29 ) no ano 76,77%
IBOVESPA - Perdeu 3,11% nos primeiros 40 minutos do pregão, quando atingiu a minima do dia. A partir dai , em movimento lateral, acabou fechando aos 55.218 pontos, representando um forte recuo de 2,51% em relação ao fechamento anterior. No diário, em movimento de queda rompeu o SUP do canal lateral em que vinha se movimentando desde o dia 04 de agosto, confirmando que parecia estar bastante esticado e ainda está.
ATENÇÃO : Caso o mercado perca os 55.000 pontos, aparecem os SUPORTES em 53.300 pontos e 52.540 pontos, mínima verificada em 22 de julho, onde chama a atenção estreitamento das Bandas de Bollinger no período, indicativo da possibilidade de que um novo rali está prestes a começar. Por outro lado, sustentado o suporte nos próximos dias, por ser um ponto de entrada gráfico para os traders, o Ibovespa segue sua tendência de alta ao encontro dos 57.300 pontos, a fim de romper a congestão de curto prazo.

"Deixando para trás a referência, os analistas do Itaú traçam resistências em 57.825 pontos e 58.300 pontos, que se superadas, o mercado abrirá espaço para buscar os 59.500 pontos e o objetivo principal em 61 mil pontos. "
MIN do dia 54.881 pontos / MAX do dia 56.635 pontos

OSCAR SCHMIDT NO SINDILOJAS

PAPO DE CULTURA - Ione Jaeger






NÃO É COMIGO!

“Esta é a história sobre quatro pessoas:
TODO MUNDO, ALGUÉM, QUALQUER UM, NINGUÉM
Havia um importante trabalho a ser feito e TODO MUNDO tinha a certeza que ALGUÉM o faria.
QUALQUER UM poderia ter feito mas NINGUÉM fez.
ALGUÉM zangou-se porque era trabalho de TODO MUNDO.
TODO MUNDO pensou que QUALQUER UM poderia fazê-lo, mas NINGUÉM imaginou que AlGUÉM deixasse de fazer.
TODO MUNDO culpou ALGUÉM, porque NINGUÉM fez o que QUALQUER UM poderia ter feito.”


Sabedoria Popular!

DIRETO DO RIO DE JANEIRO - Nelson Tangerini






RASCUNHO DA VALSA "DONA FELICIDADE"






Rascunho da valsa Dona Felicidade,
letra de Nestor Tangerini,
música de Benedito Lacerda.
Dona Felicidade foi gravada,
em 1937, por Castro Barbosa,
selo RCA Victor.

http://narzullo-tangerini.blogspot.com/
e
http://nelsonmarzullotangerini.blogspot.com/

RENATE GIGEL - O QUE AS MULHERES PENSAM SOBRE...




Conflito de gerações.


É um conceito bastante difundido e defendido no que diz respeito a encontro e o desencontro de idéias e opiniões, especialmente quando um dos quisitos é idade. Geração jovem, não tão jovem ou jovem há muito mais tempo tem divergências em relação a mais variada gama de situações que dizem respeito à vida, ao cotidiando, às tradições e ao trabalho .
É interessante e muitas vezes conflitante quando defendemos nosso ponto de vista de pais, professores ou chefia e nos deparamos com idéias tão diferentes das nossas.
Tão modernas? Afinal, quem terá razão?
Parece que me é dado o privilégio de poder defender uma outra faceta deste encontro de gerações onde prevalecem , não contestações ou certezas, rebeldias ou repressões, mas sim ideais. O desafio de caminhar juntos em prol de um bem maior: a solidariedade.
Testemunho vivo é a ação em que se unem as fôrças da experiência de uma geração, a vontade do bem comum de outra e a garra e desempenho da juventude. Resultado positivo e desafio ao paradigma: conflito de gerações!
No desprendimento, no amparo ao próximo, no querer servir sua comunidade, não há gerações, apenas homens maduros na sua consciência de cidadão.
No mais, não é a uniformidade que vai trazer vida à vida!


Lions Pérola do Vale, Léo Clube 3º milênio e Veterancar em ação para a comunidade.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Novo Hamburgo receberá rede canalizada de gás natural

A rede de gás natural será ampliada no Vale dos Sinos através de um investimento da Sulgás de R$ 9 milhões. Serão construídos 15 km de rede canalizada desde a Av. Getúlio Vargas em São Leopoldo até a Joaquim Nabuco, em Novo Hamburgo. A primeira fase da obra inicia no mês de abril indo até o posto Dom João Becker localizado em São Leopoldo.

A extensão do gasoduto até Novo Hamburgo faz parte dos investimentos previstos pela estatal e atende a uma antiga reivindicação de muitos empresários do município que encontram no gás natural um insumo energético mais eficiente para o atendimento de suas necessidades tanto no segmento industrial, como comercial e veicular.

“Ampliar o fornecimento de gás natural no Vale dos Sinos sempre foi um objetivo perseguido pela Sulgás, pois estaremos levando um combustível eficiente, econômico e seguro e contribuindo para a melhoria do meio ambiente, o que beneficia a população dessa região”, diz Goidanich.

Como forma de ampliar as opções aos usuários de GNV, a Sulgás mantém negociação com cinco postos localizados no trajeto do novo ramal. Ainda estão nos planos da companhia o atendimento a indústrias, estabelecimentos comerciais e futuramente residências . Um estudo preliminar aponta que a cidade apresenta um potencial de comercialização de 27 mil m³/dia inicialmente.

Mesmo sem a disponibilidade de rede, desde 2007, Novo Hamburgo conta com um posto de GNV. Neste caso o fornecimento é viabilizado por meio do sistema de Gás Natural Comprimido (GNC). Esse modal de transporte permite que o combustível seja comprimido numa estação de compressão conectada ao gasoduto para depois ser transportado através de caminhões especiais até o cliente, onde é feita a sua descompressão. Com GNC, a Sulgás também está antecipando o seu abastecimento a uma indústria em Campo Bom.


SAIBA MAIS

A obra – O projeto será realizado em quatro fases:

Trecho 1 - Inicia na BR-116 próximo a rua João Alberto, em São Leopoldo, e vai ao Posto Dom João Becker, em São Leopoldo. Previsão de início: abril.

Trecho 2 – Começa no Posto Dom João Becker e termina no Posto Imigrantes (na Simões Lopes esquina com a BR 116, em São Leopoldo).

A obra está aguardando a conclusão do processo licitatório para sua execução.

Trechos 3 e 4 - Entre Posto Imigrantes, (na Nicolau Becker, 1340, em Novo Hamburgo) e City Gate de Araricá, serão implantados posteriormente.

Ruas por que passa o ramal – trajeto São Leopoldo a Novo Hamburgo - Av. Getúlio Vargas, Av. Dom João Becker, Rua São Joaquim, Rua Albino Kempf, Rua Tuyupi, Rua Dr. Magalhães Calvet, Av. Ver. Adão Hoefel, Av. Caxias do Sul, Rua Dr. Hillebrand, Av. Arnaldo Pereira da Silva, Rua Dr. Simões Lopes, Rua Primeiro de Março, Rua Sete de Setembro, Rua Hugo Erni Feltes, Av. Cel. Frederico Linck até a Rua Joaquim Nabuco.

(fonte: Imprensa da Sulgás - www.sulgas.rs.gov.br)

Faixa Nobre terá horário ampliado

O prefeito Tarcísio Zimmermann assinou nesta segunda-feira, dia 17 de agosto, um decreto promovendo mudanças no atual sistema da Faixa Nobre. As modificações, conforme informou Tarcísio, seguem algumas solicitações da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e do Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas) e têm como objetivo proporcionar maior rotatividade de veículos no Centro, possibilitando mais vagas nos estacionamentos em vias contempladas pela fiscalização.
Entre as principais alterações está a ampliação dos horários e da taxa de regularização do estacionamento. Com o decreto, o novo horário da Faixa Nobre passa a ser das 8 às 18 horas, sem interrupção ao meio-dia, e também nos sábados, das 9 às 13 horas. Já o valor da taxa a ser paga para a quitação do Aviso de Irregularidade aumentará de R$ 2,00 para R$ 5,00. As mudanças passarão a valer 30 dias após a publicação do decreto nesta terça-feira, dia 18, prazo que também é considerado suficiente para implantar e informar a população sobre as novas regras. Segundo o prefeito, a Faixa Nobre é atualmente pouco eficaz e gera prejuízos ao Município. “Queremos tornar o sistema mais efetivo e dar maior rotatividade aos veículos que necessitam estacionar no Centro”, declarou Tarcísio.
Com as novas regras, também serão ampliados os postos de vendas dos cartões da Faixa Nobre. Além disso, para facilitar a compra, serão colocadas placas indicando quais os estabelecimentos das proximidades (do local onde o veículo for estacionado) possuem cartões de estacionamento para venda.
A tolerância de 20 minutos para estacionamento numa mesma vaga ainda está valendo. No entanto, os próprios usuários deverão preencher o cartão de dispensa assim que estacionarem seus veículos, colocando-o em local visível para o fiscal. Este cartão de dispensa poderá ser retirado nos mesmos pontos-de-venda de cartões de estacionamento. De acordo com o diretor geral da Companhia Municipal de Urbanismo (COMUR), Marialdo Schirmer, as mudanças são necessárias para o sistema. “A função é democratizar o sistema de estacionamento no Centro”, declara. Ele ressalta ainda que os valores estarão abaixo dos estabelecidos em outras cidades como Gramado, São Leopoldo, Canoas e Taquara. Os cartões de estacionamentos continuarão com os mesmos valores, sendo um real por hora, não podendo o usuário ultrapassar duas horas com o veículo estacionado na mesma vaga.

Principais Mudanças:
- O horário de fiscalização passa a ser das 8 às 18 horas, passando a contar também o período do meio-dia.
- A taxa do Aviso de Irregularidade passa de R$ 2,00 para R$ 5,00
- Cada usuário deverá preencher e colocar o cartão de dispensa dos 20 minutos assim que estacionar o seu veículo. Não será permitida a troca do cartão depois de expirado o tempo de tolerância.

PAPO DE CULTURA - Ione Jaeger







LUCAS 18, 10 - 13

Fiéis incidentais
lotam, abarrotam a igreja
em dias especiais.
Demonstrando amor e fé
em comunhão espiritual
estão na casa do Senhor
louvando-O
no “Dia das Mães”
no Domingo de Páscoa
na missa de Natal!

Diferente é o Fiel Operacional
semanalmente vai à missa dominical
acompanhando e
agradando o “Senhor” que lhe provê
o pão seu de todo dia:
_ o almoço, o café, o jantar
a condução, o bem-estar...
Comunga, reza, canta
para garantir o status quo
de bom cristão,
cidadão respeitado
parceiro bem comportado
i-m-a-c-u-l-a-d-o...
Aleluia!


Ione Jaeger
9 de maio de 1999 - Dia das Mães

DIRETO DO RIO DE JANEIRO - Nelson Tangerini







ANTÔNIA MARZULLO, MINHA AVÓ

Nelson Marzullo Tangerini


Texto de Nelson Tangerini,
neto da atriz.

Foto de Dinorah Marzullo
com a mãe Antônia Marzullo:
"Nós duas falando da saudade
que sentimos do Maurício".

25 de agosto de 2009:
40 anos da morte da atriz
Antônia Marzullo.



A Moreninha, peça baseada no romance do mesmo nome, de Joaquim Manuel de Macedo, foi o último trabalho de Antônia Marzullo no teatro.

A atriz, que contracenava com a filha, Dinorah Marzullo, e com a neta, Marília Pêra, já não conseguia memorizar o texto: sofria de Mal de Alzheimer, diagnosticado, na época, como esclerose.

Na verdade, Antônia substituía a atriz Sônia Oiticica, que, por motivos pessoais, abandonava o trabalho.

Pouco antes de Sônia morrer, conversei por telefone com a atriz sobre a entrada de Antônia na peça.

“- Fiquei muito preocupada com sua avó. E chocada. Antônia não conseguia mais memorizar o texto. Estava muito nervosa. Tive muita pena dela. Não era mais aquela Antônia Marzullo que eu conheci. Mas tive paciência com ela, tentei ajudá-la, por um tempo, lendo o texto junto com ela, para que ela o memorizasse.”

Em casa, Antônia chegou a dizer para sua filha mais velha, Dinah Marzullo Tangerini, que estava muito insegura, nervosa, pois não conseguia mais memorizar o que estudava.

A Moreninha, com Antônia, talvez por esta razão, não ficou muito tempo em cartaz. Mas registrou o encontro de três grandes atrizes da mesma família.

No final de julho, Antônia recebeu uma proposta para trabalhar no filme “O menino e o vento”, que seria rodado no interior de Goiás. A atriz viu uma nova porta se abrir para ela. Sorriu, encheu-se de esperança e convidou seu neto mais velho Nirton Tangerini para acompanhá-la na viagem. Talvez pressentisse que algo estava a caminho. O convite foi aceito pelo futuro biólogo e estudioso das lepidópteras brasileiras. Com um largo sorriso em seu rosto, disse-nos, orgulhosa: “ – Viajarei acompanhada de meu neto”.

A viagem, porém, não aconteceu. Antônia ficou gravemente enferma em nossa casa, em Piedade, onde morava.

A atriz saiu de casa para receber seu pagamento, na Praça da Bandeira, e não encontrou o banco. Mesmo com pouca memória, Antônia conseguiu encontrar o caminho de volta para casa. Deitou-se em sua cama e pediu que ninguém a acordasse, pois estava muito cansada. E entrou em coma.

Nervosa, minha mãe mandou chamar um médico que nada resolveu, mas garantiu que Antônia estava viva.

Imediatamente, minha mãe mandou chamar os irmãos Maurício e Dinorah Marzullo. Os dois chamaram uma ambulância que percorreu todos hospitais e todas as clínicas do Rio de Janeiro. Sem sucesso. Não havia vaga em lugar algum. Rumaram, então, para Santa Tereza e encontraram vaga na Clínica Santa Cristina, onde Antônia ficou algumas semanas, até morrer, no dia 29 de agosto de 1969.

Quase todos os dias pegava o bondinho de Santa Teresa para visitar minha querida avó. A lado dela, o sempre companheiro José Pinto da Costa, o Dindinho, agora tenso e preocupado com o estado de saúde de sua esposa e amiga.

Ao longe, lá no Passeio Público, o Relógio da Mesbla apunhalava-me o coração. Parecia que contava o tempo de minha avó na Terra. Suas batidas gélidas, secas, tristes, fúnebres, que iam buscar-me em Santa Tereza, por muito tempo me fizeram lembrar de minha avó. Quando as ouvia, na Cinelândia ou na Lapa, era do sofrimento de minha avó que me lembrava.

E quando a poeira baixou, lembrei-me do que minha avó dizia para nós, sorrindo: “Nasci em Santa Tereza; quero morrer lá”.

Gostaria que meu depoimento fosse lido por todos - parentes, amigos, atores, atrizes, gente que simplesmente ama o teatro e o cinema - e que Antônia Marzullo fosse lembrada em seus 40 anos de morte. Ela deixou seu nome escrito na História do Cinema e do Teatro do Brasil.

Amo-te muito, vovó.


Nelson Marzullo Tangerini, 54 anos, é escritor, jornalista [ABI], poeta, compositor, fotógrafo e professor de Língua Portuguesa e Literatura. É membro do Clube dos Escritores Piracicaba [ clube.escritores@uol.com.br ], onde ocupa a Cadeira Nestor Tangerini.


nmtangerini@gmail.com, nmtangerini@yahoo.com.br


http://narzullo-tangerini.blogspot.com/

e

http://nelsonmarzullotangerini.blogspot.com/

Comunidade de Lomba Grande debate a Saúde do município

Ne sábado, 15 de agosto, foi a vez da comunidade de Lomba Grande debater o futuro da Saúde no município na 6ª Pré-conferência de Saúde. Reunidos no Salão Paroquial da Igreja Católica São José, representantes da Secretaria da Saúde (SDS), do Conselho Municipal de Saúde e da comunidade do bairro rural identificaram problemas e sugestões para desenvolver melhorias no setor. Além do debate, o grupo de teatro Canal Livre, da Guarda Municipal, apresentou uma peça que mostrava alguns dos problemas enfrentados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) hoje em dia, propondo melhorias ao serviço.
Segundo o diretor de Saúde, Florizeu Campos, a atividade antecede a IV Conferência Municipal Extraordinária de Saúde, que reescreverá todo o plano de saúde do município. Por esse motivo, é importante que a comunidade seja ouvida, para sugerir propostas. A Conferência, que inicialmente estava prevista para os dias 18 e 19 de setembro terá sua data modificada devido a prorrogação do calendário de vacinação contra a poliomielite.
A Secretária da Saúde, Clarita de Souza, apresentou à comunidade dados da Saúde em Novo Hamburgo, e a partir disso, abriu a discussão com os participantes. “A saúde é nossa prioridade número um, e por isso ela deve ser discutida com a comunidade, que é quem utiliza de seus serviços públicos.” Lomba Grande foi o penúltimo distrito em que se realiza a pré-conferência. O último, que antecede a IV Conferência Municipal Extraordinária de Saúde, ocorrerá no dia 29 de agosto, na Escola Municipal Arnaldo Grin (Rua Montevidéu, 902, bairro Santo Afonso).